Jogos de Super Nintendo: Veja 10 títulos que marcaram época

Houve uma época em que os jogos do Super Nintendo, bem como o console, estavam em uma eterna guerra com os jogos da Sega e do Mega Drive. Não era algo como hoje que o pessoal discute se o PlayStation ou o Xbox é melhor. Não! Na época o tema era um gerador de discussões, mas que no final das contas , quem venceu foi a Nintendo, que conquistou um grande publico no Japão com o seu Super Nintendo e, com o tempo, tirou a Sega do mercado de consoles.

Porém, não é difícil encontrar ainda hoje fãs fervorosos do console de 16-bits da Big-N, que sentem saudades daquele tempo mais simples em que poderiam colocar (depois de um sopro bem dado) um cartucho do Winning Eleven e escolher o Brasil para jogar com o Alejo ou correr pelas ruas com seu carro vermelho em Top Gear. E é para esses fãs que vamos listar aqui alguns dos jogos de Super Nintendo que marcaram a época dos 16-bits.

Se o seu preferido está na lista, deixe nos comentários. Se não entrou, deixe aí também e podemos fazer uma segunda lista com eles!

Leia Também:
Conheça o PlayStation VR e seus jogos
Como expandir a memória do seu PlayStation 5
Conheça os melhores jogos do Kinect
Xbox Series S ou Series X. Saiba qual comprar
PlayStation 5 ou Xbox Series? Qual escolher?

Jogos de super nintendo: veja alguns títulos que marcaram época
Jogos de Super Nintendo: Veja alguns títulos que marcaram época

O Super Nintendo

Super Nintendo Entertainment System, (Super NES, SNES ou Super Nintendo) é um console de videogame de 16-bits desenvolvido pela Nintendo lançado em 1990 no Japão, 1991 nos Estados Unidos, 1992 na Europa, Oceania e América do Sul em 1993.

No Japão, o sistema é chamado de Super Famicom, oficialmente, adotando o nome abreviado do seu antecessor, o Famicom), ou SFC para breve. Na Coreia do Sul, é conhecido como Super Comboy e foi distribuído pela Hyundai Electronics. Embora cada versão seja essencialmente as mesmas, várias formas de bloqueio regional impedem que as diferentes versões sejam compatíveis entre si.

O Super Nintendo Entertainment System é o segundo console de mesa da Nintendo, sucessor do Nintendo Entertainment System (NES). O console apresentou gráficos e recursos de som avançados em comparação com outros consoles na época. Além disso, o desenvolvimento de uma variedade de chips de aprimoramento (que foram integrados em placas de circuito) ajudou a mantê-lo competitivo no mercado.

Os melhores jogos de Super Nintendo

Enquanto brutos gráficos tridimensionais raramente tinham sido vistos antes em consoles domésticos, utilizando o chip Super FX começando com Star Fox em 1993, o SNES foi capaz de rodar jogos com gráficos tridimensionais suaves e mais detalhados do que era anteriormente possível.

Isso despertou interesse mais difundido em gráficos de polígono na indústria, ajudando a inaugurar os gráficos 3D, como pode ser visto na quinta geração de consoles de videogame. De fato, o console da Nintendo foi um precursor em muitos aspectos e, para celebrar isso, vamos falar alguns dos seus jogos mais marcantes.

Maui Mallard in Cold Shadow

Jogos de super nintendo: veja 10 títulos que marcaram época | 3908e435 donald duck in maui mallard capa 770x500 1 | bomberman, donkey kong country, killer instinct, legend of zelda, multiplayer, nintendo, singleplayer, super mario, super nintendo, tartarugas ninja | jogos de super nintendo dicas/guias, análises
Maui Mallard in Cold Shadow

Começando com Disney mais uma vez! Só que com o Pato Donald (deixa o estrelinha do Mickey pra depois). Donald em Cold Shadow, é um game de plataforma clássico, um dos games mais interessantes da plataforma. Tinha elementos em sua jogabilidade que o tornavam únicos e deixavam de queixo caído quem achava que os jogos da Disney eram fáceis demais ou somente voltados para o público infantil jogar.

O jogo, na verdade foi um porte da versão de Mega Drive, com um layout diferente de níveis e gráficos melhorados em relação a versão de Mega. Mesmo com o Mega tendo as melhores animações, o jogo no SNES não perde nada em diversão e dificuldade.

