Jogador da Furious Gaming é denunciado por Racismo no LoL

O jogador Nosferus da Vivo Keyd publicou nesta terça-feira (28) que denunciou dois jogadores da fila ranqueada por racismo, depois dos dois jogadores escreverem a palavra “preto” alternadamente para ofender um jogador durante a partida. Um dos jogadores envolvidos, que está utilizando o nick de FC Viciun, é na verdade o jogador Viciun, que joga na posição de atirador pela Furious Gaming Chile.

Confira também: Ranger é suspenso e Flamengo toma multa de R$5 mil

Nosferus fez a denúncia contra o jogador da furious gaming
Nosferus, jogador que fez a denúncia.

“Tive desprazer de ver proplayers sendo abertamente racistas no meu jogo. Indiferente de onde são, eles sã profissionais e devem sofrer as consequências. Já entrei em contato com a Riot”

Disse o meio da Vivo Keyd em seu tweet

Penalidades sofridas para o jogador da Furious Gaming

Como dito anteriormente, um dos jogadores é o Viciun, porém, o outro jogador que está utilizando do nick “TMJ GALERA” não foi identificado. O Gonzalo García, dono da Furious Gaming, disse em tweet que tomou conhecimento da atitude do jogador e ira suspende-lo, além de aplicar uma multa financeira.

Temos visto atualmente que a Riot está pegando muito mais pesado com os reportes de casos de preconceito em todos os países e jogos, tanto no LoL, quanto no Valorant. Além do caso Ranger e esse atual, também estão sendo marcados diversos casos de banimentos na Solo Queue de jogadores que fizeram algum tipo de preconceito em algum momento.

Share
Avatar of lucas votto

Estudante de Jogos Digitais e aspirante a programador. Viciado por jogos de LEGO e estratégia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *