Burn-in OLED: como fazer manutenção para evitar esse problema

Os displays OLED requerem um pouco mais de cuidado e atenção do que os monitores LED-LCD. Compostos orgânicos dentro do painel significam que esses displays são suscetíveis a burn-in e danos causados ​​pelo calor de uma forma que outros tipos de monitores não são.

Aqui estão algumas dicas sobre como cuidar de sua nova TV e evitar o burn-in OLED.

Burn-in oled

Como evitar o burn-in OLED?

“Burn-in” é outro nome para retenção de imagem permanente, onde um padrão fica preso na tela permanentemente. Isso é causado pelo desgaste desigual dos pixels, onde os compostos orgânicos dentro do painel se desgastam mais rapidamente do que os que os cercam.

-- Publicidade --

A retenção permanente da imagem é um processo cumulativo. Isso significa que assistir a mesma imagem por 1.000 horas seguidas terá o mesmo efeito que exibir a mesma imagem por uma hora por dia durante 1.000 dias. A gravação geralmente leva centenas, senão milhares de horas para aparecer.

A maneira mais fácil de evitar o burn-in OLED é evitar a exibição de elementos estáticos na tela por longos períodos. Isso inclui banners de “notícias de última hora” em canais de notícias contínuas, barras de saúde e outros elementos de HUD relacionados a videogames (conforme ilustrado abaixo) ou o logotipo do “YouTube” que sempre aparece na mesma parte da tela quando você inicializa o aplicativo.

Burn-in oled: como fazer manutenção para evitar esse problema | a034c9e7 burn in em jogos | married games tecnologia, dicas/guias | lg, oled, samsung, tecnologia, tv | burn-in oled

É outro motivo pelo qual as telas OLED, apesar de bonitas, não são displays de computador ideais. Quer esteja usando macOS, Windows ou Linux, você terá os mesmos elementos estáticos na tela todos os dias. O mesmo pode ser dito de um jogo que você joga todos os dias durante meses ou anos a fio, ou de um canal de notícias que você pode deixar em segundo plano.

Se você consumir uma variedade de conteúdo, provavelmente nunca verá o burn-in OLED. Se você é o tipo de pessoa que joga videogame por algumas semanas e depois passa para a próxima, também está relativamente seguro. Se você deseja desligar a TV em vez de deixá-la em uma interface estática, não precisa se preocupar.

Esteja ciente de seu uso, mas não obsessivo. Você não gastou todo esse dinheiro em uma TV para não aproveitá-la, e as TVs OLED já percorreram um longo caminho desde meados da década de 2010, quando muitas proteções contra burn-in ainda não existiam.

-- Publicidade --

Você deve comprar garantia extra por conta do burn-in OLED?

A retenção permanente de imagem geralmente não é coberta por uma garantia padrão, com a principal exceção sendo os painéis “OLED evo” da LG encontrados em 2021. Com isso em mente, a LG é conhecida por substituir os painéis desenvolvidos gratuitamente ou a um custo reduzido, portanto, sua quilometragem pode variar.

Sendo assim, se você quiser comprar uma TV com essa tecnologia, experimente e compre a Smart TV 55″ 4K OLED AI ThinQ, da LG, que atenderá todos os requisitos de sua jogatina e o que você quiser assistir, além de conseguir controlar sua casa inteligente sem sair do sofá ou da cama.

Alguns varejistas oferecem proteção adicional por uma taxa, mas você deve verificar se o plano que está adquirindo cobre explicitamente o burn-in OLED antes de comprar.

Esteja ciente de que algumas jurisdições (como a UE) oferecem mais do que a garantia limitada padrão de um ano vista em alguns lugares. Outros podem ter garantias ao consumidor (como na Austrália), que cobrem você por mais tempo do que o processo de garantia padrão.

-- Publicidade --

O que pode prevenir o burn-in OLED?