Maui Mallard (que é um nome que o Donald adotou enquanto esteve no Havaí não sei por quê. Será que ele tá fugindo da Margarida?) é chamado pra resolver o mistério do desaparecimento de um Ídolo chamado Shabum Shabum, que é nada mais nada menos que o considerado espírito guardião da ilha. Se não bastasse o sumiço, a ilha inteira iria explodir caso o ídolo não seja recuperado rapidamente. As investigações de Maui levam ele a uma mansão assombrada e logo depois uma fortaleza de treinamento Ninja onde um mago lhe concede habilidades ninja.

A partir daí Maui Mallard passa a se transformar em Cold Shadow.

Cold Shadow então enfrenta outros ninjas e acaba indo parar em uma tribo que jogam ele dentro de um vulcão como sacrifício aos deuses. Sobrevivente, o povo da ilha submete ele ao teste de Patolidade, ao passar Maui ganha a confiança e o respeito dos nativos e o contam que o único que sabe do sumiço do ídolo morreu. Só que eu vou parar por aqui com os spoilers e deixar vocês jogarem o game porque ele é incrível.

Mecânicas incríveis, dificuldade bastante acentuada, trilha sonora emocionante e ter o Pato Donald como personagem principal. Se nada disso te convenceu a jogar, não sei mais o que eu posso fazer.

Super Ghouls ‘n Ghosts

Resultado de imagem para ghouls ‘n ghosts snes
Super Ghouls ‘n Ghosts

A história do jogo é bem simples, você assume o papel de um cavaleiro, com o nome de Arthur, e tem que proteger a princesa PrimPrim (sim, esse é o nome dela) de fantasmas e demônios, uma receita que a gente vem conhecendo bem ai com o longo da história. Mas o que realmente encanta nesse game é a jogabilidade absurdamente boa, com controles rápidos e muita precisão. Entretanto para adquirir a maestria e você e o jogo se tornarem um só, tem muito sofrimento envolvido até dominar a arte do “Timing”.

Para os jogadores de primeira viagem, o game tem uma dificuldade bem tensa, o normal tem cara de difícil e o difícil tem cara de impossível. Muitos mobs, muitos inimigos, muitas coisas acontecendo na tela e para vencer elas é preciso ter um pós-doutorado em administração e logística pra conseguir acompanhar tudo sem levar hit. Pular de uma plataforma para outra no game, parece completamente impossível mesmo com o pulo-duplo, é realmente necessário estudar muito bem a distancia, o instante de tempo certo, se não vai dar muito ruim. E mais pra frente no game, mesmo estando com uma boa armadura, se encostar em algum inimigo, você fica só de cueca e qualquer hit que levar já era.

A dificuldade é o ponto chave e marca registrada da série e é desafiadora ao ponto de mesmo fazendo você voltar um level inteiro em caso de morte. Isso te faz querer jogar, por uma simples questão de brio, Recomendo a todos pra equilibrar as coisas e passar um pouco de raiva para evoluir as suas habilidades.

Side Pocket

Side Pocket

“Presented By Data East. Side Pocket!” O jogo que ainda hoje é sinônimo de jogo de sinuca e é um dos maiores causadores de competições e apostas malucas entre amigos e família (sem contar os diversas lendas urbanas de que era possível deixar a moça da tela de título sem roupas se fizesse um tanto de pontos ou determinada jogada). Mas vamos falar um pouco mais sobre essa lenda com total potencial de ser um eSport.

Side Pocket é simplesmente um game em que se tornou a referencia em jogos de sinuca, por simplesmente ser atrativo a todos os públicos, Quem sabia jogar sinuca na vida real podia replicar as técnicas no game, porque o game permitia controlar não só a direção da bola mas também o spin, onde o taco bate na bola, o ângulo do taco e a força. Mas também se tornou interessante para que não sabia nada de sinuca, porque o game tem uma interface simples e muito usual, permitindo o jogador médio apenas mirar a direção e dar a tacada na força que desejar.

