Valheim: Venha para o 10° Mundo dos Vikings neste Review

Valheim, a aventura cooperativa em um mundo de vikings, monstros e deuses da Iron Gate Studio já vendeu mais de 4 milhões de cópias. É hora de sabermos o motivo

Valheim
Uma nova aventura começa

Há cerca de quatro ou cinco anos atrás tivemos um boom de games de sobrevivência chegando aos PC’s. Conan Exiles, The Forest, Rust e outros do gênero inundaram as prateleiras virtuais da Steam e todo mundo buscava uma forma de se destacar nesse cenário. Alguns tinham muita qualidade e ofereciam um jogo completo e outros lançavam games quebrados e mal acabados apenas para ganhar qualquer dinheiro de alguém que estivesse disposto a pagar. Misturavam outros gêneros como battle royale, gráficos em cubos ao estilo Minecraft e qualquer outra coisa que pudessem para chamar a atenção.

Então nesse cenário inchado de títulos de qualidade indo de boa a muito duvidosa, o que fez Valheim da Iron Gate Studios se destacar entre todos eles e vender cerca de 4 milhões de cópias e ter mais de 500 mil jogadores online simultaneamente na Steam? Por que uma história de vikings e gráficos que lembravam os games da era do PlayStation 2 conquistaram tantos jogadores desde o seu lançamento em acesso antecipado? É um daqueles casos raros de jogos que cativam com uma ideia simples e mecânicas descomplicadas? Vamos ver.

Prove o teu valor aos deuses

Você é um guerreiro morto em batalha e as Valquírias levaram sua alma para Valheim, o décimo mundo Nórdico. Cercado por criaturas do caos e antigos inimigos dos deuses, você é o mais novo guardião do purgatório primordial, encarregado de matar os antigos rivais de Odin e trazer ordem para Valheim.

Seus julgamentos começam no desarmado centro pacífico de Valheim, mas os deuses recompensam os corajosos e a glória o espera. Aventure-se por florestas imponentes e montanhas cobertas de neve, explore e colha materiais valiosos para criar armas mais mortais, armaduras mais resistentes, redutos vikings e postos avançados. Construa um poderoso navio e navegue pelos grandes oceanos em busca de terras exóticas… mas tenha cuidado de velejar para muito longe…

-- Publicidade --

O jogo oferece entre os seus atrativos

  • Enorme mundo gerado proceduralmente – explore e habite terras místicas, desde florestas misteriosas até imponentes cadeias de montanhas cobertas de neve e prados deslumbrantes, repletos de suas próprias criaturas lendárias para batalhar e vida selvagem para caçar;
  • PvE Cooperativo – Caso queira enfrentar as terras sozinho ou se aventurar com aliados confiáveis, Valheim suporta servidores independentes ou hospedados por jogadores, e criação de mundo ilimitada. Recomendamos jogar cooperativo com 3 a 5 jogadores;
  • Sistema de combate punitivo baseado em esquivar e bloquear com uma ampla gama de armas;
  • Construa e navegue em navios – de balsas frágeis a navios de guerra imponentes, construa navios lendários para conquistar os mares e descobrir novas terras;
  • Invoque e derrote vingativos chefes primordiais de mitos e lendas, e colete troféus para progredir e criar itens poderosos;
  • Sistema flexível de construção de casas e bases – construa salões de hidromel, fazendas, assentamentos, postos avançados, castelos e muito mais;
  • Criação intuitiva de itens – forje as melhores armas e armaduras, e faça comida artesanal e hidromel;
  • Servidores dedicados – para jogadores que desejam executar um servidor persistente;
Valheim: venha para o 10° mundo dos vikings neste review | 43f5c4d3 screenshot02 valheim | married games análises | coffee stain studios, iron gate, linux, multiplayer, pc, singleplayer, steam, valheim | valheim
Imagina como estão as mãos dele de tanto socar árvores?

