NotíciasPCPlataformasPlaystationSteamSwitchXbox

Sinking City: Produtora remove jogo de lojas e acusa publisher de não pagarem royalties

O jogo The Sinking City é um jogo de investigação que é baseado e inspirado na obra de H.P. Lovecraft, a Frogwares, desenvolvedora do jogo, foi nesta terça-feira a público explicar o motivo do jogo estar sendo removido das lojas virtuais nas quais está disponível.

Confira também: Guild Wars 2: Jogo chegará a Steam

Segundo a Frogwares, a remoção aconteceu devido a uma ação judicial da empresa contra a Nacon, distribuidora do jogo, que foi acusada de irregularidades nos pagamentos à desenvolvedora. De acordo com a Frogwares, o seu acordo com a Nacon iria garantir à publisher os direitos da comercialização do título nas plataformas: Playstation 4, Xbox one, Steam e Epic Games Store, em troca de pagamentos para a produção do The Sinking City.

Porém, alguns problemas começaram durante o desenvolvimento do jogo, quando a Frogwares afirma que a Nacon teria atrasado constantemente os pagamentos à empresa, mesmo com todas as metas de produção sendo atingidas; e a situação teria ficado ainda mais complicado pela publicadora ter se recusado a compartilhar informações sobre as expectativas de venda do jogo ou sobre outros acordos de venda já fechados.

Depois do lançamento, os problemas com o Sinking City continuaram

E após o lançamento do jogo, acordos foram cancelados retroativamente pela publicadora Nacon, e os royalties das vendas do Sinking City foram negados a Frogware. Ainda segundo a Frogware, a Nacon também removeu o logo da empresa de produtos promocionais do jogo, tentando mascarar que a a produtora teria feito parte do jogo. Portanto, a Frogware entrou com uma ação judicial de 1 milhão de euros em royalties contra a Nacon, além da reincidência do contrato.

Sinking City: Logo

Dadas essas violações, obstáculos contínuos e falta de vontade de cooperar, o último recurso da Frogwares foi solicitar a remoção de The Sinking City de todas as lojas remanescentes para, pelo menos, interromper quaisquer vendas futuras indo para a Nacon“, informou a produtora em uma postagem em seu site oficial.

O jogo continua disponível para Nintendo Switch e Origin, que são plataformas com acordos diretos e tem free DRM.

Lucas Votto
O autorLucas Votto
Redator
Estudante de Jogos Digitais e aspirante a programador. Viciado por jogos de LEGO e estratégia.

Deixe uma resposta