O jogo não é originalmente para SNES mas sim para o NES (Nintendinho), O jogo no Nintendinho oferecia tudo que o seu “remake” no SNES oferece, obviamente com uma qualidade gráfica e sonora inferior, mas até as fases bônus já estavam presente na versão. Falando em fase bônus, precisava quase ser um “Rui Chapéu” pra conseguir passar, diversas fases exigiam bater nas bolas na sequencia certa e passar entre taças sem quebrar as mesmas e a impressão que dava é que o hitbox da taça era do tamanho de um ônibus biarticulado.

Se quiser simplesmente desestressar, jogar um game competitivo com os amigos, tomar um guaraná com Doritos e falar besteira, fazer apostas ou simplesmente melhorar as suas habilidades na sinuca virtual. Side Pocket é o game para você!

Super Bomberman 4

Super Bomberman 4

Temos um game que é uma das maiores causas de puxões de cabelos e pensamentos de “Como eu sou burro cara! EU ME EXPLODI!”. Um jogo que pode ser desde um passatempo bem divertido, até um grande desafio se levado muito longe.

A história é meio complexa e acontece diretamente depois de Super Bomberman 3. O vilão do game anterior ainda está vivo e convoca os 5 reis bomber pra se vingar do Bomberman Preto e Bomberman Branco. O Jogo tem haver com as viagens no tempo e com isso passamos por diversos cenários conhecidos, desde os tempos medievais, o Japão antigo, até um futuro todo tecnológico e muitos outros.

O jogo tem uma jogabilidade bem simples, mas traiçoeira. Você se trava com muita facilidade nas suas próprias bombas caso não tenha atenção, apesar de irritante, isso só torna tudo mais divertido no final, pois sempre te encoraja a ir mais longe. Mesmo eu não tendo finalizado o game, recomendo fortemente não só esse, como a franquia toda!

Teenage Mutant Ninja Turtles IV

Teenage Mutant Ninja Turtles IV

E como não poderia faltar um game pra competir com Streets of Rage e Golden Axe… Tartarugas Ninjas IV é o jogo típico jogo para jogar com o melhor amigo do lado, sentir raiva do vilão e comemorar cada nível avançado enquanto suja o controle de salgadinho e limpa com refrigerante! Com opções de exibição para jogar com os mesmos gráficos dos HQs, o jogo conta a história do sequestro da estátua da liberdade feito por um androide enorme com o nome de Krang, mas tudo se forma uma plano do Destruidor. E como sabemos cabe os nossos heróis acabar com os planos malignos do Destruidor e o seu Clã do Pé!

O Jogo tem um ótimo gráfico, áudio simplesmente excelente feitos pela Konami, tudo encaixa perfeitamente, os movimentos e a jogabilidade é bem simples de se pegar o jeito, mas quando nos submetemos ao modo Hard, os inimigos já chegam na voadora, em compensação a gente joga eles em direção a câmera só pra ver eles voarem. O jogo é um dos mais recomendados, pois além de divertido trás o nível de dificuldade necessária para não ser fácil de mais e nem difícil demais, é completamente no ponto. Recomendo fortemente o modo cooperativo, porque jogar de 2 é sempre mais legal.

Super Mario World

Jogos de super nintendo: veja 10 títulos que marcaram época | e763c0a8 super mario world widescreen | bomberman, donkey kong country, killer instinct, legend of zelda, multiplayer, nintendo, singleplayer, super mario, super nintendo, tartarugas ninja | jogos de super nintendo dicas/guias, análises
Super Mario World

O lendário jogo originalmente chamado no Japão como Super Mario Bros. 4, é um jogo de plataforma desenvolvido e publicado pela Nintendo como um título que acompanhava o console Super Nintendo Entertainment System. O jogo foi lançado em 1990 no Japão e em 1991 na América do Norte. Super Mario World se tornou um enorme sucesso crítico e comercial, sendo considerado o mais bem-vendido da plataforma, com 20 milhões de cópias vendidas pelo mundo todo.

Como em jogos anteriores da série, o roteiro envolve Mario e seu irmão Luigi que atravessam terras distintas numa jornada para resgatar a Princesa Peach, que foi capturada por Bowser. Os dois irmãos devem viajar por 7 regiões para também restaurar a ordem na terra dos dinossauros. O jogo conta com a mesma jogabilidade de jogos anteriores da série Mario, introduzindo novos power-ups que aumentam as habilidades de personagens e marca a primeira aparição de Yoshi.