Como em todos os jogos de sobrevivência, a sua prioridade inicial deve ser coletar recursos básicos para que você possa sobreviver aos primeiros momentos do jogo. De começo, você não encontrará nada de tão assustador ou desafiador, apenas alguns animais que podem ou não te atacar. Começando a coletar esses recursos e fabricar itens e armas, então você começará a criar coragem para explorar o mundo, atrás de recursos melhores e mais raros, para poder fazer itens melhores e mais raros, mas esses itens também estarão protegidos por monstros mais fortes e perigosos.

É uma fórmula simples que qualquer jogo de sobrevivência segue, mas em Valheim, talvez o mais importante nesse ponto é a geração dos mundos procedurais. Não adianta você procurar na internet onde você irá coletar algum recurso ou item especifico, porque, mesmo que alguém coloque um mapa com o local dos recursos, o seu mundo será completamente diferente do mundo de outra pessoa. Na melhor das hipóteses você encontrará uma resposta do tipo “esse item está nos pântanos, nos cemitérios, nas minas” ou coisa do tipo.

Aqui não há tutoriais na internet ou guias para ajudar a sobreviver. Você terá que ir atrás dos itens e recursos por si só ou com a ajuda de amigos. O que talvez também seja uma das coisas boas de Valheim. O foco do jogo é, principalmente a colaboração. Claro, se você quiser, basta ativar o modo PVP e começar a lutar, mas não é esse bem o foco do game. A ideia é sobreviver, prosperar e vencer o mundo nórdico construindo uma grande fortaleza ou cidade. Depois disso, aí vocês podem começar a se matar.

Está jogando e procurando recursos? Saiba onde achar Ferro em Valheim

Requisitos Mínimos e Recomendados

Por seus gráficos simples este game não precisa de um computador superpotente para rodar com suas capacidades máximas. Os cenários são ricos em detalhes enquanto os players são mais modestos em relação a outros games atuais. A ideia parece ser principalmente a acessibilidade. Claro, isso no começo!

-- Publicidade --

Com o passar do tempo, conforme você vai avançando no game e suas construções vão ficando maiores e mais detalhadas e complexas, o jogo começará a exigir mais da sua máquina. Isso porque cada bloco de terreno adicionado ou subtraído de uma vila conta como uma instância. Quanto mais instâncias em seu jogo, mais seu PC precisa de CPU adicional e poder computacional de GPU. Além disso, ele precisa de conexão a internet.

Então, o seu computador, bem como o de seus amigos, podem experimentar quedas nas taxas de quadros conforme você alterna entre a sua vila e os arredores do mundo. Claro, lembre-se que o game está em Early Acess, então, na versão final, tudo pode mudar e ele receber algumas otimizações. Veja os requisitos mínimos e recomendados, tanto para Windows quanto Linux:

Requisitos Mínimos:

Requer um processador e sistema operacional de 64 bits

Sistema Operacional:SO: Windows 7 or later
Processador:2.6 GHz Quad Core or similar
Memória:8 GB de RAM
Placa de vídeo:GeForce GTX 950 or Radeon HD 7970
DirectX:Versão 11
Armazenamento:1 GB de espaço disponível

Requisitos Recomendados:

Requer um processador e sistema operacional de 64 bits

Sistema Operacional:Windows 7 or later
Processador:i5 3GHz or Ryzen 5 3GHz
Memória:16 GB de RAM
Placa de vídeo:GeForce GTX 1060 or Radeon RX 580
DirectX:Versão 11
Armazenamento:1 GB de espaço disponível
Valheim: venha para o 10° mundo dos vikings neste review | a8f22960 screenshot06 valheim | married games análises | coffee stain studios, iron gate, linux, multiplayer, pc, singleplayer, steam, valheim | valheim
Aproveite enquanto o mar está calmo

Requisitos Mínimos Linux:

Requer um processador e sistema operacional de 64 bits

-- Publicidade --
Sistema Operacional:Qualquer versão atualizada
Processador:2.6 GHz Dual Core or similar
Memória:8 GB de RAM
Placa de vídeo:GeForce GTX 950 or Radeon HD 7970
Armazenamento:1 GB de espaço disponível

Requisitos Recomendados Linux:

