Netflix terá games no catálogo

Serviço de streaming de filmes e séries pretende adicionar jogos a seu catálogo de serviços e já começou a se movimentar para isso

-- Publicidade --
Netflix terá games

A notícia de que a Netflix terá games no catálogo começou a circular em maio desse ano, mas agora, parece que isso se tornou um pouco mais real. De acordo com a Bloomberg a Netflix está planejando adicionar jogos ao seu serviço de assinatura em algum momento de 2022 e contratou Mike Verdu, ex-EA e Facebook / Oculus, como “vice-presidente de desenvolvimento de jogos”.

Tal notícia não apenas indica que a plataforma pretende ter games em sua lista de serviço como certamente implica que a Netflix está procurando criar seus próprios jogos em vez de apenas licenciar outros (embora, como faz com o atulamente, provavelmente fará as duas coisas de qualquer maneira).

“A ideia é oferecer videogames na plataforma de streaming da Netflix no próximo ano”, diz a notícia, ao mesmo tempo em que informa que “a empresa atualmente não planeja cobrar mais pelo conteúdo.”

Embora isso possa inicialmente parecer uma jogada estranha para uma empresa que fez seu nome com filmes e TV, faz muito mais sentido quando você considera que a Netflix é uma empresa de mídia que se vê em guerra não apenas com o Amazon Prime e Disney Plus, mas com qualquer pessoa que esteja tentando vender conteúdo reproduzido na TV da sala de estar.

Netflix terá games, filmes e mais oquê?

Os executivos da Netflix sem dúvida estão olhando para o crescente sucesso da Microsoft com a plataforma Game Pass e pensando, sim, “isso é algo que nós também poderíamos estar fazendo e ganhando milhões / bilhões”, assim como a Amazon fez (mais ou menos), e assim como o Google fez (não muito bem)

Porém isso pode não ser uma notícia tão boa para nós, jogadores de videogame. Segundo o site, Gamasutra, por exemplo, o Google está prestes a começar a dar aos desenvolvedores um bônus com base em quanto tempo as pessoas jogam seu jogos. Pode ser assim que as séries de TV são avaliadas, mas não é assim que os videogames funcionam, e isso poderá fazer com que os produtores de games comecem a fazer jogos que enrolem o jogador a ficar longas horas na frente deles em vez de oferecer uma história mais focada e impactante.

Netflix terá games no catálogo | ee9a7010 | married games notícias, tecnologia | electronic arts, netflix, streaming | netflix terá games
Será que a Netflix aguenta?

Ou ainda surja um boom de jogos como serviço que te obrigam a fazer quests infinitas e repetitivas para que você gaste horas jogando apenas para ganhar migalhas de recompensas. De qualquer forma, corremos o risco de seguir nessa direção, dadas as métricas que a Microsoft deve ter conseguido com o Game Pass e que o Google também teria considerado implantar essa política em primeiro lugar, mas com a Netflix entrando em ação apenas parece de alguma forma ainda pior, dada a obsessão da própria empresa por “horas assistidas” e sua crueldade em matar programas pra não tenham audiência o bastante.

Ainda não sabemos em qual direção a Netflix pretende seguir e nem qual será o modelo de negócios deles. Além disso, será que a plataforma está preparada para aguentar uma grande quantidade de jogadores ao mesmo tempo em seus servidores? Afinal, assistir a um filme você está apenas recebendo dados passivamente na sua tela. Jogar obriga uma troca de informações constantes que, se não forem feitas no tempo correto causaram apenas a frustração dos jogadores!

Agora, deixe aí nos comentários. Vocês gostaram da ideia de que a Netflix terá games no catálogo? Acham que será uma coisa que pode prejudicar os jogos a longo prazo? E a contratação de alguém da EA é algo positivo ou não? Aproveitem para ler mais notícias no nosso site.

Fonte: Kotaku

Avatar of paulo fabris

Paulo Fabris é um jornalista, escritor, RPGista, gamer, cosplayer, nerd e fã de animes desde a época da TV Manchete.