Os 5 Jogos que marcaram minha infância – Playstation 3 / PC

Finalmente chegamos a uma nova geração. Algo um pouco mais atual, mas que já tem tempo suficiente pra se tornar nostálgico, afinal, estamos com notícias de Playstation 5 batendo na nossa porta. Mas sem enrolar, nessa época eu tinha um PS3 Slim e poucos jogos asuhasu, mas como sempre a gente resolvia pegando emprestado dos amiguinhos. Em compensação a isso eu tinha um Notebook Asus Vermelho que hoje em dia não roda nem campo minado, mas que na época trouxe muita felicidade jogando GTA SA, Team Fortress 2 e vários outros títulos marcantes pra se rodar em um PC merda. Sem demoras, vamos para os 5 Jogos que marcaram minha infância (que não é mais tão infância assim), no famigerado Playstation 3 e também no PC.

Call of Duty – Black Ops 2

Call of Duty Black Ops II Logo 57964b433df78ceb86135fbb - Os 5 Jogos que marcaram minha infância – Playstation 3 / PC
Call of Duty – Black Ops II

Bom, como muitos já leram no post passado, Black me iniciou aos jogos de tiro, mas alguns outros títulos também fizeram parte disso como Medal of Honor: Allied Assault, mas quem sabe esses Drops não ficam pra outro post, hehe. Voltando para o famoso COD BO2. Esse eu joguei no PS3, comprei ele com a famosa nuketown 2025 (estamos chegando perto, lá tinha carros voadores já).

O que falar desse jogo que joguei muito e considero mais ainda? Acho que em geral COD é um jogo pra se jogar no console (acaba sendo mais divertido e mais balanceado), mas se tem algo que eu amo nesse jogo em especial é o seu modo Zombies. Mapas cheios de Easter Eggs, mapas customizados, nada é mais divertido do que brigar com os seus coleguinhas pra te salvarem depois de levar um tapa de zumbi ninja.

O jogo em si é muito bem feito, tem gráficos incríveis (a não ser que você jogue em uma TV de tubo de 14 polegadas igual eu), tem uma jogabilidade muito boa, é muito balanceado e sim, da pra jogar de todas as maneiras possíveis, desde algo só pra se divertir sem pensar muito, até algo mais tático, visando ser o melhor em tudo. Eu como sempre sou do time que joga pra se divertir, falo e recomendo muito vocês tirarem proveito do modo zombies, e joguem o multiplayer quando estiverem de saco cheio dos zumbis.

Garry’s MOD

capsule 616x353 - Os 5 Jogos que marcaram minha infância – Playstation 3 / PC
Garry’s MOD

Agora sim entramos no mundo da loucura insanamente bizarra da cabeça do Raul e seus amigos. Um jogo onde tudo pode acontecer e até mesmo você pode se divertir construindo um mapa, não como Minecraft, mas sim como algo que você pega uma arma de movimentar as coisas e o ragdoll effect cuida da física bizonhenta da Source deixar tudo divertido.

Mas o que eu posso recomendar para esse jogo, ele é um game em que você tem “modos de jogo” dentro, desde esconde esconde (hide n seek), algo como polícia e ladrão (TTT), o modo do assassino (murder) e de longe o meu preferido, prop hunt. Se trata de um modo em que um grupo se disfarça de coisas do cenário e o outro grupo tem que procurar, mas não é só isso, quando quem procura atira ou faz qualquer coisa e não em um player disfarçado, ele perde hp. E pra não ser a coisa mais fácil do mundo, os players que estão disfarçados emitem um som como um assovio a cada período de tempo.

GMOD é o game pra quem tem um PC mais fraco, mas que quer tirar horas de diversão e dias de risada com os memes da vida real criados por vocês e seus amigos depois todo mundo ter uma overdose de Doritos com Coca. O jogo é mais do que recomendado, baixem, joguem e deixe a criatividade fluir!

Don’t Starve Together

maxresdefault 1024x576 - Os 5 Jogos que marcaram minha infância – Playstation 3 / PC
Don’t Starve Together

Continuando nos jogos de PC, temos um que exige muita sanidade para ser jogado, literalmente falando. Don’t Starve Together, é a versão multiplayer de Don’t Starve, que se trata de um game com o único intuito de sobreviver. O jogo te larga no meio de uma ilha sem muitas explicações e só te da uma regra, não morra de fome, feito isso você está liberado a explorar. Ah e a dica mais importante, não fique louco!

