10 Coisas do Mundo Real nos Games

Algumas coisas do nosso mundo acabam transpondo a barreira do virtual e vão parar nos jogos. Vamos ver 10 coisas do mundo real nos games

Não é incomum que encontremos coisas do mundo real nos games. Algumas coisas sejam tão famosas no nosso mundo, ou tenham algum significado especial, ou talvez uma pessoa especial para o desenvolvimento de um jogo, que os desenvolvedores resolvem colocar lá para eternizar aquele momento ou aquela pessoa. Estamos falando de memes, brincadeiras e até de localizações do mundo real para os jogos porque, nesse ponto, a série Assassin’s Creed é campeã em recriações fieis ao mundo real.

Vamos então falar sobre algumas coisas que os jogos transportaram do mundo real para os seus games e mostrar essas pequenas homenagens e easter eggs que muitas vezes passam despercebidas por nós, afinal, essas coisas são muito mais comuns com elementos e pessoas do país dos desenvolvedores ou da empresa que lançou o jogo. Vamos começar!

Leia Também:
Gosta de pôquer e criptomoedas? Conheça Polker
34 melhores jogos para ganhar criptomoedas
Criptokitties, conheça os gatinhos que valem dinheiro
Guia para iniciantes de Axie Infinity
Jogos parecidos com Axie Infinity

Mundo real nos games
O mundo real invade os games e eles invadem de volta

10 Coisas do Mundo Real nos Games

Primeiramente, existem muitos jogos que tem como característica levar o jogador para dentro de um mundo magico gigante, cidades voadoras ou submersas, metrópoles onde podemos ser ladrões ou heróis poderosos. Não é o caso aqui. Aqui estamos pensando em coisas comuns que foram eternizadas em games.

Bethesda e seus fãs

Shirley curry sendo modelada para tes vi
Shirley Curry sendo modelada para TES VI

A franquia The Elders Scroll tem o costume de levar os jogadores para dentro de seus mundos. Isso já aconteceu antes e também aconteceu na franquia de Fallout, com o NPC Evan, que é baseado no irmão falecido de um jogador conhecido no Reddit como NoohjXLVII. O jogador contou sua história no Reddit sobre como Fallout ajudava ele a superar a perda recente do pai e, pouco tempo depois, a morte do irmão. Como um grande fã da franquia e passando por esse momento complicado, a Bethesda eternizou o irmão de Noah como um NPC na DLC Nuka-World.

-- Publicidade --

Outro caso de fã que entra para o game é o da senhora Shirley Curry, que será levada, como personagem não jogável, para dentro do jogo The Elders Scroll VI. Devido todo amor que ela mostra ao mundo do quinto jogo da franquia, The Elders Scroll V Skyrim, em seu canal do Youtube, com mais de 75 mil inscritos. Mais de 20 mil pessoas fizeram uma petição para que ela seja inclusa no jogo e, conforme publicado em seu Twitter, Shirley será eternizada no mundo de Tamriel.

The Elder Scroll VI ainda não tem previsão de lançamento, mas estamos esperando ansiosamente para encontrar Shirley e todo o resto do mundo lá.

Vida Longa e Próspera dentro de uma Lampadazinha

Claro que não é surpresa que celebridades costumam ser parte de games, seja na voz ou como inspiração para um modelo 3D, como foi o caso de Keanu Reaves em Cyberpunk 2077, mas, às vezes, alguma celebridade é homenageada apenas por sua contribuição e amor ao jogo ou franquia que o consagrou. Esses são os casos dos atores Robin Williams e Leonard Nimoy.

Vida longa e próspera
Vida longa e próspera

Não é surpresa para ninguém que Leonard Nimoy é uma pedra fundamental para a franquia Star Trek, sendo o eterno Sr. Spock da série original lançada nos anos 60. Star Trek pode não ser a história de ficção cientifica preferida de muitos nerds por seus enredos que focam mais em exploração e reflexão do que ação e lasers, mas muita coisa do nosso mundo e de vários filmes e séries foram inspirados pela mente criativa de Geene Rodenberry, como telefones celulares (os primeiros modelos eram chamados Star Taks) e o uso de teletransporte (era caro para a série fazer os personagens pousando com a nave, por isso, usavam o teleporte).

-- Publicidade --

Quando Leonard Nimoy morreu em 2015, o jogo Star Trek Online parou para homenageá-lo, com diversos jogadores indo até até o planeta Vulcano para saudá-lo com a clássica “saudação Vulcano” (criada por Nimoy). Se você joga e for a até lá, poderá ver a sua estátua com os dizeres “As necessidades de muitos superam as necessidades de poucos”.

