Cory Barlog fala sobre God of War Ragnarok e o Fim da Saga

“Ser capaz de condensar e sentir a experiência que tive quando ganhei a caixa de edição estendida de O Senhor dos Anéis”, Cory Barlog fala sobre God of War

God of War: Ragnarok é a segunda e última parte na saga nórdica do Estúdio Santa Monica, e agora o veterano da série Cory Barlog, esclareceu por que o estúdio está planejando encerrar as coisas com Ragnarok. Em declarações ao canal do Kaptain Kuba, Barlog disse que existem “várias razões” para isso. O primeiro dos motivos é que jogos deste tamanho e escala simplesmente demoram muito termpo para ficar prontos e Barlog não quer que a saga se prolongue muito. Também na entrevista, Barlog comparou a saga nórdica de God of War ao box da versão estendida de O Senhor dos Anéis.

“Acho que uma das razões mais importantes é que o primeiro jogo demorou cinco anos. O segundo jogo, não sei quanto tempo vai demorar, mas vou apenas destacar que vai demorar perto de um tempo semelhante para terminá-lo. E então você pensa, ‘Uau, um terceiro…’ estamos falando de cerca de 15 anos de uma única história. E eu sinto que isso é muito extenso. Eu sinto que estamos pedindo demais para dizer a conclusão real dessa história, que está demorando tanto e que parece muito longa”, disse Barlog.

“E dado onde a equipe está e onde [o diretor Eric Williams] está com o que ele queria fazer, eu pensei, eu acho que podemos realmente fazer isso na segunda história.”

Cory Barlog fala sobre God of War e seu desejo de contar uma história completa

Desde o início, Barlog queria contar uma história sobre Kratos e Atreus – eles são o “núcleo do motor da história”, como ele disse. As complexidades que se originam desse relacionamento têm muito espaço para crescer, mas Barlog não queria ir muito longe.”

-- Publicidade --

“A complexidade se irradia, como ondulações em um lago. Poderíamos torná-lo um oceano e fazer com que essas ondulações percorram milhares de quilômetros. Mas isso é necessário e é benéfico, ou estamos sentindo como se você sabe o que e apenas espalhando para muito longe?” Barlog disse. “As ondulações ficam muito distantes e você meio que se perde um pouco o enredo.”

Ser capaz de condensar a história da saga nórdica de God of War em dois jogos é semelhante a como você pode se sentar e assistir a todos os filmes de “O Senhor dos Anéis” e sentir que foi contada uma história completa e que teve um começo e um fim estritos.

“Ser capaz de condensar e sentir a experiência que tive quando ganhei a caixa de edição estendida de O Senhor dos Anéis, e poder dizer que posso sentar e ter cerca de 13,5 horas dessa experiência assentindo-os, um depois de outro em consecutivo. Eu simplesmente achei isso fantástico. Incrível”, disse ele. “Então, para poder dizer, você poderia começar God of War 2018 e então jogar God of War Ragnarok e sentir que está absorvendo toda a história. É o que eu meio que quero que isso aconteça antes de meu filho entrar na faculdade”.

Barlog também disse que um arco de dois jogos para a saga nórdica de God of War também parecia certo para o que Eric Williams, o novo diretor, tinha em mente para o jogo. E enquanto Ragnarok é a parte final na saga nórdica, Barlog disse que planeja fazer um “grande respingo” com um projeto diferente como seu próximo jogo, embora não tenha compartilhado nenhum detalhe. Você pode ver a entrevista completa no canal Kaptain Kuba.

Cory barlog fala sobre god of war
O fim da Saga de Kratos entre os nórdicos

Encare O Ragnarök

Três anos depois dos acontecimentos do jogo anterior, o Fimbulwinter (um período de “três invernos sucessivos, sem nenhum intervalo de verão”) está chegando ao fim e está profetizado que o Ragnarök começará assim que o Fimbulwinter terminar. Atreus, ainda se recuperando das revelações do jogo anterior e em busca respostas sobre sua identidade como Loki, bem como uma maneira de evitar que o Ragnarök aconteça.

-- Publicidade --

Para descobrir a verdade, Kratos e Atreus começaram a procurar por respostas, em busca do deus da guerra nórdico Týr, que anteriormente se acreditava estar morto. Enquanto atravessa os nove reinos, a dupla deve enfrentar novas ameaças, incluindo Thor, o enfurecido deus do trovão, e Freya, sua ex-aliada que busca vingança após a morte de seu filho Baldur nas mãos de Kratos.

God of War Ragnarök chega em 2022 para PlayStation 4 e PlayStation 5.

Agora, deixe nos comentários: O que você achou da resposta do diretor? Você está empolgado para o jogo? Aproveite e leia mais notícias no nosso site.

Fonte: Kaptain Kuba

-- Publicidade --
Avatar of paulo fabris

Paulo Fabris é um jornalista, escritor, RPGista, gamer, cosplayer, nerd e fã de animes desde a época da TV Manchete.