Desenvolvedores de Jogos NFT se Unem para Voltar ao Steam

Desenvolvedores de jogos e a fundação Fight for Future pedem que a Valve reverta a decisão de banir os jogos de criptomoedas

Falamos recentemente sobre a Valve, dona da Steam, ter banidos jogos NFT (aqueles que dão criptomoedas) de sua plataforma e, apesar de a Epic estar de braços abertos para recebê-los, alguns ainda preferem a Steam como forma de alcançar os jogadores. Um grupo de 29 desenvolvedores de Jogos NFT e grupos de defesa de tecnologia, incluindo a organização sem fins lucrativos Fight For the Future, com foco em direitos digitais, está pedindo à Valve para reverter sua proibição de jogos de blockchain no Steam.

Em uma carta aberta, eles escrevem: “No espírito da visão pioneira [do Steam], pedimos que você dê uma chance a essa tecnologia em rápido crescimento.” Essa tecnologia foi “mais ou menos” banida do Steam no início deste mês, quando a Valve adicionou uma regra que proíbe aplicativos que “emitem ou permitem a troca de criptomoedas ou NFTs.” A Valve não explicou publicamente o motivo da decisão, mas de acordo com o desenvolvedor do jogo Age of Rust, a SpacePirate, a Valve não quer “itens que podem ter valor no mundo real” no Steam.

Leia Também:
Gosta de pôquer e criptomoedas? Conheça Polker
34 melhores jogos para ganhar criptomoedas
Criptokitties, conheça os gatinhos que valem dinheiro
Guia para iniciantes de Axie Infinity
Jogos parecidos com Axie Infinity

Desenvolvedores de jogos nft

O que dizem os Desenvolvedores de Jogos NFT?

Na carta, os desenvolvedores do NFT caracterizam a decisão da Valve como uma mudança de política, observando que foi uma das empresas pioneiras na venda e comercialização de itens digitais, que incluem skins de armas Counter-Strike e cartões comerciais Steam.

A Valve é reconhecida por sua disposição em experimentar e inovar, não só com seus jogos, mas com a própria plataforma Steam”, diz a carta. E eles seguem:

-- Publicidade --

Considerados os pioneiros por mudar a forma como os jogadores vendem e trocam itens de jogos digitais há mais de uma década, a Valve provavelmente entende o impacto que um meio mais concreto facilitaria. No espírito dessa visão pioneira, pedimos que você dê uma chance nisso rapidamente tecnologia em crescimento: lembre-se de suas raízes, deixe a indústria provar que é uma contribuidora positiva para o ecossistema geral de jogos e reverta sua decisão de proibir uma categoria inteira de software da plataforma Steam.”

O CEO da SpacePirate, Chris LoVerme, argumenta que “o futuro dos jogos são os ativos descentralizados de propriedade do jogador, onde os jogadores são valorizados por seu tempo e esforços despendidos no jogo.”

Você pode ler a carta aberta publicada no site da Fight for Future na íntegra aqui.

O que são os NFT?

Os NFTs, ou “Token não fungível” são, essencialmente, ‘recibos’ únicos que indicam a propriedade de alguma coisa digital, como uma imagem ou, possivelmente, um item de videogame, como uma espada ou um personagem. Eles geralmente são adquiridos com Ethereum, a tecnologia de criptomoeda que, de maneira controversa, requer uma grande quantidade de capacidade de computação e, portanto, uma grande quantidade de consumo de energia prejudicial ao meio ambiente para funcionar.

Até agora, os NFTs parecem ter beneficiado principalmente os que já são ricos e influentes, e atraíram muitos atos ilícitos em pouco tempo. Um jogo foi pego usando arte roubada e vimos pessoas roubadas de milhões de dólares.

-- Publicidade --

Os jogos NFT extrapolam a noção dos jogadores de “propriedade” nos jogos, como a carta afirma, para itens exclusivos do jogo que teoricamente poderiam ser vendidos por dinheiro real ou transferidos para outros jogos.

A exclusividade é o fascínio, mas agora, parece pura fantasia. Personagens, skins e armas únicos não surgem do nada; os desenvolvedores precisariam criá-los e colocá-los nos jogos exatamente como já fazem. The Six Dragons, um jogo de um dos co-signatários da carta, promete que “os jogadores realmente possuem seus ativos de jogo, pois podem negociá-los livremente com outros jogadores, vendê-los por valor no mundo real e usá-los em diferentes universos do jogo”. Quais universos de jogo? Não diz.

Muitos jogos de blockchain também prometem que os jogadores lucrarão ao jogá-los, e vários dos co-signatários da carta apresentam seus jogos como “jogue para ganhar”. Em sites oficiais, o foco na propriedade e na obtenção de dinheiro geralmente é o centro das atenções, fazendo com que se pergunte por que alguém quereria jogar os jogos em primeiro lugar. “Ganhe dinheiro, salve o mundo”, diz o slogan do MyMetaverse, um site que é composto principalmente de marcadores de posição.

Temos uma lista com vários jogos de criptomoedas em que você pode ganhar algum valor em moedas digitais ou comprar NFTs, sejam eles monstrinhos, gatos ou outras coisas, e usá-los para “farmar” criptomoedas diversas em seus jogos, como Axie Infinity, Cryptocats ou Polker.

Agora, só resta a Valve se posicionar a respeito da decisão e voltar atrás ou manter o banimento dos jogos de NFT. Alguns, como o game House Party, continuam na Steam apesar de ter a possibilidade de criar e vender imagens NFT que os jogadores podem comprar e negociar. Enquanto isso, a Epic ainda está de braços abertos aos jogos NFT.

-- Publicidade --

Fonte: Fight For the Future

Avatar of paulo fabris

Paulo Fabris é um jornalista, escritor, RPGista, gamer, cosplayer, nerd e fã de animes desde a época da TV Manchete.