Requer um processador e sistema operacional de 64 bits

Sistema Operacional:Qualquer versão atualizada
Processador:i5 3GHz or Ryzen 5 3GHz
Memória:16 GB de RAM
Placa de vídeo:GeForce GTX 1060 or Radeon RX 580
Armazenamento:1 GB de espaço disponível

Nem na morte eu descanso

A menos que você more embaixo de uma pedra (e se você morar, vê se tem um veio de prata ai), você deve ter ouvido falar de Valheim. Apesar de ainda estar em “acesso antecipado”, o jogo já parece completo, combinado perfeitamente a dificuldade de Dark Souls e a profundidade do sistema de criação do Minecraft, enquanto adiciona toques especiais que tornam o título de inspiração nórdica algo totalmente novo.

Vamos deixar uma coisa clara: eu não gosto de jogos de sobrevivência ou de multiplayers. Eu gosto de jogos singleplayers, com longas campanhas e muitos personagens e escolhas, no melhor estilo Mass Effect, Dragon Age e, o game que tem um multiplayer mais participativo que tenho jogado a mais tempo é Genshin Impact. Fora isso, eu passo muito longe de qualquer componente online que haja em jogos que estou jogando. Além disso, meus amigos mais próximos, em geral, jogam em consoles e eu no PC. Eu também não tenho microfone, então é bem dificil eu fazer amigos online em uma jogatina.

Valheim: venha para o 10° mundo dos vikings neste review | 722ab54a screenshot05 valheim | married games análises | coffee stain studios, iron gate, linux, multiplayer, pc, singleplayer, steam, valheim | valheim
Isso é só uma raiz da Yggdrasil

Isso é o que torna Valheim tão especial, pelo menos na minha opinião. Eu não curto games de sobrevivência (principalmente aqueles que não tem uma narrativa); Acho entediante ficar procurando recursos e os sistemas de criação, às vezes, são bem confusos. A “diversão” do jogo em games de multiplayer, geralmente, se esgota quando seus amigos se cansam de jogar e abandonam o game. Então, talvez seja aí que Valheim me cativou. Eu não preciso de um grupo fixo (é bom se tiver), mas eu posso jogar sozinho ou, eventualmente, com desconhecidos e continuar.

Ao começar o jogo pela primeira vez em um novo servidor, seu personagem acorda em um bioma que é conhecido como Prados; um dos cinco atualmente no jogo. Mais adiante, conforme explora, você encontrará o bioma Pântano, bem como Montanhas, Planícies e a Floresta Negra. O desenvolvedor, Iron Gate Studio, já anunciou planos para a introdução de mais dois até o final de 2021.

-- Publicidade --

Cada bioma é repleto de um ecossistema de plantas, animais, clima e terreno que são únicos para cada área. Eles podem ser misturados e combinados em todo o mundo procedural que é criado toda vez que você começa um novo servidor. Um servidor que pode ter no máximo 10 jogadores ativos a qualquer momento.

A pequena história de Valheim é contada através de santuários de pedra Runestone espalhados por todo o mundo, bem como os sonhos de seu personagem. É uma história bem simples sobre um guerreiro viking morto que busca agradar o deus Odin, o Pai de Todos, e alcançar o descaso final nos salões do Valhala. É um jogo de sobrevivência viking, e não Assassin’s Creed: Valhalla.

Valheim Calendar2021: Valheim Game In 2021 Calendar
  • Servers, LLC Survival (Author)
  • 28 Pages - 11/13/2020 (Publication Date) - Independently Published (Publisher)

Acuidade Técnica

Os gráficos, embora pareçam simples comparados aos jogos mais atuais, realmente impressionam quando você os olha com atenção. Apesar das texturas simples de 32 x32, a iluminação e os reflexos de qualidade AAA dão a Valheim sua beleza e charme. Raramente um jogo de baixa resolução usou seu conjunto de ferramentas disponível tão completamente, espremendo cada grama de possibilidade dentro das suas limitações até o nível de design inteligente e dezenas e dezenas de detalhes que criam uma experiência completamente envolvente.

