Pesquisar
Close this search box.

Fanstation ingressa no universo dos NFTs e traz nomes como Emerson Fittipaldi e Túlio Maravilha

Com plataforma própria, empresa 100% brasileira inicia em 18 de agosto uma nova etapa na oferta de NFTs em experiências, artes e música, com previsão de faturamento de R$ 10 milhões até o final do ano

Fundada em 2019, a empresa brasileira Fanstation tinha como seu core business a oferta de experiências entre ídolos e fãs. Ainda em linha com essa ideia, no final de 2021, a empresa fez um amplo estudo sobre o mercado de NFTs — token não-fungível, registro digital com benefícios ou propriedade sobre um bem, digital ou físico — e decidiu reposicionar seu negócio e sua marca. Deu início, então, à sua jornada no universo dos NFTs, segmento em franca expansão, com a criação de uma plataforma própria de negociação, com a criptomoeda BITFAN. 

De acordo com Andréa Farias, COO da Fanstation, a decisão de reestruturar a Fanstation aconteceu também por conta dos resultados promissores apurados no mercado de NFTs em 2021. Naquele ano, o valor de todas as negociações foi de US$ 23 bilhões, cerca de R$ 130,1 bilhões, segundo pesquisa da startup DappRadar, que monitora em tempo real diversas plataformas blockchain. Esses dados estão próximos de serem superados em 2022, já que, de janeiro a abril de 2022, os NFTs movimentaram R$ 144 bilhões (US$ 30 bilhões), segundo pesquisa da Chainalysis.

Fanstation ingressa no universo dos nfts | blockchain, exchange, fanstation, nft, tecnologia | fanstation ingressa no universo dos nfts e traz nomes como emerson fittipaldi e túlio maravilha | bff7f88a imagem 2022 08 19 133944969 | notícias
Emerson Fittipaldi

“Nossa estimativa de faturamento para esse semestre é de R$ 10 milhões. O consumidor procura por novas oportunidades de investimentos em produtos, serviços e plataformas que possam aproximá-lo de seus ídolos, em linha com a tecnologia. Nosso intuito é que o consumidor e investidor entenda os NFTs como opções de longo prazo também”, observa Andréa.

“Queremos oferecer ao nosso público uma experiência de aproximação real com seus ídolos, com tecnologia, benefícios e oportunidades em contratos que consistem em ativos digitais com certificado de propriedade exclusivos”, afirma Alexandre Rapchan, CEO da Fanstation. 

As categorias de atuação da Fanstation no universo dos NFTs estão divididas em esportes, música, artes cênicas, artes visuais, autores e influencers. “Já fechamos parcerias com grandes nomes como Emerson Fittipaldi, Túlio Maravilha, Buchecha, MC Gui, Netinho de Paula, os pentacampeões Junior e Luizão, o técnico Joel Santana, o treinador Wilson Gottardo, os jogadores de futebol Kauan Basile e David Nogueira, a jogadora de basquete Alessandra Oliveira, o ex-atleta de basquete Gustavo Santos Lima (Gustavinho), o escritor Gravuni Antonio Vilmar e a Drag Tiffany que vai reverter parte dos NFT’s para a causa LGBTQIA+”, comenta. Andrea acrescenta que a Fanstation mantém negociações com outros importantes nomes famosos, clubes de futebol e escolas de samba que devem ser anunciados em breve.

Túlio Maravilha acredita que o lançamento de NFTs será uma forma de manter o legado da época vivo e proporcionar a troca de conhecimentos entre gerações. O jogador tornou-se ídolo do time carioca Botafogo após ser considerado um dos grandes responsáveis na conquista do Campeonato Brasileiro pelo time em 1995. Se referindo como da época do futebol ‘romântico e raiz’. “Precisamos acompanhar a experiência de tecnologia e mostrar o legado do futebol para a garotada atual. É a maneira de manter a história viva e apresentar o futebol romântico e raiz para aqueles que não puderam assistir ao vivo. Os papéis vão se inverter, antes os pais explicavam para os filhos e agora será o contrário. Vejo como uma oportunidade de gerar aproximação com a molecada”, declara o ídolo do futebol.

Fanstation ingressa no universo dos nfts | blockchain, exchange, fanstation, nft, tecnologia | fanstation ingressa no universo dos nfts e traz nomes como emerson fittipaldi e túlio maravilha | 0c5c6c7c imagem 2022 08 19 134021322 | notícias
Túlio Maravilha

Fabiano Veronezi, CEO da Fama Licensing, que agencia Emerson Fittipaldi, comenta: “para que o NFT tenha recorrência, será uma obrigação que seu comprador tenha algum retorno. Queremos oferecer um canal premium para o fã”, aponta Veronezi. Atualmente a agência tem no portfólio times de futebol como Grêmio e Atlético Mineiro, que estão em negociação com a plataforma e poderão anunciar os próprios lançamentos de NFT em breve. “É uma forma de retribuir aos fãs e oferecer mais um espaço de comunidade para que possam acontecer esses encontros”, acrescenta o CEO da Fama.

