Você provavelmente conhece o bruxo mais amado de todos os tempos. Começou com uma série de livros, que se expandiu para o cinema e fez tanto sucesso que agora está por toda a parte, inclusive no mundo dos games. Mas você conhece os jogos que foram inspirados no universo de Harry Potter? Aqui neste artigo vamos ver alguns!

-- Publicidade --

Jogos Baseados nos Filmes/Livros

Nas mãos da Eletronic Arts (EA), o primeiro jogo de Harry Potter foi lançado em novembro de 2001, logo após o lançamento do primeiro filme, e foi exatamente baseado nele, de mesmo nome: Harry Potter e a Pedra Filosofal. O game seguia a história e aventuras do filme, controlando o personagem principal, Harry, em uma visão de terceira pessoa. Harry Potter e a Pedra Filosofal (o jogo) foi lançado para PC, Game Boy Advance e Color e PlayStation (sim, o primeiro).

Iniciava-se aí a principal série de jogos baseados em Harry Potter, criados pela EA. A cada lançamento de filme, um novo jogo era lançado com o mesmo nome e mesma história (com alguns detalhezinhos a mais que só existiam nos livros, para tornar a gameplay mais divertida e trazer novidades em relação aos filmes).

Temos então, além do primeiro já citado: Harry Potter e a Câmara Secreta (2002), Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (2004), Harry Potter e o Cálice de Fogo (2005), Harry Potter e a Ordem da Fênix (2007), Harry Potter e o Enigma do Príncipe (2009), Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte 1 (2010) e Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte 2 (2011).

Mas este artigo não é para falar desses jogos principais. Estou aqui para falar dos derivados, jogos que fazem parte da franquia Harry Potter, mas que não seguem a história contada pelos livros/filmes. E são vários, mas vou nomear apenas alguns, os mais conhecidos e oficiais. E mais, em ordem de lançamento!

É importante ressaltar que, devido ao sucesso dos jogos publicados pela EA, e de outros secundários, a própria Warner criou, em 2017 a Portkey Games, uma distribuidora de jogos exclusivamente voltada para o mundo bruxo. Desde então , foram três jogos publicados pela mesma, vamos falar deles aqui.

Vamos então, à lista:

Lego Creator: Harry Potter

Capa de jogo, mostra harry potter à frente do lado direito, na esquerda o expresso de hogwarts e a escola ao fundo. No fundo também pode-se ver hagrid, rony e hermione
Capa de lego creator: harry potter, o primeiro jogo licenciado da lego

Também em novembro de 2001, seguindo o lançamento do primeiro filme, a Lego também publicou seu primeiro jogo inspirado em Harry Potter, o Lego Creator: Harry Potter.

Para quem já conhece a franquia Lego, sabe que Lego Creator já era uma série existente da marca, servindo como uma outra versão dos brinquedos físicos. Ou seja, em Lego Creator o jogador não tem história, é um simples jogo de montar e criar, com alguns desafios aqui e ali.

E é isso que o Lego Creator: Harry Potter, terceiro lançamento da série Creator, e primeiro baseado em uma licença, tem a oferecer para seus jogadores. São quatro áreas principais: Beco Diagonal, Estação King’s Cross, os jardins de Hogwarts e o interior de Hogwarts, com várias áreas extras baseadas nestas quatro, como a sala comunal da Grifinória, a cabana de Hagrid e a sala de poções do professor Snape.

A partir destes locais, o jogador pode criar modelos de Lego para customizá-los como preferir. Além da contrução, é possível realizar algumas ações, como mudar o tempo, voar nas vassouras, conjurar feitiços, controlar os personagens e até andar no Expresso de Hogwarts. Tudo, é claro, baseado no primeiro filme da série, o único a ter sido lançado até então.

É um jogo bem simples, mas divertido. E a resposta foi tão boa que em 2002 foi lançada uma sequência, o Creator: Harry Potter and the Chamber of Secrets, baseado no segundo filme, com mais personagens e mais áreas a serem exploradas. A série, entretanto, parou por aí.

E se você quiser mais Lego, ainda há três outros jogos da marca baseados em Harry Potter. Estes, mais centrados na história principal, com o toque especial que só a Lego consegue colocar, são eles: Harry Potter: Years 1-4, Harry Potter: Years 5-7 e Harry Potter Collection (que traz os dois jogos anteriores compilados).

Lego Creator: Harry Potter e Creator: Harry Potter and the Chamber of Secrets foram lançados apenas para PC.

