sexta-feira, julho 19, 2019
contato@marriedgames.com.br
Notícias

Code Vein: Primeiros 40 minutos revelados!

                Depois de muito tempo sem nada sobre o game circulando pela internet uma gameplay de 40 minutos é revelada. Code Vein trás um mundo distópico pós-apocalíptico com gráficos de Anime e uma temática de vampiros. Desenvolvido e futuramente publicado pela Bandai Namco, Code Vein revela em seus 40 minutos de gameplay muito informação importante. Por exemplo, nesses novos 40 minutos é possível ver muitas inspirações do game como até mesmo as franquias da FromSoftware. Então se prepare porque Code Vein se apresenta por ser um Dark Souls de Anime

Code Vein e sua trajetória

                De fato Code Vein tem passado por muitos problemas e pode já estar respirando por aparelhos. Apesar de tudo o game ainda se mostra interessante e consegue misturar elementos interessantes. Então a chama da esperança é a última que morre… tirando a chama dos memes de “Code Souls”, essa é infinita mesmo, hahaha.

“Code Souls”, famoso game do anime.

                Muita piada vem sendo feita sobre Code Vein, principalmente sobre ser o anime dos games da FromSoftware. Devo assumir que realmente encontrei muita, para não dizer cada pixel, de inspiração nos jogos da FromSoftware. Porém devemos levar em consideração que o game foi anunciado apenas em 2017, com a ideia de lançar ano passado. Então a Bandai Namco pensou bem antes de lançar e resolveram adiar para este ano.

code vein img02 - Code Vein: Primeiros 40 minutos revelados!

Apesar de tudo, o game é interessante.

                Resumidamente o game já está bastante tempo em produção e, falar que Code Vein é o anime de Sekiro é um pouco precipitado. De todo modo Code Vein consegue ter sua própria essência, mas foi muito ocultada. Pode ser uma “tara” constante pelos games da Bandai Namco, mas raramente não gosto de algum game da Bandai. Mas de toda forma o game tem seus pontos positivos, e a “coincidência” com a FromSoftware pode ser relevada.

Code Vein e suas próprias características

                Começando pelo o mínimo que se espera de um game que está atrasado pelo menos um ano e meio. Precisamos do básico do básico para que o game demonstre-se ao mínimo jogável. Sua história, que de fato foi muito bem elaborada doravante ao que vimos, tem um grande foco no game. A título de curiosidade está rolando até farpas à séries FromSoftware e seus métodos de demonstrar as histórias. Basicamente tudo se trata ao fato de que Code Vein não cansa em usar de cutscenes e diálogos gigantes, ao invés de esconder em itens.

Aprofundando na história.

                Code Vein além de ter um sistema de customização para lhe prender ainda mais nas cutscenes. Pois bem, os personagens, ou chamados de Revenants, vivem neste mundo distópico pós-apocalíptico que mencionei. Neste mundo existe toda uma questão de “Blood Codes”, que mais especificamente são nossas habilidades e, sim, funcionam como classes. Nossos queridos vampirinhos, ou melhor, Revenants são um pouco nutellas e não morrem tão facilmente. Para realmente matar um vampiro é necessário quebrar seu coração. “Amor porque você me trata assim?“, foi mal essa foi horrível, hahahaha.

code vein img01 1024x490 - Code Vein: Primeiros 40 minutos revelados!

Japonês é tudo safado mesmo…

                Sem querer ofender, mas vamos combinar, tem uma boa porcentagem de japonês que precisam de ajuda. Para não ficar um mundo um pouco mais estranho e talvez totalmente caótico, precisamos de personagens femininas. Mas o problema aqui é o mesmo de sempre, o pessoal não se sustenta em fazer uma personagem normal. Aposto que deve ter uma lei para criação de animes ou games que é obrigatório moças semi-nuas. Não é brincadeira a quantidade de roupa que as personagens usam e, o pessoal nem tenta justificar. Poderiam ao menos falar que por conta de ser um mundo destruído, existe uma imensa crise

Tokyo Ghoul é você?

                Por fim, vou comentar outros detalhes que me encantaram nesses primeiros 40 minutos do game. Basicamente vou começar pelo fato de seus “Blood Codes” me lembrarem muito as kagumes de Tokyo Ghoul. Tokyo Ghoul é um anime que contém essa história de Ghoul, que pode ser facilmente confundido com os Revenants. Eu mesmo olhei de relance e pensei: “Olha, um jogo de Tokyo Ghoul… ah, deixa.”, incrível a semelhança.

befe1745 cb12 41f2 bcf8 6e3e856eebef - Code Vein: Primeiros 40 minutos revelados!

Acompanhe Code Vein

                Só para terminar de explicar o lance das kagumes, elas são um tipo de habilidade (cada Ghoul tem a sua, que conveniente.) usadas para combate. Bom, nada menos importante você também pode acompanhar tanto a Married Games como a Bandai Namco nas redes sociais. De fato o game me chamou muita atenção e, sem dúvidas estarei avisando sempre que ver algo novo

Korean
O autorKorean
Social Media Specialist
Apaixonado por MMORPG's e Animes. Seus dois games preferidos atualmente são Black Desert Online SA e Dragon Nest Brasil. Para animes esse titulo fica com Sword Art Online.

Deixe uma resposta

Você besta offline