Já o dono de emblemáticas músicas brasileiras dos anos 90 como “Só Love” e “Quero Te Encontrar”, Buchecha, da dupla Claudinho e Buchecha declara: “a compra de NFTs cria uma relação mais próxima com os fãs pelo fato de que eles se tornam proprietários de tudo que você lança, desde as coisas mais simples até as mais elaboradas. Eles são sócios, o que torna tudo mais bacana e gera uma aproximação muito maior. Acaba indo muito além do que apenas negócios, estamos falando de afeto, de aproximação, empatia e carinho. Vai ser mais um nicho para manter essa boa convivência com os fãs e trazê-los para ainda mais perto”.

A partir das categorias determinadas, a Fanstation desenvolve os produtos com conteúdos exclusivos e toda a criação do storytelling para contar a história do NFT. Na próxima etapa, são realizadas a criação do NFT e a gestão dos contratos inteligentes. Por fim, é feita a ativação de uma comunidade com foco nas discussões do NFT. 

Como a plataforma funciona 

Para configurar sua carteira digital na Fanstation, o cliente precisa criar um perfil na plataforma. Com o perfil criado, o investidor poderá comprar a BITFAN, criptomoeda da Fanstation, e, por meio dela, conseguirá escolher seus produtos. A Fanstation atuará através de duas blockchains conhecidas, Ethereum, presente em todos os marketplaces importantes de NFT, e Avalanche. 

A partir da compra de um NFT, o proprietário começa a participar da gestão do token. É importante que o investidor fique atento também aos diferenciais oferecidos, como a possibilidade de atrelar os tokens a causas sociais e ambientais e reverter o lucro da venda para projetos com atuação nessas áreas. “A Fanstation terá produtos cuja parte da renda será revertida para causas ambientais. Este é um mercado abrangente e lucrativo, já que o NFT é um ativo digital que possibilita investimentos de longo prazo”, explica Andrea. 

Ela lembra que, entre os diferenciais oferecidos pela Fanstation, está a possibilidade de desenvolver ambientes e avatares no Metaverso, que têm sua propriedade atrelada a um NFT, criada pela empresa. “A chegada da Fanstation reforça ainda mais as possibilidades de crescimento desse setor, principalmente, no cenário nacional, já que toda plataforma foi desenvolvida pensando no público brasileiro. Somos uma empresa totalmente brasileira e a única no segmento de NFT’s que aceita pix”, acentua Andrea.

Sobre NFTs

Os NFTs são certificados digitais ou selos de autenticidade digital, modalidade que oferece aos investidores a propriedade de um ativo criado nesse formato, além de uma nova forma de interação do artista com o seu público. A autenticação acontece via blockchain, sendo que a maioria dos NFTs é registrado na blockchain da Ethereum, plataforma descentralizada, ou na Avalanche, plataforma blockchain de smart contracts. A comercialização dos NFTs é feita por meio de um contrato digital em que se estabelecem todos os termos em relação ao uso do NFT pelo comprador.

O investidor que quiser apostar em um lançamento musical, por exemplo, pode comprar uma cota do Direito Conexo (Direito de intérpretes, músicos executantes e produtores fonográficos) por um período estipulado em contrato, ou pode ser sócio de uma música já conhecida. Entre as inúmeras possibilidades oferecidas pelos NFTs também estão: clube privativo online com benefícios para compradores, como contato direto com o ídolo; leilão de memorabilia e itens históricos para investidores e fãs; cards digitais colecionáveis e cards com passe para shows e camarim; passe para eventos exclusivos; compra de produtos.

Sobre a Fanstation

A  Fanstation foi criada em 2019 com a proposta de ser um marketplace para aproximar fãs de seus ídolos, independente do segmento. No final de 2021, com o crescimento mundial do mercado de NFTs, a Fanstation decidiu reposicionar sua marca e estruturar um plano de negócios para o seu ingresso neste mercado. O objetivo da empresa é não só propiciar novas oportunidades para investidores, mas ampliar as opções de produtos para os fãs que procuram uma experiência mais imersiva com seu ídolo.

Hoje a plataforma negocia NFTs com a criptomoeda BITFAN, oferecendo aos fãs de esporte, música, arte e literatura a possibilidade de comprar de maneira segura diversos objetos e experiências ligadas ao seu ídolo. Entre as opções estão: encontros de fãs, itens autografados, memorabilia, cards colecionáveis, direitos sobre músicas, acesso a shows e clubes vip. 

Fale conosco nos comentários e diga se curtiu essa novidade e aproveite para ler mais notícias no nosso site.

BioWare abraça suas raízes narrativas em um RPG single player; Assista uma emocionante sequência de gameplay estendida que prepara a história e os desafios
TEAMGROUP na Computex 2024 apresenta novos produtos com o lema: "Elevate Gaming . Empower AI"
Saiba se vale a pena jogar Fabledom
Quer dar vida aos seus modelos 3D com texturas impressionantes? Continue lendo para aprender tudo sobre o processo de mapeamento UV do Blender!
Saiba mais sobre a espetacular memória RAM DELTA TUF RGB DDR5