Veja mais: os 10 melhores jogos de Lego

Gameplay de Lego Creator: Harry Potter

Harry Potter: Quidditch World Cup

Harry e malfoy podem ser vistos em primeiro plano, com roupas de quadribol voando em busca do pomo-de-ouro, que aparece à frente dos dois. Ao fundo, o campo de quadribol
Capa de harry potter: quidditch world cup

Se você pensou que a EA só publicou jogos baseados na história dos filmes/livros de Harry Potter, se enganou. Em 2003, chegou às lojas o Harry Potter: Quidditch World Cup, focado, isso mesmo, no principal esporte do mundo bruxo: o quadribol.

O jogo é bem simples. Dividido em dois torneios principais pelos quais o player pode jogar, sendo eles a Copa das Casas, no qual poderia jogar como Grifinória, Sonserina, Corvinal ou Lufa-Lufa, e a Copa do Mundo, na qual o jogador assume o papel de seleções, como Inglaterra, Estados Unidos e a Bulgária de Vítor Krum.

Diferente do que já havia experimentado antes, nos jogos de história que geralmente centravam o quadribol no apanhador (já que é a função do Harry), em Quidditch World Cup podemos jogar como artilheiros (e, em certo ponto do jogo passamos para apanhador).

Para você que não está familiarizado com os termos de quadribol, uma explicação rápida: artilheiros ficam com a goles (bola) e a utilizam para fazer gols, atirando-a em qualquer um dos três aros do seu lado de ataque, goleiros defendem os aros, para impedir que artilheiros marquem, cada gol vale 10 pontos.

Temos também os batedores, esses, ficam de olho nos balaços (bolas mais “rebeldes”) e a rebatem para acertar artilheiros do time oposto, para atrapalhá-los. Por fim, os apanhadores têm a função de encontrar e capturar o pomo de ouro, uma bola pequenininha e rápida, que ao ser capturada rende 150 pontos e o fim do jogo.

Algumas caras já conhecidas podem ser vistas no game. Como por exemplo os apanhadores das quatro casas de Hogwarts: Harry, pela Grifinória, Malfoy, pela Sonserina, Cedrico, pela Lufa-Lufa e Cho pela Corvinal, assim como explicado nos livros.

É um jogo bem diferente do que havia sido apresentado para os players em relação a Harry Potter até aqui. Bem simples, mas divertido.

Harry Potter: Quidditch World Cup foi lançado para as plataformas PC, PlayStation 2, Game Boy Advance, Xbox e GameCube.

Gameplay de Harry Potter: Quidditch World Cup

Book of Spells/Potions

Capa de um livro com os dizeres "book of spells"
Capa de book of spells

Saltando vários anos, em 2012 veio o Book of Spells. Segundo a autora dos livros de Harry Potter, J.K Rowling, o Book of Spells é “o mais próximo que um trouxa pode chegar de um livro de feitiços”.

Foi o primeiro jogo relacionado a Harry Potter em realidade aumentada, utilizando a tecnologia do Wonderbook, um acessório em formato de livro, a partir do qual se desenvolve o jogo, e a Eye Camera do console, ou seja, a sua imagem seria reproduzida na tela durante toda a gameplay, transformando o Wonderbook em um livro mágico, e o seu controle em uma varinha.

A partir do Book of Spells, você poderá explorar histórias não contadas nos livros e filmes, mas oficiais, uma vez que a própria J.K Rowling esteve envolvida na produção do game, além de realizar diversos feitiços, como Wingardium Leviosa, o feitiço da levitação.

São cinco capítulos no total, nos quais você aprenderá quatro feitiços em cada um, com um total de 20 feitiços possíveis. É um jogo bem curto, tendo recebido diversas reclamações em relação a isso, mas é extremamente divertido e mágico.

O jogo fez parte do lançamento do projeto Pottermore, lançado no mesmo ano, em parceria com a Sony, portanto, é possível linkar o seu jogo à sua conta Pottermore.

Seguindo o sucesso de Book of Spells, em 2013 foi lançada a sua continuação: o Book of Potions. O Book of Potions é essencialmente igual ao seu antecessor, porém voltado não a feitiços e sim ao preparo de poções.

Book of Spells e Book of Potions foram lançados exclusivamente para PlayStation 3, devido às tecnologias que são utilizadas nos jogos serem exclusivas deste console.

Gameplay de Book of Spells

Harry Potter: Hogwarts Mystery

Personagem loica com robe da grifinória, óculos escuros em formato de estrela, com o expresso de hogwarts ao fundo
Você poderá customizar seu personagem como quiser em hogwarts mystery

Pulando mais vários anos, bem depois do fim dos filmes de Harry Potter em 2011 com o lançamento de Relíquias da Morte Parte 2, a fraquia ainda continuava em alta, com uma legião ainda crescente de fãs, cada vez mais apaixonados e que pediam por novos lançamentos.