Outra coisa que chama a atenção nesse detalhe é o tamanho do game. Em um mundo onde os jogos estão cada vez mais pesados e um CoD ocupa mais de 200gb do seu HD, um jogo que pesa só uns 1.3GB é algo que chama a atenção do público hoje em dia. Uma ideia que vemos em um game como World of Warcraft que é leve, bonito mesmo que não tenha os mesmos gráficos de outros MMO contemporâneos como Final Fantasy XIV.

Depois, há a música. A seção de cordas simples e embaladora dos Prados, os tambores dos Pântanos e aquela música que começa na primeira vez que você e seu grupo de vikings vão para o mar em um navio. Muitos estúdios de jogos Triple A não têm música tão boa, e todo o design de som de Valheim, dos efeitos a composição, foram feitos por apenas um desenvolvedor.

-- Publicidade --

Progressão do jogo

Para progredir no game você sempre precisará de um item que está nas mãos de um chefe. Você não conseguirá passar para outro bioma antes de derrotar o grande boss do bioma atual. Esse item pode ser uma chave, uma poção ou qualquer outra coisa. Cada um dos chefes se torna progressivamente mais difícil de vencer conforme você avança no jogo.

E quando dizemos “progressivamente difícil”, queremos dizer “progressivamente difícil” mesmo! Conforme você avança no jogo, a quantidade de tempo necessário para se preparar para o próximo boss que o aguarda se torna maior, exigindo melhores armaduras, armas e poções antes do combate. Desta forma, Valheim tem aquele sistema de combate ao estilo ‘Souls’ (outra coisa que eu também não gosto) em que você tem que luta mais na defensiva e espera uma brecha.

Se você está familiarizado com o gênero de jogos de criação, não há muito “novo” a ser visto aqui – você soca uma árvore, pega um pouco de madeira. Encontre uma pedra, faça um machado. O machado corta mais madeira que você usa para fazer mais coisas. E assim por diante.

Valheim: venha para o 10° mundo dos vikings neste review | 15307b8c screenshot07 valheim | married games análises | coffee stain studios, iron gate, linux, multiplayer, pc, singleplayer, steam, valheim | valheim
A noite que as coisas ficam tensa

Ele está em Early Acess

Não dá para negar que um game que está em early acess vai ter bugs e problemas. Afinal de contas, você está ali para testar o jogo, encontrar esses problemas e reportá-los aos desenvolvedores. Há um aviso grande dizendo que esses problemas podem ocorrer. Se você não está a fim de pagar para testar o jogo, o melhor é esperar mesmo que ele esteja completo e seja lançado oficialmente. E acredite, nem assim é capaz que você tenha uma experiência 100% livre de problemas.

É impossível prever exatamente quanto tempo os jogos permanecerão no Early Access, que direção o desenvolvimento tomará durante esse tempo, o que pode mudar ao longo do caminho e como essas mudanças tornarão o jogo melhor ou pior. Gastar dinheiro no Acesso antecipado é sempre uma aposta e fica por sua conta arriscar ou não.

-- Publicidade --

Entrando na comunidade da Steam, você poderá ver as reclamações dos jogadores a respeito do jogo e quais problemas você poderá encontrar durante o seu jogo. Reclamações sobre as quedas de quadros e desempenho em computadores mais fracos são comuns, mas é como dito acima. O game vai exigir um pouco mais da sua máquina em momentos de construção e craft.

O jogo não vem com muitas opções de gráficos personalizáveis devido à simplicidade do motor em que ele está sendo construído, em testes, reduzir as opções gráficas por meio de técnicas como desligar o anti-aliasing não parece afetar o desempenho as máquinas de baixo custo tanto quanto em outros jogos. Isso ocorre porque o jogo depende de sua CPU tanto quanto da GPU para renderizar o mundo. Então, mesmo a placa de vídeo seja mais robusta e com todas as configurações reduzidas o game ainda dependerá da sua CPU para funcionar bem e se ela não estiver à altura da tarefa, não há muito o que ser feito.

