Análise de Life is Strange True Colors, o 3° jogo da série

Análise de Life is Strange True Colors, o jogo que veio a público em setembro de 2021 e em pouquíssimo tempo já fez o coração e o bolso dos fãs da saga suspirarem em três sonoridades diferentes. O jogo que inicialmente contou a história de Max e Chloe em 2015, depois Sean e Daniel em 2018, agora nos apresenta Alex Chen com uma melhora surpreendente nos gráficos e uma trilha sonora igualmente impecável.

Life is Strange 3 está disponível em três versões: original (R$ 299,95) deluxe (R$ 349,95) e ultimate edition (R$ 397,45), além do pacote de roupas para a personagem por R$ 21,45. O preço da nova série é uma das principais reclamações da saga, sendo muito maior do que o preço dos outros jogos da saga que podem inclusive ser encontrados de forma gratuita no caso do primeiro jogo ou por menos de R$ 100,00 no segundo na Game Pass ou Playstation Store.

Por isso, para que você não gaste seu dinheirinho suado, viemos aqui compartilhar um pouquinho da nossa experiência com Life is Strange True Colors. Cuidado, o texto pode conter spoilers desse e dos jogos anteriores.

Você também pode se interessar por:

Análise de life is strange true color
Análise de Life is Strange True Color

O jogo Life is Strange True Colors

Como uma boa fã da saga que sou, eu estava pirando para colocar minhas mãozinhas na história de Alex Chen e devo dizer que me surpreendi bastante com a trama. O jogo já começa com aquela cara de Life is Strange, com Alex sentada na cadeira de terapia conversando sobre seu futuro. Nesse momento já somos apresentados ao que está prestes a acontecer, Alex vai ir morar com seu irmão Gabe, quem não via em anos porque foram separados no abrigo para menores.

-- Publicidade --

Aos poucos as peças vão se encaixando e a vida de Alex passa a ficar menos nebulosa. É possível conferir as mensagens em seu celular onde vemos que a vida no orfanato não era nada fácil, e também podemos ter um pequeno vislumbre de seu poder com as anotações sobre emoções em pessoas próximas.

Logo quando Alex chega a Haven Spring, parada em uma ponte, encontramos a primeira parte da trilha sonora impecável que todos os Life is Strange possuem, porém em lis 3, é nesse momento em que vemos a evolução dos gráficos da saga. Não espere encontrar algo extremamente realista, os gráficos novos não são nada parecidos com os gráficos de COD por exemplo, é inegável que o trabalho deu um upgrade, mas ainda estamos falando de Life is Strange.

Análise de life is strange true colors, o 3° jogo da série | ab9cf987 63k7qbbrpun61 scaled | married games análises | life is strange, life is strange 3, life is strange true colors, lis, lis 3 | análise de life is strange true colors
Glow up de Steph (LiS: Before the Storm vs LiS: True Colours) 

E por falar nela, não demora muito para que possamos encontrar nosso caminhãozinho da Barbie. Gabe mostra parte da cidade, apresenta algumas pessoas e logo deixa Alex sozinha, que decide ir até a loja de discos para comprar um presente depois de bater um papo com Ethan, enteado de Gabe. Dentro desta loja de discos, Steph comanda uma rádio local e pede a sugestão de Alex sobre qual disco tocar.

Também é nesse momento que conhecemos Ryan, o outro possível interesse romântico de Alex. Na loja de disco temos algumas referências a jogos antigos, como um poster da banda favorita de Chloe Price.

A trilha sonora continua presente por todos os episódios de lis 3, ainda mais presente do que nos jogos anteriores, afinal, se Max amava fotos e Sean amava desenhos, Alex ama música.

-- Publicidade --

É no primeiro episódio onde definimos o tipo de relação que Gabe e Alex terão. Ela está mudada por seus traumas ou é como se nunca tivessem sido separados? Então você pode escolher se vai brincar de guitarra imaginária com Gabe ou se só vai assistir ele se divertir ao som de Kings of Leon.