Já Robin Williams foi eternizado não apenas uma vez, mas várias, no jogo World of Warcraft da Blizzard. Quando faleceu, em 2014, os fãs iniciaram uma petição para homenageá-lo no game e a empresa respondeu positivamente. “Robin Williams, muito obrigado. Você trouxe muita alegria a nossas vidas e nós esperamos que você aproveite o seu tempo em nosso mundo. Nós veremos você no jogo”, dando a ele três NPC’s relacionados a seus filmes. O Gênio, de Alladin, a Sra. Doubtfire, de “Uma Babá Quase Perfeita”, e Mork, da sitcom dos anos 70 Mork & Mindy.

Homenagens a robin williams
Homenagens a Robin Williams

Também houve um pedido para que ele fosse homenageado em algum jogo da série Legend of Zelda, outro que o ator também era muito fã, inclusive dando o nome de Zelda a sua filha, mas aparentemente a Nintendo não respondeu aos apelos dos fãs.

Economia e seus problemas

Não é incomum jogos terem seus sistemas de moedas e compras, seja compras no aplicativo, microtransações ou apenas troca de itens entre os jogadores, principalmente nos MMORPG. Claro, isso pode gerar diversos benefícios no jogo e também pode gerar diversos problemas. E esses problemas aparecem na forma de inflação, desvalorização do dinheiro e produtos que custam muito mais do que deveriam, tornando a vida dos jogadores difícil.

Às vezes, as desenvolvedoras se envolvem e tentam corrigir isso ou deixa que os jogadores se regulem sozinhos. Mas, acaba até funcionando como um laboratório para situações no mundo real e mostra como seria uma economia totalmente livre ou muito regulamentada por seus superiores.

-- Publicidade --

Seu emprego

Nessa situação da economia, em vez de brigar com o sistema, alguns jogos acabam incorporando isso ao game de forma a gerar algum valor real aos objetos e itens criados no jogo e com isso beneficiando os jogadores e desenvolvedores. É o caso dos jogos de NFT, que usam a tecnologia da blockchain para gerar itens nos jogos com valore real em criptomoedas.

Se souber como agir e gerenciar esses itens o dinheiro do mundo virtual pode virar dinheiro real e vice-versa. Ou seja, os seus problemas financeiros reais também entraram no jogo e a sua busca por conseguir dinheiro que normalmente acontece durante o seu horário de trabalho também foi do mundo real para o mundo virtual. Pode se considerar o seu emprego sair do mundo real e ir para o virtual como parte dessa lista?

Dancinhas do momento

10 coisas do mundo real nos games | 83cd88e7 fresh | married games dicas/guias | android, bethesda, elder scrolls, epic games, fallout, fortnite, marvel, mobile, multiplayer, pc, playstation, playstation 4, singleplayer, south park, spider-man, star trek, steam, world of warcraft, xbox, xbox one | mundo real nos games
Dancinha do Calton

Fortnite é uma revolução dos jogos do gênero de Battle Royales, conseguindo picos de audiência e de players simultâneos, além de enormes audiências para os seus campeonatos. Tudo isso faz com que o jogo seja constantemente atualizado e ganhe diversos novos personagens quase todos os dias, entre eles alguns como a Mulher Maravilha da DC,  Loki da Marvel, o Sanguinário do Esquadrão Suicida, Guy do filme Free Guy – Assumindo o Controle, Guile e Cammy de Street Fighter e ainda existem rumores de que Naruto está a caminho da ilha. 

Mas uma das coisas que Fortnite tem como base em seu jogo são suas danças e animações que passam por todas as bases musicais e referências atuais da cultura pop. Várias danças, como a “It’s Not Unusual”, a dança Fresh que imita a dança de Carlton Banks da serie “Um maluco no Pedaço”. Mas também a dança Squat Kick que emula as danças dos Cossacos russos. Essa dança foi criada pelo ator Alfonso Ribeiro (o interprete de Calton) e fez parte de vários outros jogos, não só Fortnite e, o ator tem movido processos contra algumas empresas pelo uso não autorizado da dança.

Fortnite está disponível para PC, PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch e Mobile

-- Publicidade --

Redes Sociais dos Jogos

10 coisas do mundo real nos games | 93738d63 spider man | married games dicas/guias | android, bethesda, elder scrolls, epic games, fallout, fortnite, marvel, mobile, multiplayer, pc, playstation, playstation 4, singleplayer, south park, spider-man, star trek, steam, world of warcraft, xbox, xbox one | mundo real nos games

O jogo trouxe um mundo super completo onde você pode se balançar por Nova York resolvendo uma trama muito bacana encarnando o cabeça de teia, sendo considerado um dos melhores games do Homem-Aranha desde a era do PlayStation 2. Aliás, se você quer ver alguns dos melhores games com personagens da Marvel, então temos esse artigo que pode lhe dar várias sugestões de o que jogar caso você seja um fã dos personagens da Casa das Ideias.