O jogo foi relançado varias vezes, a primeira como parte da compilação Super Mario All-Stars + Super Mario World para SNES, um remake denominado Super Mario World: Super Mario Advance 2 para Game Boy Advance com jogabilidade modificada (com a diferenciação real entre o Mario e o Luigi), foi lançado em 2002. A versão original teve um relançamento para o sistema Virtual Console do Wii na América do Norte em 2007, no Wii U em 2013 e no New Nintendo 3DS em 2016 desta vez não havendo mudança alguma da versão original para SNES de 1991.

O título também foi lançado como parte do catálogo de jogos do SNES Classic Edition em 2017 e do serviço Nintendo Switch Online em 2019.

Super Mario World possui uma sequência, Super Mario World 2: Yoshi’s Island, que é ambientada no mesmo lugar com uma jogabilidade similar à de seu antecessor. Entretanto, ao invés de tomar palco após os eventos de Super Mario World, a história de Yoshi’s Island aconteceu muitos anos antes dele quando Mario era ainda um bebê.

The Legend of Zelda: A Link to the Past

O jogo também conhecido como Zelda no Densetsu: Kamigami no Triforce, é um jogo eletrônico de ação-aventura desenvolvido e publicado pela Nintendo para o Super Nintendo Entertainment System. É o terceiro jogo da série The Legend of Zelda, e foi lançado em 1991 no Japão e em 1992 na América do Norte e Europa. O Lançamento foi um sucesso comercial e de crítica, sendo um marco para a Nintendo e é considerado como um dos melhores games da história, inclusive pelo seu enredo, e tendo vendido mais de quatro milhões de cópias em todo mundo.

A trama de A Link to the Past concentra-se no herói Link em uma jornada para salvar a terra de Hyrule, impedir a volta de Ganon e libertar as sete donzelas descendentes dos antigos sábios. A história é uma prequência de jogos anteriores da série, envolvendo os ancestrais de Link e da princesa Zelda. O jogo usa uma perspectiva de cima para baixo 3/4 semelhante ao do original The Legend of Zelda, deixando para trás os elementos de side-scrolling de Zelda II: The Adventure of Link. A Link to the Past introduziu elementos para a série que ainda são comuns hoje em dia, tais como o conceito de um mundo alternativo ou paralelo, a Master Sword e outras novas armas e itens.

Fora mais tarde lançado para o Game Boy Advance em 2002 (junto com o multiplayer desenvolvido pela Capcom, The Legend of Zelda: Four Swords), e disponibilizado para download no serviço Virtual Console do Wii no começo de 2007 e para o Virtual Console do Wii U em janeiro de 2014. O jogo foi adicionado como parte da biblioteca do Nintendo Switch Online em 2018. Um sucessor para o jogo, intitulado The Legend of Zelda: A Link Between Worlds, foi lançado para o Nintendo 3DS em novembro de 2013. O jogo foi dirigido por Takashi Tezuka, produzido por Shigeru Miyamoto (o criador da série Zelda), escrito por Kensuke Tanabe e a trilha sonora foi composta por Koji Kondo.

Se quiser saber mais sobre a linha do tempo de Legend of Zelda, temos uma matéria aqui explicando toda a cronologia dos jogos.

Donkey Kong Country

Jogos de super nintendo: veja 10 títulos que marcaram época | 24818d51 | bomberman, donkey kong country, killer instinct, legend of zelda, multiplayer, nintendo, singleplayer, super mario, super nintendo, tartarugas ninja | jogos de super nintendo dicas/guias, análises
Donkey Kong Country

Donkey Kong Country é um jogo de plataforma em 2D desenvolvido pela Rare e publicado pela Nintendo para o Super Nintendo Entertainment System. Estrelando o personagem Donkey Kong, o jogo se passa em “Donkey Kong Island” onde é explorado seis regiões com ambientes diferentes, e o enredo gira em torno de Donkey Kong e seu sobrinho Diddy Kong, que devem recuperar seu tesouro de bananas roubado por King K. Rool e os Kremlings.