Foi então que a Warner Bros criou a Portkey Games. Bom, se não podemos mais fazer filmes, e a J.K não irá mais escrever obras sobre o bruxo, pelo menos podemos lançar novos jogos para entreter os fãs! E foi com essa premissa que a nova marca nasceu.

Com a febre do recém lançado Pokemon Go, o primeiro jogo anunciado pela Portkey seria uma versão bruxa do game dos Pocket Monsters. Mas, enquanto esperávamos por esse lançamento que prometia balançar o mundo trouxa, recebemos o Hogwarts Mystery, em 2018.

Harry Potter: Hogwarts Mystery traz para o fãs uma nova visão do mundo bruxo, bem como algumas atividades que já poderiam ser experimentadas em outros jogos da franquia, como o Clube de Duelos.

Mas por que “uma nova visão”? Bom, a história do jogo se passa entre os anos de 1984 a 1991. Para se ter uma ideia, Harry Potter nasceu em 1980, e a história dos filmes e livros se passa a partir de 1991 (Pedra Filosofal). Ou seja, o jogo se passa antes da história que é contada pela J.K.

É possível então conhecer novas histórias relacionadas ao mundo bruxo, que se passaram antes de Harry frequentar Hogwarts. Alguns nomes já conhecidos dos fãs figuram no game, como alunos da época, como Ninfadora Tonks e Gui, Carlinhos, Fred e George Weasley. Além disso, os professores são praticamente os mesmos da história que conhecemos, como Flitwick, professor de feitiços, Mcgonagall, de transfiguração e Snape, poções.

O jogador assume o papel de um estudante comum de Hogwarts, com nome, aparência e casa escolhidos por ele mesmo, e segue uma história específica, na qual ele precisa frequentar aulas e fazer amizades.

O ponto negativo de Hogwarts Mystery é o sistema de energia. Qualquer coisa que você for fazer no game requer uma certa quantidade de energia, ela gasta muito rápido e demora quatro minutos para recarregar cada ponto, tornando o seu tempo no jogo muito limitado. É possível, claro, comprar energia.

É um jogo extremamente completo para um simples mobile, e novos capítulos ainda estão sendo adicionados à história.

Harry Potter: Hogwarts Mystery está disponível para Android e iOS.

Gameplay de Harry Potter: Hogwarts Mystery

Harry Potter: Wizards Unite

Somente a mão de uma pessoa conjurando um feitiço em primeiro plano, com um símbolo dourado com um h no meio logo à frente. Mais ao fundo, duas pessoas também lançando feitiços.
Harry potter: wizards unite mistura o mundo ficcional de harry potter com o mundo real

Um ano após o lançamento de Hogwarts Mystery, em 2019, chegou o tão aguardado Wizards Unite. Como já dito antes, a proposta principal do Wizards Unite seria ser a versão de Harry Potter do aclamado Pokemon Go, sendo, portanto, um jogo de celular de realidade aumentada. A desenvolvedora é a Niantic, a mesma da versão de Pokemon.

Assim como em Pokemon Go, a proposta principal do jogo é interagir com o ambiente real em que você está utilizando o seu celular. Você pode, então, sair andando pelas ruas a fim de descobrir novas coisas e avançar no jogo.

Em Wizards Unite, você pode escolher sua casa, varinha e profissão. Aí então, poderá sair para ajudar o Ministério da Magia a enfrentar a grande catástrofe em que se encontra.

Durante o jogo, você irá encontrar todo o tipo de criaturas mágicas, bruxos ou até acessórios, os quais deve libertar de energias malignas com os mais diversos feitiços, que serão indicados pelo próprio jogo, e poderão ser conjurados a partir de um movimento característico com os dedos na tela (assim como os feitiços conjuráveis de Hogwarts Mystery). Depois de libertados, você deve retornar o bruxo/acessório/criatura ao seu devido lugar.

E onde ele se encaixa no tempo? Wizards Unite se passa após os acontecimentos relatados nos livros e filmes. Tanto que no game você poderá observar que os personagens principais são funcionários do Ministério da Magia (logo no começo, você conversará com Harry Potter).

Como em Hogwarts Mystery, há um sistema de energia para a execução de feitiços. Você pode, entretanto, recarregar pontos de energia nas estalagens. Para conseguir mais energia, visite o maior número de estalagens possível, ou aguarde cinco minutos para recarregar novamente na mesma estalagem.

As estufas também são uma fonte de energia, porém em menor quantidade. Mas esse não é o ponto principal de uma estufa, no caso juntar ingredientes para fazer poções. Também há um outro tipo de local que pode ser encontrado em Wizards Unite: as fortalezas. Funcionam como os ginásios Pokemon. Nelas, você poderá participar de batalhas com outros bruxos.