Durante toda a sua aventura, é possível ver, postar e escrever nas redes sociais do Homem-Aranha para observar o comportamento da sociedade em relação ao teioso, além de ler as respostas dos seus fãs. E a rede é muito similar ao nosso conhecido Twitter sempre fazendo comentários sobre o dia e o que está acontecendo na contra o crime de Nova York.

Mas, não é só o Cabeça de Teia que está conectado nas redes sociais. A galera de South Park também tem suas mídias sociais e você pode explorá-las e interagir com seus fãs. Nos games South Park: The Stick of Truth e A Fenda que Abunda Força, parte da missão do seu personagem, o Novato, é colecionar fotos com os personagens e ganhar muitos likes em aplicativos que simulam o Facebook e o Instagram (o Coonstagram).

10 coisas do mundo real nos games | 5ddc3b94 south | married games dicas/guias | android, bethesda, elder scrolls, epic games, fallout, fortnite, marvel, mobile, multiplayer, pc, playstation, playstation 4, singleplayer, south park, spider-man, star trek, steam, world of warcraft, xbox, xbox one | mundo real nos games

Marvel’s Spider Man está disponível exclusivamente para Playstation 4 e os jogos de South Park podem ser jogados no PC, Xbox e PlayStation.

Participações polêmicas e não-autorizadas

Mr. President!
Noooooo….

A internet pode ser um lugar bem estranho. E dessa estranheza nascem uns jogos esquisitos e, às vezes, muito divertidos. Talvez esse seja o caso de Mr. President? Nesse jogo onde você encarna um segurança do “atual presidente” dos Estados Unidos, “Ronald Rump”, e precisa protegê-lo de ataques terroristas enquanto o presidente tenta alçar sua popularidade. Desde alianças com outros políticos a tentar se tornar uma divindade entre os seres vivos, Ronald está em constante perigo e cabe a você tirá-lo do caminho de tiros de snipers a um taco gigante que irá esmagá-lo.

-- Publicidade --

O jogo parodia todo o conflito político gerado com a eleição do ex-presidente norte-americano, Donald Trump, e satiriza as possíveis ações que o presidente tomaria, usando a física dos games para torná-lo desafiador, pois o seu agente parece não ter ossos e você precisa controlá-lo e salvar o presidente. O jogo é divertido e cheio de surpresas e faz essa piada com uma celebridade do mundo real que muito acharam engraçada. Agora, um jogo que nem todo mundo riu foi Fight of Gods.

O game é um jogo de luta que pega elementos de várias religiões e os coloca como personagens controláveis e, como jogo, o game não tem absolutamente nada de especial. Ele passaria batido se não fosse por um lutador: Jesus! Enquanto alguns consideram que não há nada de desrespeitoso na inclusão do personagem bíblico (afinal, tem Odin, Amaterasu, Buda, Anubis e deuses de outras religiões de outras culturas), mas os mais religiosos criticaram a representação de Jesus como um lutador de jogo.

O jogo levantou novamente o questionamento: Pode-se fazer representações de todas as religiões, menos a sua? A sua fé é importante para você, mas para outra pessoa é só um folclore como outros por aí. Seja qual for a sua opinião sobre isso, é certo que a polêmica certamente serviu para alavancar as vendas do game, mas, no final das contas, é um jogo simples e igual a vários outros lançados na Steam.

Mr. President! e Fight of Gods estão disponíveis exclusivamente para PC.

Monumentos Históricos

Nesse ponto, nada supera a série Assassin’s Creed da Ubisoft que se esforça para recriar, nos mínimos detalhes, as maravilhas do mundo real e transportá-las para o jogo. Nesse ponto, podemos viajar para o antigo Egito e ver as pirâmides no seu auge, ou fazer uma visita guiada com várias explicações pela Grécia antiga, no jogo Assassin’s Creed Discovery Tour.

-- Publicidade --

Uma das façanhas mais impressionantes que a série conseguiu foi ser usada como referência para a reconstrução da Catedral de Notre Dame, em Paris, devido à fidelidade com que ela foi refeita para o jogo Assassin’s Creed Unity. É uma pena que, muitas vezes, a Ubisoft não trata o jogo em si com tanto carinho quanto trata a recriação de locais históricos.

