Análises

Superliminal – Análise/Review

Visualizações
Married Games

Desenvolvido e distribuído pela Pillow Castle games, Superliminal é um jogos em primeira pessoa de puzzles sobre tomar controle da realidade alterando suas percepções.

História de Superliminal

Você joga como um paciente no Pierce Institute onde você participa de um programa sobre sonhos lúcidos. Nos seus sonhos lúcidos você pode manipular objetos e interagir com outros, com objetivo de escapar do local em que está. A medida que os sonhos ficam cada vez mais loucos e complexos, você começa a questionar a realidade, de uma maneira similar ao filme “A Origem”

Gameplay

A gameplay de Superliminal começa primordialmente com resolver puzzles mudando a sua percepção de escala, como por exemplo: pegar uma peça de xadrez de tamanho regular e colocar longe muito perto de você fazendo com que o tamanho real da peça se altere para um tamanho muito maior. É uma mecânica relativamente simples, que de início não faz com que o jogo seja complicado de entender.

A dificuldade do game é escalável ao decorrer das fases, onde você começa a ter que manipular também, sua visão, relacionando diversos objetos em uma sala com um complemento para algo maior. Então, também é possível ver desafios utilizando sombras, no qual também tem que alterar o posicionamento da luz.

Enfim, Superliminal tem uma clara inspiração em Portal e The Stanley Parable; Tendo sua jogabilidade agradável e músicas tranquilas no fundo, onde você relaxa enquanto curte sua gameplay. Uma voz robô familiar a de Portal vai te guiando durante as fases, enquanto conta um pouco da história também; O robô também tem o papel de te manter dentro do protocolo, fazendo você acatar ordens caso saia do cenário ou faça algo indevido. Você também pode ouvir a voz do Doutor no fundo, as vezes, que deve ser procurado para fora do mapa e estará contando algo em caixas de som; Assim, muito parecido com as pedras que contam histórias em Hellblade: Senua’s Sacrifice.

O mais estranho de jogar Superliminal, é ver como sua mente começa a ficar treinada a ver soluções sem sentido depois de passar horas travado e descobrir algo completamente no-sense.

Áudio

O áudio do jogo é extremamente agrádavel, porém, com algumas falhas de transição, relacionados a momentos importantes e tensos do jogo, onde mantem quase que a mesma música em um looping infinito.

Resultado de imagem para superliminal press

Pontos negativos

Para mim, o principal problema de Superliminal foram muitos glitches que encontrei durante o lançamento, como a multiplicação bizarra de maçãs em uma certa fase; O que me fez sair da tela e ter que fechar o jogo e abrir de novo para continuar jogando.

Outro ponto que EU considero negativo, é ser disponibilizado apenas na Epic Store, onde não tenho a maioria dos meus jogos e não tenho suporte a cards colecionáveis e conquistas.

Pontos positivos

No entanto, o jogo é um deleite para o seu cérebro em quase toda a gameplay. O jogo faz com que você se sinta muito bem (em níveis terapêuticos). Quando você acerta algum puzzle difícil, se sente o próprio Albert Einstein do século 21.

O jogo com certeza foi uma grande reinvenção ao meio da mesmice atual, inovando como a Valve inovou ao lançamento de Portal.

O jogo pode ser adquirido na Epic Games Store, pelo valor de R$37,99 no link: https://www.epicgames.com/store/pt-BR/product/superliminal/home

Geral da análise

História6
Gameplay9
Áudio7.5
Lucas Votto
O autorLucas Votto
Redator
Estudante de Jogos Digitais e aspirante a programador. Viciado por jogos de LEGO e estratégia.

Deixe uma resposta


Receba uma vez por semana um resumão de noticias das mais populales.