Análises

Devil’s Hunt – Review

Visualizações

O primeiro jogo da Layopi Games, Devil’s Hunt, conta a história de Desmond; Um jovem rico em Miami, que tem sua namorada Kristen e seu melhor amigo Embry. Desmond se envolve em lutas de rua proibidas, e, após pedir sua namorada em casamento, perde uma luta de rua, escuta palavras duras de seu pai, e quando chega em casa para ter o colo de sua amada: ele encontra ela em sua cama com o seu melhor amigo. Furioso, Desmond sai atras de Embry com seu carro até cometer suicídio caindo de uma ponte.

Desmond foi buscado para o inferno, e ao chegar lá, faz um belo de um pacto com o mochila de criança (aka. Lúcifer). O pacto se consiste em Desmond ser um caçador de almas para o tinhoso, e em troca, ter a sua vida de volta.

devils hunt 1024x576 - Devil's Hunt - Review

Gameplay de Devil’s Hunt

Em questão de gameplay, o jogo deixa MUITO a desejar, não que as mecânicas sejam complexas demais ou algo do gênero, mas sim que faltou polimento das animações e dos comandos. Não importa quanto você aperte o shift para se esquivar, se o inimigo já está engatado com o ataque, mesmo do outro lado da tela você toma o golpe. Mecânica dura e ruim, além demonstrar 0 emoção de combate, fazendo parecer que Desmond está batendo em uma parede de chumbo.

c5dysu6is5uf9cxc0o6p 1024x576 - Devil's Hunt - Review

Sobre as habilidades: Temos a postura de executor, void, e unholy. Cada uma delas tem a sua função, mas nao vejo necessidade de usar mais de uma, já que seus inimigos são ou demônios ou anjos, nunca mesclado. As habilidades ativas também tem impacto zero no jogo, o dano parece que não existe e não funciona.

No combate, a única coisa legal são as finalizações. São bem divertidas e diferentes de inimigo para inimigo, embora alguns monstros só tenham um tipo de finalização diferente.

E aqui, o ponto que mais me irritou durante a gameplay (quem viu as gameplays do canal sabe): O botão de ação! Para aqueles que não assistiram, vou explicar de maneira resumida: A física do personagem foi feita apenas e unicamente para andar para frente, trás e lados; ele não consegue descer uma plataforma de 30 centímetros e nem pular um muro de 5cm sem a ajuda do botão de ação no pixel ESPECÍFICO que o jogo quer que você use. Isso acaba muito com a gameplay e exploração de cenário.

Devil's Hunt Atributs gameplay
Fonte: https://waytoomany.games/2019/09/17/review-devils-hunt/

Gráficos e Áudio

Aqui temos os (em minha opinião), únicos pontos positivos do jogo. Começando pela dublagem, os personagens tem uma voz sensacional, sério, os dubladores de todos estão muito de parabéns; Em relação a trilha sonora, ela é boa, porém parece que tem vida própria e só aparece em momentos completamente no-sense.

Agora sobre os gráficos: O jogo foi feito na Unreal Engine, o que o deixa extremamente lindo, PORÉM, no caso de Devil’s Hunt, também extremamente mal otimizado. Em nossos testes tivemos dificuldades em manter o game nos 60 quadros em uma configuração com Ryzen 7 2700x e RTX 2070; Mas, de qualquer forma, merece os parabéns pelos gráficos, pela arte, e principalmente pela representação dos personagens. No game vi personagens como Gabriel, Lúcifer e Belial de maneiras que nunca teria imaginado através de um livro, por exemplo, e ficaram de maneira fantástica.

História

A história de Devil’s Hunt não passa de mais do mesmo, o mesmo clichê de sempre, voltar do inferno, matar gente e bla bla bla. Personagens MUITO bons como Sawyer aparecem no começo do jogo, fazem muito e do nada SOMEM sem nenhuma explicação, deixando o jogador sem entender nada.

As Cutscenes também contribuem para deixar a história desinteressante. Enquanto assistia as cutscenes, me senti totalmente imerso em um jogo de PlayStation 2. Pois os gráficos são os mesmos, além da expressão completamente sem emoção dos personagens, que faz parecer com bonecos de cera.

Bugs

Nós recebemos o jogo antecipadamente, mas mesmo depois de seu lançamento tinham MUITOS bugs, no nível de cutscenes sem áudios, boss fight rolando enquanto ainda estava na loadins screen e muitos outros. Isso, ao meu ver, demonstrou uma parte de desleixo por conta da desenvolvedora, me fazendo em diversos momentos querer fechar o jogo e não abrir mais.

Para quem é Devil’s Hunt?

Bom, depois de tudo que falei, fica difícil recomendar o jogo para qualquer pessoa sequer. O jogo cumpre sua função de entretenimento lá dentro de umas 6 horinhas em um dia de muito tédio; Porém, apenas recomendo a compra caso esteja em promoção, pois o valor de R$75,45 no qual é vendido na Steam NÃO VALE A PENA.

Confira também: Outlast 2 – Review

Geral da análise

Gameplay4
Áudio7.5
Gráficos7
Fluidez2.5
História3
Lucas Votto
O autorLucas Votto
Redator
Estudante de Ciências e aspirante a programador. Viciado por jogos de LEGO e estratégia.

Deixe uma resposta

Você besta offline