Nesse momento somos apresentados ao primeiro conflito em cena, Mac, o namorado ciumento de uma amiga de Gabe basicamente invade o apartamento o acusando de estar tendo um caso com Riley e literalmente começa a espanca-lo. Alex sente a raiva que Mac sente, o impulso de agressão e ao ver seu irmão apanhando avança e desconfigura a cara de Mac. Gabe se assusta com a agressividade da irmã e diz que precisa ficar sozinho, e nesse clima meio tenso, Alex nos presenteia com sua performance incrível de Creep.

PreçoMais vendido # 1
Life Is Strange. True Colors-Padrão-Playstation 4
  • A busca pela verdade: Descubra os segredos ocultos por trás da morte de seu irmão em uma montanha-russa emocional de uma aventura
  • Haven Springs, um novo começo: Explore livremente as ruas e espaços de Haven Springs, encontre personagens inesquecíveis e descubra a verdade
  • A busca pela verdade: Em uma história verdadeiramente pessoal:, tome decisões difíceis e crie sua própria experiência única
  • Compartilhe o talento de Alex Chen: Desfrute de uma trilha sonora impressionante, incluindo composições originais, além de muitas outras faixas licenciadas

Pulando para parte onde tudo fica bem, Alex, Gabe e Ryan conversando são interrompidos por um problema: Ethan está sozinho nas Minas onde ocorrerá uma explosão. O trio parte contra o tempo para salvar o menino, e Gabe consegue um favor com Mac que trabalha para a empresa que responsável, para adiar a explosão até que todos estejam salvos. Com certa dificuldade com as emoções de Ethan, Alex consegue salvar a criança e quando tudo parece ter dado certo, a explosão ocorre.

É ai que Life is Strange coloca suas garrinhas de fora. Todo mundo sabia que Gabe morreria, está explicito no trailer, o mistério de sua morte é literalmente o ponto principal do jogo. E mesmo tendo todas as informações, você se surpreende com a morte dele. A empolgação de Alex por reencontrar seu irmão é tão grande que você acaba se deixando levar pelos diálogos, as cores do jogo, a trilha sonora que quando acontece, você chora como se fosse seu próprio irmão.

A morte de Gabe consegue ser muito mais emocionante do que a morte do Sr. Diaz em LIS 2, e inclusive do que a morte de Rachel. Gabe é acertado na cabeça por um pedregulho e é arremessado do penhasco, um pedaço de corda amarrado nele e a outra ponta amarrada em Alex, Alex é puxada para o precipício também mas Ryan rapidamente pula em sua direção e a segura, te dando o mínimo de esperanças de que vão puxar Gabe para a borda, mas ao invés disso, Ryan corta a corda.

-- Publicidade --

E ai, quem é o culpado? Ryan não tentou suficiente? Era necessário cortar a corda? Ou foi o Mac que garantiu que a explosão seria adiada mas mentiu? No velório, Mac ainda ousa dizer que não recebeu ligação nenhuma. Mas Alex nem estava próxima quando Gabe ligou, será que é verdade? O velório de Gabe se torna um show de horrores com muita raiva e lagrimas.

Para fugir da situação, Alex e Steph vão até o apartamento de Alex, antigo apartamento de Gabe, mas Steph está mil vezes mais fragilizada que Alex. Então a protagonista usa seus poderes para conseguir consolar Steph, procurando por lembranças que a fariam feliz.

Velório de gabe
Velório de Gabe

Todo o segundo capítulo de LIS 3 é dedicado a memória de Gabe e aos reflexos de sua morte. Mas logo em seguida, um clima mais leve paira sob Haven Spring. Como forma de fazer Ethan se sentir melhor e se distrair do sentimento de culpa da morte de seu padrasto, a cidade se organiza para jogar LARP, um tipo de RPG mestrado obviamente por Steph, envolvendo a cidade inteira enquanto Alex reúne informações sobre a tragédia que levou seu irmão.

Alex, Ryan e Steph se tornam melhores amigos, e investigam todos juntos. Com a proximidade entre os integrantes do trio, podemos escolher exatamente com quem Alex vai dar uns beijinhos. Eu escolhi a Steph porque ela é minha sapatilha favorita, mas fica a seu critério.

PreçoMais vendido # 1
Life Is Strange 2 - Ps4-nacional-playstation_4
  • A premiada série life is strange está de volta, trazendo uma história inédita da dontnod entertainment
  • O disco contém os episódios 1 a 4
  • O episódio 5 está disponível para download via playstation store por meio do código de cupom incluso
  • Áudio: inglês
  • Legendas: português, inglês, espanhol e francês
Em quem alex vai dar uns beijinhos?
Em quem Alex vai dar uns beijinhos?