O que torna Valheim especial?

Valheim tem uma história genérica e a mecânica do jogo vista em literalmente centenas de outros títulos de sobrevivência feitos por desenvolvedores independentes – então, o que torna este jogo tão especial? Simplicidade.

Seja por design, ou pelas limitações de ser feito por uma equipe pequena – o Iron Gate Studio era uma equipe de duas pessoas em grande parte do tempo do desenvolvimento principal – Valheim é um jogo de criação simplificado com um número limitado de receitas, itens e poções que os jogadores podem criar. Os jogadores mais hardcore podem ver isso como uma desvantagem, mas a acessibilidade do jogo esconde a verdadeira profundidade da genialidade de Valheim: a necessidade de explorar.

Valheim: venha para o 10° mundo dos vikings neste review | 6f94e757 valheim | married games análises | coffee stain studios, iron gate, linux, multiplayer, pc, singleplayer, steam, valheim | valheim

Conforme mencionado anteriormente, cada bioma é fechado (além dos Prados e da Floresta Negra). Para chegar ao próximo, você deve derrotar o chefe do bioma atual em que você está. Isso só é possível quando você começa a construir itens vitais para suas batalhas, como machados de batalha, armadura de malha de escamas e escudos de torre. Mas para construir a oficina para fabricar sua armadura, você precisará de uma vila. Para uma vila você precisa de madeira, pedra e para tudo isso, você terá que explorar. Então, não adianta rushar para o boss. Você só vai encontrar a morte!

-- Publicidade --

Valheim o incentiva a avançar mais em suas terras geradas proceduralmente, mas também oferece muito o que fazer em casa. Seu sistema de construção, embora aparentemente simplista, é bastante profundo. A física do mundo semi-realista exige que cada peça que você coloque tenha o seu devido suporte e base e são essas restrições que criam as soluções criativas. Como geralmente dizem, é na escassez que se geram as soluções mais criativas e, no caso de Valheim, podemos ver que a máxima continua verdadeira.

Com apenas cinco pessoas trabalhando no jogo, não dava para pedir que o sistema fosse tão refinado como outros e, se comparamos a outros games que forma lançados em early acess e só entregaram promessas (sim, eu estou falando de você No Man’s Sky), Valheim já se provou estar sendo construído sobre uma base bastante sólida (como as construções que você tem para fazer no jogo).

Embora possa parecer estranho um game sobre construções e sobrevivência limitar o que você pode ou não construir, essa simplicidade e intuitividade na mecânica de Valheim (“pra fazer um telhado tem que ter uma parede”) é um atrativo para os novatos. Construir é, geralmente, um dos desafios mais assustadores em um jogo de criação e sobrevivência, mas Valheim o torna acessível, adicionando a diversão que muitas vezes se perde durante longas sessões de colocar objetos, posicionar e substituir blocos e deixá-los perfeito para dar à sua casa um toque pessoal.

Valheim: venha para o 10° mundo dos vikings neste review | 1e26810e screenshot04 valheim | married games análises | coffee stain studios, iron gate, linux, multiplayer, pc, singleplayer, steam, valheim | valheim
Será que vale o trabalho?

Para ser lembrado

Desde o lançamento do Minecraft, ele se tornou um dos jogos mais populares de todos os tempos. Desde que Terraria foi lançado, ele se tornou um dos títulos mais populares da Steam. Com o lançamento de Valheim, parece que mais um jogo de criação vai subir nas paradas, tanto em vendas quanto (com seus 4 milhões de cópias), além de se manter como um dos mais acessados e a tendência é só continuar a crescer.

Apesar de estar em Early Acess, Valheim já parece um game completo, com decisões de design quase perfeitamente tomadas consecutivamente. Cada elemento é exatamente tão difícil quanto deveria ser, leva o tempo que deveria levar e nenhuma parte da experiência parece inchada pela coleta desnecessária de recursos ou limites de criação. E isso vem de alguém que não é o maior fã do gênero sobrevivência.