Mas não só Assassin’s Creed usa cenários do mundo real para seus jogos. Jogos de luta também costumam ter alguns locais que são reais ou baseados em locais do mundo real. Por exemplo, em Strret Fighter EX, o jogo de luta 3D da série da Capcom, o cenário da Chun-Li está localizado na famosa Praça da Paz Celestial na China, enquanto King of Fighter’s também recria algumas ruas e locais como as ruas de Osaka, no Japão.

10 coisas do mundo real nos games | ae8cf56a imagens | married games dicas/guias | android, bethesda, elder scrolls, epic games, fallout, fortnite, marvel, mobile, multiplayer, pc, playstation, playstation 4, singleplayer, south park, spider-man, star trek, steam, world of warcraft, xbox, xbox one | mundo real nos games
Locais reais em jogos de luta

Problemas reais

10 coisas do mundo real nos games | china remove da appstore o jogo plague inc por questoes obivas apesar de nao confirmar existir correlacao com o coronavirus | married games dicas/guias | android, bethesda, elder scrolls, epic games, fallout, fortnite, marvel, mobile, multiplayer, pc, playstation, playstation 4, singleplayer, south park, spider-man, star trek, steam, world of warcraft, xbox, xbox one | mundo real nos games
Fake News e Anti-Vacinas ajudando você a destruir o mundo

Problemas são parte de todos os jogos, afinal, sem eles, não há jogo. Agora, problemas do mundo real em jogos da forma que os vemos todos os dias é algo que não é assim tão comum, mas pode nos ajudar a lidar com as situações verdadeiras e talvez nos ajudar a prevenir problemas maiores. Vejamos por exemplo, o jogo Plague Inc.

Nele, assumimos o controle de algum tipo de vírus ou praga que tem como objetivo destruir toda a população mundial. Parece familiar? Bom, se todos tivéssemos jogado mais esse jogo, poderíamos ter aprendido algo sobre como ele. Agora, apesar da semelhança com o mundo real, em 2020, ele ficou ainda mais “preciso” com a inclusão de Antivaxxes e Fake News, o que ajuda você a se espalhar e contaminar melhor o mundo. Cômico se não fosse trágico.

Memes

É claro que, com tanta fama na web, diversos memes foram parar dentro dos jogos. Muitos ficaram tão grandes que acabaram virando jogos, como o Tales of Dorime. Uma imagem de um ratinho vestido de sacerdote com uma palavra totalmente sem contexto retirada de uma música Ameno da banda Era, viralizou e virou um joguinho. Claro, a maioria desses games baseados em meme são só feitos para web só de zoeira mesmo.

-- Publicidade --
10 coisas do mundo real nos games | 4c4deade pooh | married games dicas/guias | android, bethesda, elder scrolls, epic games, fallout, fortnite, marvel, mobile, multiplayer, pc, playstation, playstation 4, singleplayer, south park, spider-man, star trek, steam, world of warcraft, xbox, xbox one | mundo real nos games
Meme foi parar nos games

Outros, levam a brincadeira um pouco mais a sério e chegam até a ser banidos. É o caso de Devotion, um game de terror que foi proibido na China por causa de um meme. No caso, tem uma imagem com idiogramas com uma referência ao meme do Ursinho Pooh e a comparação que é feita com o presidente Xi Jinping. Aliás, o o Ursinho também é proibido lá por causa disso.

Muito mais coisa por aí

A indústria dos jogos já é enorme, mas ainda está em expansão. Com o tempo as empresas terão muito mais jogos que pegam essas coisas do mundo real e usam como base, homenagens e easter egss, seja para criticar, polemizar, aumentar vendas ou eternizar. O mundo real sempre oferece oportunidades de inovar em algo e os jogos vão utilizar isso para tornar nossa experiência mais imersiva e interessante.

Enfim, Hoje temos muitas franquias grandes que fazem o mundo inteiro como copia do mundo real, como GTA, Máfia, Assassin’s Creed e outros do gênero. Existem muitos jogos que podem buscar coisas do mundo real para levar ao mundo dos virtual então provavelmente tem alguns que ficaram de fora dessa lista. E quem sabe fazer uma nova lista de jogos.

Mas, caso saiba algum, divida com a gente. Conta quais jogos ficaram de fora dessa lista que a gente pode conversar sobre o assunto e enriquecer mais o nosso conhecimento sobre este grande mundo dos jogos de videogame. E aproveite para mais curiosidades dos games, notícias e análises no nosso site.

-- Publicidade --
Avatar of paulo fabris

Paulo Fabris é um jornalista, escritor, RPGista, gamer, cosplayer, nerd e fã de animes desde a época da TV Manchete.