No final do quarto episódio a verdade vem a tona, e Alex quase morre ao receber um tiro de raspão e cair em uma mina. Life is Strange 3 guarda um pedacinho do primeiro jogo nas seguintes cenas: um monte de labirintos com senhas e flashbacks que contam exatamente todos os passos de Alex até aqui: O que aconteceu com sua mãe? Seu pai abandonou ela e seu irmão? Porque Alex e Gabe foram separados? Porque Alex nunca foi adotada?

-- Publicidade --

Foi nesse momento em que eu mandei um e-mail para a Square Enix perguntando se eles iam pagar minha terapia. Que jogo sem coração. Depois dessa experiência de quase morte, Alex descobre inclusive que o mesmo responsável pela morte de Gabe, é responsável pelo desaparecimento do seu pai. Ela consegue sair da mina e interrompe uma reunião no bar da cidade onde conta toda a verdade, a depender das ações de Alex no decorrer do jogo, os amigos de Alex podem ou não acreditar nela.

Chegando ao fim, Alex pode escolher em ficar ou partir de Haven Spring com seu namorado ou namorada nova ou sozinha.

Mais vendido # 1
Life is Strange Before the Storm Edição Limitada
  • INCLUI
  • Livro de arte
  • trilha sonora original
  • todas as DLCs

Análise de Life is Strange True Colors

Partindo do mais comentado sobre LIS 3: o jogo vale o quanto custa? Não. Precisa ser muito fã para gastar tudo isso no jogo sem peso na consciência, pode acreditar. Apesar de ser um jogo muito bom e com uma trama intensa, ele deixa um pouquinho a desejar. Porque alguém pagaria R$ 20,00 a mais só para escolher entre 5 roupas mais ou menos iguais? Se no mínimo tivesse mais liberdade de escolha.

Outra questão que me incomodou um pouco foi a rapidez do jogo. Não me entenda mal, o plot twist é bom, mas ao contrario dos outros jogos, foi apenas um peteleco e não uma surra. Você descobre o culpado e logo em seguida o jogo acaba.

Também achei os moldes do jogo muito semelhante ao primeiro jogo. Você passa o tempo inteiro perseguindo uma pessoa para no final ser outra que até era suspeita mas não era o alvo principal. É emocionante? É emocionante. Dá um sustinho? Dá um sustinho. Mas é mais do mesmo, sabe? Já vimos esse mesmo enredo antes na mesma franquia.

-- Publicidade --

O jogo acaba muito depressa, você sente que poderia explorar muito mais entre os personagens. A escolha e consequência não é tão operante quanto no LIS 2, onde você decidia por Sean mas Daniel podia agir independentemente. As coisas começam a desandar no final do quarto episódio, de resto, o jogo é bastante envolvente, tenso e divertido.

Começo ótimo, final ok
Começo ótimo, final ok

Senti muita falta de referências aos jogos antigos. Steph conhecia Chloe, Max e Rachel, ela acabou de se mudar de uma cidade que foi apagada do mapa ou acabou de ver sua paixonite morrer, e pouco tempo depois, seu melhor amigo morre em um acidente terrível, isso deixa muitas marcas em alguém. Poderiam ter usado disso para ter uma conversa mais emocional com Steph, mas mesmo no spin off/ episódio extra do deluxe, isso não é tão abordado.

Referências ao LIS 2 também não foram grandiosas. Eu vi em algum lugar na internet que mencionavam Captain Spirit mas deve ter sido algo bastante singelo tipo ter uma revistinha dele na banca, porque para mim passou despercebido.

Entanto em Life is Strange 2 passamos um bom tempo com David sem a menor ideia de que ele iria aparecer, em LIS 3 apenas temos Steph que mal fala de seu passado. Eu gostaria muito de ter alguma ideia da vida dos dois irmãos, ou de outros personagens queridos. Haven Spring parecia muito ser um lugar onde os hippies dariam um pulo, ou um lugar onde Jacob poderia viver com Sara Lee.

Não existe nenhuma ligação de Alex que seja mais profunda além dos interesses românticos e seu irmão. É um pouco decepcionante para falar a verdade.