-- Publicidade --

Com base nisso apenas, Valheim deve ser reconhecido pela realização que é. Um jogo que está indo na direção certa de design e criação de uma história e um trabalho feito com amor. O Iron Gate Studio criou uma base incrível para construir um jogo promissor. Só não pode deixar isso cair agora.

A empresa já anunciou seu roteiro de atualizações, incluindo várias novidades de conteúdo que adicionarão ainda mais maneiras de personalizar seus castelos ou vilas Viking. Depois disso, mais inimigos, receitas, itens e biomas para explorar estão a caminho, e disso, para um jogo finalizado que pode se tornar o próximo Minecraft ou revitalizar um gênero tão inchado quanto o de sobrevivência.

Derrote o primeiro boss do jogo com essas dicas de como conseguir o troféu de Eikthyr

Afinal, é bom ou não é?

Para quem ama o gênero sobrevivência, construção e jogos com multiplayer, o game é excelente! Ele tem uma mecânica de construção muito bem definida que é simples e, ao mesmo tempo, não é bagunçada, deixando o jogador criar qualquer aberração e guiando ele nos passos da forma mais simples. Quer um teto? Faça uma parede! É rápido e fácil de qualquer um entender. Para os jogadores mais hardcore nesse estilo, talvez valha esperar mais um pouco, pois você terá mais receitas tanto de itens, armas e construções para aproveitar o jogo.

Ele está em early acess, como já tido antes, então, você terá sim problemas e bugs eventualmente em seu jogo, além de exigir conexão constante com a internet para jogar. São duas coisas que, em geral, incomodam bastante os jogadores, mas você já está sabendo, então entre nele por sua conta e risco. O jogo pode crashar a qualquer momento (aconteceu uma ou duas vezes enquanto eu o testava) e não há muito oque se fazer sobre isso, exceto, esperar por uma atualização.

-- Publicidade --

Agora, um game que reúne tantos elementos que eu, particularmente, não gosto e que mesmo assim conseguiu me divertir, deve ser realmente muito bacana para quem aprecia o gênero sobrevivência e jogos em multiplayer provavelmente tem um prato cheio aqui para se divertir por horas. Se você quiser embarcar nesse mundo viking, talvez seja bom aproveitar que ele está em early acess e, por isso, com um preço reduzido. Se não quiser jogar um game incompleto, deixe ele na biblioteca e espere o lançamento oficial. Eu só queria uma história mais profunda e talvez um modo campanha.

Steam: R$ 37,99

Valheim

Valheim: venha para o 10° mundo dos vikings neste review | 70297948 valheim | married games análises | coffee stain studios, iron gate, linux, multiplayer, pc, singleplayer, steam, valheim | valheim

Produtora: Iron Gate Studio
Distribuidora: Coffee Stain Studios.
Plataformas: Windows e Linux
Nota: 7/10

Prós:

-- Publicidade --
  • Sistema de construção simplificado;
  • Riqueza de detalhes em cenários;
  • Músicas boas que te colocam no clima certo;
  • Jogo leve (pouco mais de 1GB)

Contras:

  • Exige muito da máquina em certos trechos;
  • História rasa;
  • O que o ambiente tem de bonito, os personagens tem de estranhos;

Valheim é um jogo de sobrevivência e de mundo aberto baseado na mitologia nórdica, onde você, como um dos novos guardiões de Valheim deve sobreviver e proteger o seu novo mundo, para ascender aos Salões do Valhala, e está em acesso antecipado. Ele foi desenvolvido pela Iron Gate Studio e publicado pela Coffee Stain Studios. Está disponível para Windows e Linux. Acesse o site oficial para saber mais ou visite a página da Loja Steam e garanta o seu.

Agora, deixe aí nos comentários oque você achou de Valheim? Gosta de explorar os mundos e biomas do jogo? Joga sozinho ou com os amigos? Gostaria de uma história mais profunda? Aproveite para ler mais sobre Valheim no nosso site.

Avatar of paulo fabris

Paulo Fabris é um jornalista, escritor, RPGista, gamer, cosplayer, nerd e fã de animes desde a época da TV Manchete.