Matt Sophos Responde a Reclamações sobre Angrboda

Insatisfeitos com a aparência de Angrboda e Thor falam o que quer e ouvem o que não querem de Matt Sophos, o Diretor Narrativo de God of War: Ragnorok

Apesar de a maioria dos fãs estarem empolgados em ver o novo jogo de God of War: Ragnarök, apresentado durante o PlayStation Showcase no início desta semana, alguns incels jogadores recorreram à internet para reclamar da aparência de alguns dos personagens. Entre eles, Thor e, surpreendendo zero pessoas, Angrboda (que a maioria deles nem sabia quem era por nunca ter aparecido nos filmes do Thor).

Eles estão reclamando do visual de Thor, já que ele é um ruivo gordo e musculoso em vez do loiro de corpo de modelo como o ator Chris Hemsworth, com quem essas pessoas estão acostumadas. Aparentemente, eles não querem ver um “Thor gordo” (que foi um sucesso em Vingadores: Ultimato), apesar do fato de que esta nova representação é, na verdade, muito mais fiel aos mitos nórdicos do que a representação da Marvel.

Além de Thor, alguns incels fãs também reclamaram sobre como o personagem Angrboda, que no jogo será uma garota negra, em vez de branca. Parece que as pessoas estão fazendo um “mimimi” sobre como os negros não existem nos mitos nórdicos e, portanto, a personagem deveria ser branca.

Matt Sophos Entra na Discussão e Acaba com Ela

Em uma postagem recente no Twitter da cosplayer Alanna Smith, ela mencionou seu entusiasmo em fazer cosplay de Angrboda em breve. Como algumas pessoas não tem vida própria, alguém comentou: “Não entendo por que uma pessoa negra?” Em resposta, ela disse: “Porque os negros existem”, ao que outra pessoa tinha que dizer, “não na mitologia nórdica, senhora”.

Felizmente, foi nessa hora que o Diretor Narrativo de God of War: Ragnarök, Matt Sophos, entrou na discussão para botar essas crianças em seu lugar. Ele respondeu ao comentário de que os negros não fazem parte da mitologia nórdica com o seguinte: “Eles também têm anões azuis na mitologia nórdica? Loki era filho de um semideus grego? Por favor, mostre-me nos Eddas onde diz que todos os Jötunn (os gigantes do gelo) eram brancos como lírio? Deixe-me economizar seu tempo… você não pode. Eu os li.”

A discussão continuou com o “butthurt” respondendo com pontos mais irrelevantes, mas Sophos fechou essa discussão com sucesso, esperançosamente junto com muitos outros que estão ofendidos pela existência de uma pessoa negra no jogo de God of War: Ragnarök. Parece que há um grupo de jogadores por aí que busca motivos para ficar enchendo o saco, mas Angrboda está aqui para ficar, então é melhor eles se acostumarem com isso.

Destaque para o tuíte do usuário Gaurav sobre a resposta de Matt Sophos para a criança chorosa com a presença de Angrboda:

Afinal, quem é Angrdoba

Nos mitos nórdicos, Angrboda é uma Jotun (Gigante) e a primeira esposa de Loki. Na mitologia nórdica, Angrboda (Angurboda, Angerboda, significado “Aquela que traz a tristeza”) é uma giganta, amante do deus Loki e cultuada como a deusa do medo, devido aos seus monstruosos filhos. Ela era forte, poderosa e determinada, conhecida como “A Guardiã de Járnvid (Floresta de Ferro)”. Entre os filhos do casal estão o lobo Fenrir, a serpente de Midgard, Jörmungand, e a governante do mundo dos mortos, Hel (ou Hela).

Matt sophos
“Não gostou? Problema seu”

Encare o Ragnarök

Três anos depois dos acontecimentos do jogo anterior, o Fimbulwinter (um período de “três invernos sucessivos, sem nenhum intervalo de verão”) está chegando ao fim e está profetizado que o Ragnarök começará assim que o Fimbulwinter terminar. Atreus, ainda se recuperando das revelações do jogo anterior e em busca respostas sobre sua identidade como Loki, bem como uma maneira de evitar que o Ragnarök aconteça.

Para descobrir a verdade, Kratos e Atreus começaram a procurar por respostas, em busca do deus da guerra nórdico Týr, que anteriormente se acreditava estar morto. Enquanto atravessa os nove reinos, a dupla deve enfrentar novas ameaças, incluindo Thor, o enfurecido deus do trovão, e Freya, sua ex-aliada que busca vingança após a morte de seu filho Baldur nas mãos de Kratos.

God of War Ragnarök chega em 2022 para PlayStation 4 e PlayStation 5.

Agora, deixe nos comentários: O que você achou da resposta do diretor? Você está empolgado para o jogo? Aproveite e leia mais notícias no nosso site.

Fonte: The Gamer

Avatar of paulo fabris

Paulo Fabris é um jornalista, escritor, RPGista, gamer, cosplayer, nerd e fã de animes desde a época da TV Manchete.