-- Publicidade --

Mas de longe onde mais me frustrei foi no spin off/episódio extra. No episódio vivemos como Steph, e esse seria um prato cheio para os fãs da franquia que mal foi explorado. Apesar de ter presença de Mikey agora na faculdade tentando ter mais contato com Steph, é tudo muito superficial.

O jogo com Steph se passa antes de Alex chegar a cidade, sendo divido em quatro partes de acordo com as estações do ano. Primeiro a primavera, quando Steph chega em Haven Spring, depois no verão durante o mês do orgulho LGBTQ, seguido pelo outono onde quase milagrosamente falam sobre Chloe e Rachel (migalhas apenas migalhas), inverno no natal e finaliza com o momento em que Alex conhece Steph, mas pelos olhos de Steph dessa vez.

No trailer de LIS 3, falavam sobre aplicativo de namoro, né? Apenas quando se joga como Steph. E as conversas são bastante básicas, Steph consegue marcar encontros mas você não faz ideia de como rola. Na verdade, se não for pelo aplicativo de namoro ou pelo telefone da rádio, Steph mal fala com outros personagens. Com sinceridade, o spin off é chato e se resume apenas a trabalhar na rádio, não chega aos pés de Life is Strange Before the Storm ou Captain Spirit.

O jogo com steph se passa antes de alex chegar a cidade, sendo divido em quatro partes de acordo com as estações do ano
O jogo com Steph se passa antes de Alex chegar a cidade, sendo divido em quatro partes de acordo com as estações do ano

Personagens principais

Alex Chen

Como posso dizer? Alex é incrível. É muito difícil não se sensibilizar com sua história. Ela viu a mãe falecer aos 10, depois se sentia culpada e responsável pelo pai e irmão não se entenderem aos 11, quando também o pai abandona os dois irmãos. Com 14 Alex é enviada para um orfanato porque Gabe roubou um carro e foi mandado a um reformatório, onde nunca foi escolhida por nenhuma família por “ter problemas demais”. Quando Alex reencontra seu irmão nove anos depois ele morre e ainda descobre que o mesmo culpado pela morte de Gabe também é culpado pela morte de seu pai.

A menina passou por muita coisa. E ao contrario do que acontecia com Chloe, que descontava a morte do pai em todo mundo, Alex ainda tenta poupar os outros de seus dramas. Além disso, enquanto Chloe gostava de se gabar do quão punk era mas morria de medo da maioria das situações, Alex vai para cima de Mac e desce a porrada mesmo.

-- Publicidade --

Você até pode tentar dar uma de revoltada com Alex, mas ela continua tendo motivos de sobra para isso, então você se sensibiliza e passa um pano. Alex é um cristalzinho que merece ser protegida de todo mal, mas que consegue se defender com tranquilidade quando esse mal aparece.

Uma personagem forte e coesa, coisinha mais linda. Se Life is Strange True Colors teve um acerto, esse acerto foi Alex.

Se life is strange true colors teve um acerto, esse acerto foi alex
Se Life is Strange True Colors teve um acerto, esse acerto foi Alex

Gabe Chen

Como dito anteriormente, a parte inicial do jogo que mostra Gabe antes da morte é impossível de não se emocionar. Gabe é cativante, sem mais. E quando você começa a ficar de saco cheio da perfeição do cara, começam os flashbacks de Alex e o jogo te leva para o tipo irmão mais velho que enche o saco toda hora e é inconsequente.

Em LIS 3, Gabe só não consegue roubar o protagonismo porque morre cedo. Seu jeitão de irmão protetor lembra um pouco de Sean em Life is Strange 2 porém mais amadurecido.

Em lis 3, gabe só não consegue roubar o protagonismo porque morre cedo
Em LIS 3, Gabe só não consegue roubar o protagonismo porque morre cedo

Ryan Lucan

Ryan é o típico estereótipo de namorado golden retriever. Sempre muito bem humorado, é galã, meio bobo e com uns passatempos questionáveis. Ryan é um guarda-florestal que ama ouvir os pássaros, uma vibe meio príncipe encantado e afins.