Você deve habilitar todas as proteções de burn-in OLED existentes em sua TV. Por exemplo, se você tiver uma LG OLED, pode definir “Ajuste de luminância do logotipo” para “Alto” ​​para escurecer as áreas estáticas da tela. Esta é uma configuração agressiva, mas funciona e é ideal se você joga muitos jogos em sua TV.

Burn-in oled: como fazer manutenção para evitar esse problema | 56351a8f prevenir burn in | married games tecnologia, dicas/guias | lg, oled, samsung, tecnologia, tv | burn-in oled

Confira também:

TV Para Jogos Em 2021: Tudo O Que Você Precisa Saber

-- Publicidade --

O deslocamento de pixel é outro recurso encontrado em muitos modelos OLED. Isso muda a imagem na tela para que diferentes pixels sejam usados, espalhando o desgaste por uma área de pixels mais ampla. Sua TV provavelmente também terá um protetor de tela que entra em ação após um curto período, embora esteja ciente de que isso se aplica apenas a aplicativos e menus do sistema (em vez de entradas HDMI como um painel de console de jogo).

A maioria dos principais consoles também oferece uma configuração de escurecimento da tela, que reduz o brilho para evitar o burn-in OLED. Você pode encontrar essas configurações no PlayStation 5, na maioria dos modelos do Xbox e no Nintendo Switch. Você precisará fazer isso manualmente se estiver usando um PC com sua TV OLED.

Alguns jogos permitem que você desabilite os elementos do HUD ou habilite a transparência do HUD, o que pode ajudar a reduzir as imagens estáticas.

Fique atento onde você instala sua TV

O posicionamento da sua TV é importante. Uma das principais razões pelas quais os displays OLED não conseguem ficar tão brilhantes quanto os LEDs é devido ao calor que eles geram. Muito calor pode degradar os componentes orgânicos do painel, causando danos e o burn-in OLED.

-- Publicidade --

Você deve se certificar de que sua TV tem resfriamento adequado, especialmente durante o uso. Evite colocá-lo muito perto de aquecedores ou paredes e certifique-se de que haja um bom fluxo de ar na parte traseira da unidade. Limpe as aberturas regularmente com um pano seco ou espanador para evitar o acúmulo de poeira, que pode afetar a dissipação de calor.

Burn-in oled: como fazer manutenção para evitar esse problema | 9dd5d1eb coloque sua tv no lugar correto | married games tecnologia, dicas/guias | lg, oled, samsung, tecnologia, tv | burn-in oled

Você também deve evitar expor a frente do painel à luz solar direta. Isso vale para a maioria dos displays, mas é especialmente importante para uma TV OLED, uma vez que os compostos orgânicos usados ​​no painel correm o risco de serem danificados pelos fortes raios ultravioleta.

Atualmente, um dos melhores modelos com essa tecnologia é a Smart TV 55″ 4K, da Samsung, que, além de ser enorme, conta com a tecnologia de imagem de última geração da empresa, a Crystal UHD, que tornará sua experiência em uma TV excepcional.

Smart TV 55" 4K Samsung UN55TU8000GXZD, Crystal UHD, Borda Infinita, Alexa Built In, Visual Livre de Cabos, Modo Ambiente Foto, Controle Único
  • Tela: Resolução 3.840 x 2.160, 4K Ultra HD, Frequência da tela 60Hz, Bordas Infinitas, Clear Motion Rate 120,
  • Funcionalidade: Sistem Operacional Tizen, Processador Crystal 4K UHD, Assistente Bixby e Alexa Built In, Espelhamento do Smartphone para TV, Comando de Voz, HDR 10+, HLG, HDR Premium, PQI 2.100, Micro Dimming
  • Áudio: Dolby Digital Plus, Tipo de Alto-Falantes 2.0 canais, Multiroom Link, Modo Ambiente, Modo Game,
  • Conexões: 3 HDM, 2 USB, 1 Entrada composto (AV), 1 Ethernet (LAN) , 1 Saída de Áudio Digital Óptica , 1 Entrada de RF
  • Inclui Controle Remoto Único da Crystal UHD

Com que frequência você deve fazer a atualização de pixel?

