DUX, startup brasileira de Web 3.0, lança Dubdogz no metaverso  

DUX, maior comunidade de criptojogos da América Latina, anunciou uma parceria com o Dubdogz, uma das principais duplas de música eletrônica do Brasil, com o objetivo de inserir os artistas dentro do metaverso. Para tornar isso realidade, a empresa que nasceu como uma guilda de NFT Games e hoje é uma startup com ações voltadas para a Web 3.0, adquiriu um terreno na plataforma The Sandbox onde, junto com o estúdio de arquitetura Shift, vem desenvolvendo uma cenografia e assets únicos, além de avatares para a dupla. Na superfície, o espaço é idêntico a um show sunset na praia, contudo, os desenvolvedores prometem surpresas no subsolo.

A iniciativa nasce com o objetivo de posicionar a empresa como um hub de soluções de Web 3.0 para artistas e celebridades que querem entrar neste novo universo. “Nós sabemos que a beleza do metaverso é não só promover uma experiência social, mas também gameficada.

Dubdogz no metaverso
Dubdogz

Queremos trazer para os fãs algo único, onde eles possam não só usufruir da vibe de um show ao vivo, mas também interagir com seus artistas favoritos, caçar easter eggs, realizar missões, encontrar passagens secretas, encarar desafios e minigames. Já para a primeira atualização, pretendemos inserir um subsolo cyberpunk onde os jogadores poderão fazer uma batalha com espadas e escudos, embalados pela trilha sonora do Dubdogz. Com essa nova ação, ampliamos nossas frentes de atuação e oferecemos novas soluções para todos que querem fazer parte desta revolução”, afirmou Luiz Octavio Gonçalves Neto, fundador e CEO da DUX. 

O desenvolvimento do território do Dubdogz é apenas o primeiro passo de um projeto maior que contempla ainda o lançamento de uma linha de NFT’s exclusivos, temporadas gameficadas com atualizações deste espaço, com novos andares subterrâneos e o lançamento de um videoclipe inédito gravado dentro do metaverso. 

Segundo Marcos e Lucas Ruback, os gêmeos que forma a dupla do Dubdogz, a parceria com a Dux abre novas fronteiras para a dupla que busca novas formas de se conectar com seus fãs: “Temos acompanhado toda esta revolução dentro deste novo universo que é a Web 3.0 e sentimos que este é o momento de marcar nossa presença, não só pela gente, mas principalmente para que nosso público possa continuar curtindo nosso trabalho por lá”, comentou Marcos Ruback. Já Lucas completou, “É uma evolução natural para todos que trabalham no meio do entretenimento, produzindo conteúdo, como uma forma de buscar estar onde seu público está, sempre levando para ele novas experiências, que completem sua experiência junto com a nossa música”.

Essa é uma parceria firmada pela DUX, que recentemente recebeu um aporte de R$ 10 milhões de alguns dos principais fundos de Web 3.0 do mundo. Além de um hub de solução da Web 3.0, a empresa também conta com a maior guilda e scholarship do game Axie Infinity na América Latina, com US$ 1 milhão em investimento e mais de 5 mil Axies, personagens NFT do jogo, concedidos ao time de quase 2 mil jogadores.

Para saber mais sobre a DUX, acesse suas redes sociais: InstagramLinkedIn e Twitter.

Sobre a DUX

Fundada em 2021, em Juiz de Fora (MG), é a maior comunidade de criptojogos da América Latina. Atua nos segmentos de investimento, pesquisa e educação para blockchain games, criando um ecossistema que facilita a entrada de pessoas na Web 3.0. É a primeira empresa latino-americana a receber investimento da Old Fashion Research, um fundo de R$ 7 milhões, e uma das primeiras a receber investimento da Animoca Brands, no valor de R$ 3 milhões. A DUX também é parceira da sul-africana Crypto University e sua guilda Mamba Gaming Universe. 

Fale conosco nos comentários e diga se curtiu essa novidade e aproveite para ler mais notícias no nosso site.

Avatar of paulo fabris

Paulo Fabris é um jornalista, escritor, RPGista, gamer, cosplayer, nerd e fã de animes desde a época da TV Manchete.