-- Publicidade --

Os erros de Ryan são bastante sensatos também. Sim, ele poderia não ter cortado a corda e ter ao menos tentado puxar Gabe de volta, mas isso colocaria a vida de Alex em risco. Então Ryan apenas agiu e mesmo odiando os resultados de suas ações, permaneceu sendo um golden retriever.

Foi com Ryan que a protagonista de Life is Strange True Colors teve a primeira experiência com a emoção da alegria pura.

Foi com ryan que a protagonista de life is strange true colors teve a primeira experiência com a emoção da alegria pura
Foi com Ryan que a protagonista de Life is Strange True Colors teve a primeira experiência com a emoção da alegria pura

Steph Gingrich

Steph já era querida pelos fãs da saga a muito tempo. E se Ryan é o estereótipo do golden retriever, Steph é o estereótipo da namorada morena sarcástica. Infelizmente esse xuxuzinho foi pouco explorado no spin off, mas o posto de sapatilha favorita continua sendo dela.

Charlotte e Ethan

Charlotte e Ethan são a nova família de Gabe. Gabe se dá muito bem como padrasto de Ethan e está sempre tentando se desculpar com Charlotte que é meio de lua, as vezes um amor e as vezes doida.

Apesar de não ser muito fã de Charlotte, acredito que a relação dela com Alex foi mal aproveitada. Após a morte de Gabe, Charlotte é domada por um ódio de tudo e todos, ela culpa literalmente todo mundo pela morte do seu amor. E tinha um pratão cheio de drama para comer ai (vacilou um pouco Life is Strange True Colors).

-- Publicidade --

No momento da briga entre Alex e Charlotte, Char literalmente fala que Alex destrói tudo o que toca, e que odeia Ethan, como se Alex tivesse alguma culpa do menino ter ido nas minas sozinho. E tipo, ela acabou de falar que odeia o filho, como ousa dize algo assim para Alex???? E depois disso elas se resolvem de uma maneira tão morna. Poxa LIS 3.

Mas Ethan apesar de ser um pestinha protagoniza uma das melhores partes do jogo. A partida de LARP é basicamente feita para ele se sentir melhor, e é muito divertida.

Charlotte foi mais um personagem onde life is strange 3 dormiu no ponto
Charlotte foi mais um personagem onde Life is Strange 3 dormiu no ponto

Riley e Eleonor

Riley e Eleonor são duas fofas especialmente mal aproveitadas.

Riley vivendo um relacionamento mega abusivo com Mac pede ajuda para Gabe para conseguir passar em um vestibular. Eleonor sendo a única família de Riley enfrenta Alzheimer e não quer contar para Riley, com medo de que ela desista de seguir seus sonhos.

Um assunto muito intenso e infelizmente tratado de uma maneira muito rasa.

-- Publicidade --
Riley é uma personagem de lis 3 que merecia mais destaque
Riley é uma personagem de LIS 3 que merecia mais destaque

Mac

A relação de Mac e Riley poderia ter sido mais explorada, muito mais explorada. Como assim esse cara entra na minha casa, espanca meu irmão, me pede para mentir para a namorada e ainda termina a história como um pobrezinho que fez de tudo para não errar?

Relacionamentos abusivos como o que Mac e Riley tinham são assuntos muito sérios, mas que infelizmente foi mais uma questão abordada com pouca profundidade. No mais, o arco de rendição de Mac é bom, mas ele não deveria sair impune.

Relacionamentos abusivos como o que mac e riley tinham são assuntos muito sérios
Relacionamentos abusivos como o que Mac e Riley tinham são assuntos muito sérios

E ai, gostou? Não vai ficar de fora desses monte de conteúdo incríveis que a gente tem por aqui né? Você também pode gostar desses assuntos:

Review: Riders Republic É Uma Grata Surpresa Da Ubisoft

12 Dicas Arrasadoras Para Começar Bem No Free Fire

-- Publicidade --

Conheça O Battle Royale Light Nite, Um Fortnite Para Ganhar Criptomoeda Em 2021

CoD Vanguard Entra Em Semana Com Double XPs E Mapas Pequenos

Ah, também não se esqueça de nos seguir nas redes sociais!

Avatar of natalia nini

Meu nome é Natalia, tenho 23 anos. Sou formada em jornalismo e nutro um amor profundo por cultura pop, música, filmes, séries e games