Análises

Through the Darkest of Times Review / Analise

Visualizações
Married Games

Through the Darkest of Times

Through the Darkest of Times – Primeiramente, eu tenho que reforçar que falar desse jogo é algo difícil; pois tudo que ele nos trás é bem pesado e pessoas facilmente impressionáveis tendem a se sentir mal em diversos momentos da narrativa desenvolvida pela Paintbucket Games; que foi lançada agora no dia 30 de Janeiro de 2020 para PC e MAC.

O jogo fala sobre os eventos; e sobre o peso do Nazismo e todos os pesos que a guerra trouxe para a vida das pessoas que foram afetadas diretamente.

Se Hitler invadisse o Inferno, eu cogitaria de uma aliança com o Demônio.

SIR WINSTON CHURCHILL
Through the Darkest of Times

A Historia

Berlim, Janeiro de 1933 e recebemos uma mensagem que mudou o mundo “Adolf Hitler é Chanceler”. Isso já move nosso protagonista e dois parceiros a criar a revolução. A resistência contra o regime nazista para salvar o povo e poder tornar seguro o local onde vivem sem nenhum tipo de preconceitos.

A Historia é algo que escolhemos

Conforme vamos jogando o titulo, somos confrontados por diversas escolhas que irão definir muito sobre o andamento do jogo e seus possíveis desfechos.

Como exemplo, citarei um acontecimento do meu proprio gameplay, pois acho que isso ilustra bem o que vivenciaremos durante a “jornada”.

Meu protagonista estava retornando a sua residencia em sua bicicleta, era noite e estava muito frio. Conforme eu avancei pelas ruas noturnas de Berlim me deparei com três oficiais nazistas fazendo pressão contra um senhor idoso que aparentemente era um judeu.

O jogo me deu duas escolhas: Confrontar os guardas em defesa do idoso ou seguir meu caminho para minha casa.

Nesse momento já nos encontramos com dilemas reais. Que poderiam acontecer com qualquer um nessa época.

Modos de jogo que influenciam a narrativa de Through the Darkest of Times

O jogo nos apresenta dois modos de jogo para escolhermos o que mais nos divertira. Um deles o “Story Mode” que nos permite voltar escolhas feitas ou retornar a checkpoints em caso de uma morte surpresa de nossa equipe. Este modo tem foco em quem quer vivenciar toda a historia com mais facilidade para chegar a conclusão com mais facilidade e menos pressão

E o “Resistance Mode” que foi o modo que escolhi onde nossas escolhas tem peso real; pois não podemos as refazer nenhuma delas e caso algum personagem morra o jogo apenas segue. A vida apenas segue.

O Resistance Mode me levou a momento reais de tensão em minha aventura. Quando algum dos meus aliados era percebido em uma missão de coleta de recursos ou em busca de novos membros eu realmente temia por suas vidas e no momento em que um foi pego pelo regime eu senti um pesar real por sua perda.

“Devo a minha vida ao vigia dos prisioneiros nazistas que me deixou fugir.”

ROMAN POLANSKI
Through the Darkest of Times

A Gameplay

O jogo tem uma ideia de gameplay baseada em turnos pela cidade onde devemos dividir nossos esforços para chegar a nossos objetivos.

Primeiramente, temos nossos esforços resumidos entre o protagonista e seus dois aliados que devem juntar fundos e patrocínio enquanto tentam ser discretos para não serem vistos pelo exercito nazista.

Conforme avançam as semanas vamos percebendo os avanços do exercito e a evolução da guerra, coisas que tornam maior o movimento do exercito em partes do mapa.

Through the Darkest of Times

Não deixe a peteca cair!

Uma das mecânicas do jogo é a de Moral. Todo inicio de semana temos uma subtração no nosso total de moral devido a pressão imposta pelo exercito.

Conforme terminamos uma semana somos levados a pagina de resumo de desempenho das nossas missões como grupo.

Missões bem sucedidas aumentam nossa moral e fazem com que possamos elevar o nosso time com grandes avanços que podem ser adquirir novos membros, um novo patrocinador da causa ou salvar alguém da cadeia. Essas coisas fazem com que nossa moral seja elevada

Caso falhemos em missões, sejamos vistos falando coisas contra o regime ou que sejamos mortos em ação, nossa moral vai sendo diminuída e com isso membros de nosso esquadrão podem começar a desistir.

Through the Darkest of Times

Existem Militares na area, cuidado!

Quando nossos personagens chegam em um local e são deparados com soldados o jogo nos da tres opções: “Lutar, se esconder ou fugir” e cada uma delas tem um peso diferente a partir do momento.

Lutar

Caso optemos por lutar podemos suprimir os soldados e faze-los se afastar da area para que possamos concluir nossa missão, mas ao custo de ser visto por um soldado e ser marcado como inimigo do regime

Ou ser derrotado e afugentado ou preso. O que ocasionaria um grande problema ao grupo com a perda e possivel morte de um compatriota.

Se esconder

No caso de tentarmos nos esconder podemos ter a chance de ser visto, mas ela é bem menor e tambem temos chance de devido a nos escondermos que não terminemos nossa missão.

Fugir

Fugindo não concluimos a missão que estavamos tentando, mas isso torna bem menor as chances de sermos vistos por oficiais do exercito.

A arte de Through the Darkest of Times

O jogo tem uma bela arte visual com imagens que aparentam ser feitas a mão, mas bem delineada dando foco aos olhos e expressões visuais de cada personagem. O jeito que o rosto deles mostra verdades sobre seus dizeres e pensamentos.

Também deixando tudo bem marcado no período, pois todos os textos são feitos com maquinas de escrever para mostrar o andamento geral da historia.

A pelo lado do som o jogo brilha com uma atmosfera que constrói momentos tristes com um primor elevadíssimo que realça com toda a ideia do jogo. O som mescla diretamente em momentos de tensão ou discussões dos personagens

E ai?

A experiencia de viver o Nazismo de perto pelos olhos de um revolucionário foi algo realmente diferenciado. Assim que iniciei minha historia e montei meu protagonista, ja me afeiçoei a ele e seus dois companheiros e a suas causas.

Conforme fui avançando na historia e fazendo minhas escolhas tive mais certezas de como está guerra foi um dos piores momentos da historia. Cada semana que eu avançava no jogo, mais apegado a meus companheiros eu estava a ponto de ficar com uma equipe desfalcada por diversas semanas, pois uma companheira saiu devido gravidez.

Em tempos de guerra um nascimento tem muita importancia, pois é trazer uma nova vida ao mundo que esta com diversas perdas.

O jogo tem um andamento muito bom para toda a sua narrativa e casa muito com todos os aspectos dela.

É uma historia que todos deveriam viver para que possamos aprender com o passado para não repeti-lo no futuro.

Geral da análise

Historia10
Gameplay8
Arte9
Falacomoflavio
O autorFalacomoflavio
Redator
Graduando de Marketing Digital, tentando ver as coisas sempre pelo maximo de lados o possível, colecionador de jogos antigos e novos

Deixe uma resposta


Receba uma vez por semana um resumão de noticias das mais populales.