O jogo é extremamente cooperativo e principalmente complexo, exige MUITO de massa cinzenta pra conseguir jogar ele, ciclos de dias, estações do ano, clima, criaturas, fome, doenças, sanidade. Um sistema complexo de criação de items e muitas dificuldades vão fazer você suar a camisa pra conseguir jogar. Até hoje não achei qual a melhor maneira de fazer os dias se tornarem mais calmos, mas sinceramente, sobreviver ao inverno e sobreviver ao verão são coisas absurdas.

Monte um grupo de amigos, jogue com o máximo de pessoas que você puder, separe bem as tarefas, tenha um plano A e um plano B pra tudo, e jogue o jogo, explore e seja um mestre! E compre a pelúcia do Chester que ela é muito fofinha.

Portal 2

Porta 2l 1024x640 - Os 5 Jogos que marcaram minha infância – Playstation 3 / PC
Portal 2

Bom, não adianta eu recomendar a continuação de um jogo sem recomendar o seu volume 1. Primeira mente Portal é um jogo levemente obscuro que sem muitas explicações te coloca em um laboratório para você cumprir testes. Com o incentivo de que no final você vai conseguir algo grandioso. Mas sabemos bem o que acontece. Partindo para Portal 2, fica tudo muito mais dark e muito mais pesado o clima, com uma cara de steampunk até. Mas isso só faz o jogo melhor.

O jogo se torna muito mais difícil, com muito mais puzzles, muito mais medo. Jogando isso de fone e numa salinha mais escura você mordisca a cadeira com muita frequência, a história do jogo é fantástica e vale a pena ser jogada, e não contada, tem que se sentir o jogo. Mas sobre o game, a jogabilidade é quase a mesma, novos elementos são adicionados para criar mais facilidade (ou dificuldade) em avançar nos mapas.

O jogo também conta com modo multiplayer e mapas da comunidade, e passar desses mapas é um parto, se jogar Don’t Starve exige muita massa cinzenta. Jogar Portal 2 exige que seu cérebro se materialize e jogue xadrez contra você mesmo. Mas a sensação de passar dos níveis e sentir o conhecimento se multiplicando em você é muito gratificante.

The last of Us

the last of us wallpaper 9 1024x576 - Os 5 Jogos que marcaram minha infância – Playstation 3 / PC
The last of Us

O que dizer de um jogo tão incrível sem falar que ele é incrível a cada 4 palavras? Simples, ele é um dos melhores jogos já feitos, e na minha opinião é o top 2 melhores histórias em games, sendo a primeira dada para God of War 2018. O jogo em si é uma pintura, a cada momento que você avança no jogo você descobre um cenário mais lindo do que o outro.

A jogabilidade é muito boa, e pra quem é amante de jogos stealth, o jogo é perfeito, porquê afinal, zumbis são muito sensíveis a barulhos. Armas variadas, itens para chamar atenção dos zumbis, inimigos humanos super difíceis e muita paciência recheiam esse jogo e trazem na medida certa a dificuldade necessária para aumentar ainda mais a intensidade do jogo.

Mas a grande carta na manga desse jogo é a sua história, ao avançar no cenário e na relação com os personagens a história fica cada vez mais densa, mais impactante e cada vez mais preocupante. O jogo te faz tudo para seguir um rumo e quando tudo parece finalmente ter uma solução, temos um plot twist que causa espanto e ódio logo no começo, mas te faz pensar e ver se realmente faz sentido.

O jogo é perfeito e assim como portal, merece ser sentido na sua história, joguem e sintam o que essa obra de arte tem para melhor oferecer!

e3b2129c503da97ecd5368821b7b6666?s=100&r=g - Os 5 Jogos que marcaram minha infância – Playstation 3 / PC

Apaixonado por games e tecnologia, convicto do que fala, porém sem certeza alguma e amante de piadas de qualquer tipo, mas quanto pior, melhor
publicado
Visualizações 121
1

Comentários

Sem comentários

Responder

SiteLock