Após uma intensa campanha publicitária, a versão original para o Super Nintendo Entertainment System vendeu mais de 9 milhões de cópias, fazendo deste o segundo jogo mais bem vendido da plataforma. O jogo foi uma revolução em termos gráficos para sua época, sendo o primeiro a conter 32 megabits no cartucho de Super Nintendo, com texturas pré-renderizadas em modelos 3D e uma ótima trilha sonora, provando que o SNES ainda era um forte concorrente no mercado.

Este foi o primeiro jogo Donkey Kong a não ser produzido e nem dirigido por Shigeru Miyamoto, o criador do personagem; ao invés, o jogo foi produzido por Tim Stamper e Gregg Mayles, embora Miyamoto ainda estivesse envolvido no projeto. Donkey Kong Country foi posteriormente adaptado ao Game Boy Color em 2000 e ao Game Boy Advance em 2003. Além disso, o foi disponibilizado para download no Virtual Console do Wii em 2006, Wii U em 2014 e do New Nintendo 3DS em 2016 com um modo de pixel perfeito.

Killer Instinct

Este jogo de luta bateu frente a frente com MK e era uma fusão dos melhores elementos de sua época. Ele pegou o combate mano-a-mano popularizado por Street Fighter II e Mortal Kombat e o combinou com uma apresentação visual renderizada no mesmo estilo gerado por computador que tornou Donkey Kong Country tão atraente.

Ele também foi pioneiro em um sistema de combos ridiculamente exagerado que permite que você brutalize seus oponentes com dezenas de acertos seguidos, e culminou com combatentes memoráveis ​​como o homem de gelo Glacius e o assassino ciborgue Fulgore. Ficamos impressionados quando ele foi fielmente portado para o SNES em 1995, e embora os cortes tenham sido feitos no processo de portabilidade, o produto final ainda era forte o suficiente para que tivéssemos que honrá-lo com um lugar em nossa lista.

Out of This World

Out of this World é uma experiência semelhante ao jogo Flashback, com o uso de animação rotoscopada de ação ao vivo e estilo geral de jogabilidade. Eles eram tão parecidos, de fato, que muitas pessoas pensaram que Flashback era uma sequência de Out of This World. Não era. Os dois estão independentes como suas próprias experiências separadas, e a história de Out of this World do infeliz físico Lester, que é acidentalmente teletransportado para um mundo alienígena, ainda é um conto que vale a pena experimentar hoje.

Este jogo é revolucionário por seus gráficos e jogabilidade. Não dá para enfrentar todo mundo de frente e, se você tentar, é morte certa. Pense, explore, mude sua rota, confie no seu aliado e, se você não ajudá-lo, ele também não vai te ajudar. As coisas aqui não são tão fáceis, mas, se conseguir fazer tudo certo, sua recompensa será um dos melhores jogos da plataforma.

FAQ Rápido

Quantos jogos oficiais do SNES existem?

1757 jogos foram lançados oficialmente para o Super Nintendo Entertainment System; 717 na América do Norte (mais 4 cartuchos de campeonato), 521 na Europa, 1.448 no Japão, 231 no Satellaview e 13 no Sufami Turbo.

Qual é o maior jogo SNES?

Os maiores jogos lançados (Tales of Phantasia e Star Ocean) contêm 48 Megabits de dados ROM, enquanto os menores jogos contêm 2 Megabits.

SNES pode gerar gráficos 3D?

O chip Super FX fazia o trabalho pesado de gráficos 3D e liberou os recursos do sistema dentro do SNES para fazer outras tarefas e criou um jogo de tiro 3D, como Star Fox, muito rápido, bonito e de ótima jogabilidade.

Qual console vendeu mais? Mega Drive ou SNES?

E no caso da batalha de 16 bits, o vencedor é indiscutível: Super NES. A Nintendo moveu 49,1 milhões de consoles Super NES ao longo da geração e além, superando em muito o Mega Drive, que vendeu impressionantes 29 milhões de unidades.

Agora, deixe aí nos comentários se você curtiu a lista. Faltou algum jogo? O seu preferido está na lista? Fale conosco e aproveite para ler mais sobre a Nintendo no nosso site.

Avatar of paulo fabris

Paulo Fabris é um jornalista, escritor, RPGista, gamer, cosplayer, nerd e fã de animes desde a época da TV Manchete.