Seja pelo sistema de energia, a quantidade de microtransações, alta complexidade ou até pelo fato de te forçar a andar por aí com o celular em mãos, apesar de muito esperado o jogo não recebeu a resposta esperada. Pelo contrário, ele foi muito criticado pelos fãs fiéis do mundo bruxo.

Harry Potter: Wizards Unite está disponível para Android e iOS.

Gameplay de Wizards Unite

Harry Potter: Enigmas & Magia

Harry potter: 7 jogos baseados no mundo bruxo | d2d6eb12 enigmas e magia | married games dicas, artigos, jogos grátis, lançamentos, listas, mobile, pc, plataformas, playstation, realidade virtual, xbox | android, book of potions, book of spells, eletronic arts, enigmas & magia, fantasia, ficção, filmes, fire os, game boy, gamecube, gameplay, harry potter, hogwarts legacy, hogwarts mystery, hp, inspirados, ios, j. K. Rowling, lego, lego creator, livros, mundo bruxo, niantic, pc, portkey games, pottermore, ps4, ps5, quadribol, quidditch world cup, rpg, singleplayer, warner bros, wizards unite, wonderbook, xbox, zynga | harry potter
Harry potter: enigmas & magia lembra bastante o candy crush, mas com um quê do mundo mágico

Agora vamos para um jogo menos comentado, muitas vezes até esquecido pelos fãs, mas também lançado pela Portkey Games, produzido pela Zynga. Trata-se do Harry Potter: Enigmas & Magia.

A primeira vista, não se parece muito como um jogo do mundo de Harry Potter. Em questão de gameplay, ele é muito parecido com jogos como Candy Crush. Sim, é um joguinho simples de juntar três peças iguais.

E onde o Harry Potter entra em toda esta história? Bom, os mapas são inspirados no mundo de Harry Potter. Logo no começo, você poderá escolher sua casa e varinha, e os especiais dos jogos são personalizados do mundo bruxo, como “chaves aladas”, que são obtidas ao combinar quatro jóias em um formato de quadrado. É possível também realizar feitiços, como um poder especial, após encher a barra de feitiço.

Além disso, conforme avança, você desbloqueará momentos-chave das histórias, servindo como um belo elemento nostálgico, para relembrar cenas marcantes.

Mais do que divertido, este jogo é absolutamente viciante, como qualquer jogo do gênero, mas possui uma limitação de quantidade de vidas, assim como no Candy Crush e afins. É um jogo bem simples e nostálgico para você passar ao tempo e ainda de quebra continuar conectado com o mundo bruxo.

Harry Potter: Enigmas & Magia foi lançado em 2020 para Android, iOs e Fire OS. É possível jogá-lo também pelo Facebook.

Gameplay de Enigmas & Magia

Hogwarts Legacy

Hogwarts ao fundo, com uma pessoa à frente, com a varinha acesa com uma luz azul. E os dizeres "hogwarts legacy" em primeiro plano
Qual legado você quer deixar ao passar por hogwarts?

E o último game desta lista é um futuro lançamento, mas que vem atraindo muita atenção dos fãs. E por que? Hogwarts Legacy promete ser tudo que os Potterheads vêm pedindo há muito tempo: um jogo de RPG em mundo aberto. Sim, isso mesmo que você leu! Aposto que ficou ansioso/a também, né?

A história de Hogwarts Legacy acontece beeem antes da Era Potter, no fim do século XIX. Ok, não tão antes assim, só uns cem anos. O jogador viverá como um aluno de Hogwarts, podendo escolher sua casa, participar de aulas e – pausa dramática – explorar livremente a escola e seus arredores!

O jogo está sendo desenvolvido pela Avalanche Software e será distribuído pela Portkey Games. Ele deveria ser lançado ainda este ano, mas foi adiado para 2022. Estará disponível para as plataformas PC, PS4, PS5, Xbox One e Xbox Series X|S. Mal dá pra segurar a ansiedade até lá!

Trailer de Hogwarts Legacy

E aí, o que achou desta lista? Você já conhecia todos os jogos citados aqui? Ficou curioso/a para jogar algum? Mal pode esperar para o lançamento de Hogwarts Legacy (assim como eu)? Deixa nos comentários! E não deixe de jogar pelo menos um desses jogos para voltar a ter um gostinho do mundo bruxo de J.K!

Avatar of ane caroline medeiros

Jornalista, 26 anos. Ama ler e escrever e sonha um dia poder mudar as pessoas com suas palavras. Isso, claro, com uma música bem legal de BG!