League of LegendseSportsNotícias

Jogador da Furious Gaming é denunciado por Racismo no LoL

O jogador Nosferus da Vivo Keyd publicou nesta terça-feira (28) que denunciou dois jogadores da fila ranqueada por racismo, depois dos dois jogadores escreverem a palavra “preto” alternadamente para ofender um jogador durante a partida. Um dos jogadores envolvidos, que está utilizando o nick de FC Viciun, é na verdade o jogador Viciun, que joga na posição de atirador pela Furious Gaming Chile.

Confira também: Ranger é suspenso e Flamengo toma multa de R$5 mil

Nosferus fez a denúncia contra o jogador da Furious Gaming
Nosferus, jogador que fez a denúncia.

“Tive desprazer de ver proplayers sendo abertamente racistas no meu jogo. Indiferente de onde são, eles sã profissionais e devem sofrer as consequências. Já entrei em contato com a Riot”

Disse o meio da Vivo Keyd em seu tweet

Penalidades sofridas para o jogador da Furious Gaming

Como dito anteriormente, um dos jogadores é o Viciun, porém, o outro jogador que está utilizando do nick “TMJ GALERA” não foi identificado. O Gonzalo García, dono da Furious Gaming, disse em tweet que tomou conhecimento da atitude do jogador e ira suspende-lo, além de aplicar uma multa financeira.

Temos visto atualmente que a Riot está pegando muito mais pesado com os reportes de casos de preconceito em todos os países e jogos, tanto no LoL, quanto no Valorant. Além do caso Ranger e esse atual, também estão sendo marcados diversos casos de banimentos na Solo Queue de jogadores que fizeram algum tipo de preconceito em algum momento.

Lucas Votto
O autorLucas Votto
Redator
Estudante de Jogos Digitais e aspirante a programador. Viciado por jogos de LEGO e estratégia.

Deixe uma resposta