A maioria dos displays OLED usa um programa de atualização de pixels para manter o painel em bom estado. Isso funciona verificando e ajustando os valores de voltagem para cada pixel, efetivamente “nivelando” o desgaste no painel. A maioria, senão todas, das TVs OLED modernas incluem a opção de executar uma atualização de pixel manualmente.

Não há necessidade de iniciar uma atualização de pixel na maioria dos casos. A clara exceção a isso é quando você é aconselhado a fazer isso por um técnico, por exemplo, se sua TV apresentar uma falha. Diferentes fabricantes têm diferentes abordagens, mas a maioria gerenciará esse aspecto da integridade do painel para você.

-- Publicidade --

Confira também:

Por exemplo, as TVs LG executam um curto ciclo de atualização de pixels a cada quatro horas de uso contínuo. A cada 2.000 horas, as LG OLEDs executam um ciclo mais longo, semelhante a iniciar manualmente um ciclo você mesmo.

De acordo com a Sony, sua função de “atualização do painel” “pode afetar a vida útil do painel” e, portanto, a empresa não recomenda fazer isso mais de uma vez por ano.

Desconectar a TV da tomada impedirá que esses ciclos sejam executados, portanto, certifique-se de deixar a TV no modo de espera.

-- Publicidade --

As atualizações de software

Sua TV receberá atualizações de software via OTA, como a maioria dos dispositivos modernos à internet. Essas atualizações não apenas corrigem bugs e melhoram o desempenho, mas também, geralmente apresentam recursos totalmente novos. Às vezes, eles também apresentam problemas.

As atualizações também podem apresentar bugs e problemas. O firmware lançado no início de 2021, para algumas TVs LG OLEDs, também introduziu um bug que reduzia o brilho no modo de jogo, com a correção chegando algumas semanas depois por meio de outra atualização.

Se você estiver satisfeito com a forma como sua TV está operando e notar que uma atualização está disponível, você pode pesquisar na web para ver se algum outro proprietário teve problemas com o novo software. É impossível (ou difícil) reverter uma atualização depois de aplicá-la, então você terá que conviver com quaisquer bugs até que a correção chegue (o que pode levar semanas ou meses).

Como você move sua TV?

O problema de mover a TV com segurança é uma preocupação para todos os tipos de painel (principalmente à medida que os tamanhos ficam maiores), mas os modelos OLED são particularmente frágeis. A LG se vangloria de seu design de painel chocantemente fino na série C, que é uma peça impressionante em sua sala de estar, mas pouco contribui para a rigidez.

-- Publicidade --

A maneira mais fácil de transportar sua TV é na caixa em que ela veio. Se houver espaço, guarde sempre a embalagem original, de preferência com os protetores de espuma ou poliestireno. Manter essas inserções é útil, pois você pode apoiar a TV voltada para baixo sobre elas enquanto instala ou remove o suporte.

Se você se livrou de sua caixa e é hora de mudar, você pode comprar caixas de reposição que devem permitir que você faça o trabalho com segurança.

Aproveite sua TV

Muitas pessoas preferem TVs OLED por sua taxa de contraste superior, tempos de resposta de pixel quase instantâneos e recursos de jogos de última geração, como painéis nativos de 120 Hz e suporte para VRR para suavizar quedas de desempenho. De acordo com o conselho acima, possuir um OLED não deve exigir muita manutenção na maioria dos casos.

Ainda está em dúvida sobre qual TV você quer? Confira nosso guia para comprar uma TV para garantir que você faça a escolha certa.

-- Publicidade --

Relacionado

Como criar um site grátis?

Você sabe como criar um site grátis, onde você pode selecionar templates deixando tudo muito bonito e simples? Não? Pois fique sabendo que não falta são sites especializados em criar outros sites para você não gastar nada (a não ser que queira) e com nada de experiência em designs e montagem de websites. Sites como…

Continue Lendo Como criar um site grátis?

Avatar of denner perazzo

Jornalista, 26 anos. Apaixonado pelo que faço e sobre o que escrevo.