Análises

Maneater – Review/Análise

Visualizações

Maneater é um jogo que peguei para jogar apenas pela nostalgia de ter jogado Jaws Unleashed, para PS2. O jogo é bem baseado no povo americano e todos os seus estigmas com tubarões assassinos; coisas que não vemos muito em nossa cultura popular brasileira. No entanto, adorei o jogo e todas as suas premissas, vamos comentar .

Confira também: Escritor de Dead Space brinca com evento do dia 11

História de Maneater

A história do game não é um ponto tão alto do jogo, porém é divertida e engraçada. Em um contexto geral, o jogo se passa em um documentário/programa de televisão chamado Maneater, que acompanha caçadores de tubarão. Nesse caso, o programa está acompanhando o caçador Scaly Pete e seu filho Kyle LeBlanc. Logo no tutorial, você é pego por Scaly Pete, e então, começa a jogar com o filhote que estava na barriga da mãe, buscando como único propósito a vingança.

Gameplay

A gameplay tem como sistema o RPG, fazendo com que nem todas as batalhas sejam fáceis para o “Rei dos Mares”. Logo na primeira parte do mapa, por exemplo, é muito difícil de enfrentar os Jacarés que aparecem, por conta do seu tamanho/dano/nível. As missões ajudam bastante em questão de exp, fazendo ser desnecessário ficar por aí comendo Bagres por diversão.

A progressão do game também ocorre relacionado as áreas, já que você precisa fazer x% dessa área para conseguir prosseguir com a história com Scaly Pete.

Mapa de Maneater
Mapa geral do jogo separado por regiões.

O jogo tem algumas mecânicas muito interessantes para batalhas de “chefe”. A primeira delas é relacionada ao nível de infâmia; quando você mata muitos humanos, caçadores vem atrás de você, e quanto mais você mata caçadores, mais alto ficará seu nível de infâmia. Quando você passa para o próximo nível de infâmia, um chefe dos caçadores irá atrás de você, com algum poder específico, seja uma arma que da mais dano, um barco mais resistente, ou até mesmo dinamites. Assim que ele é abatido você recebe uma modificação corporal que pode ser colocada na gruta. As modificações corporais podem trazer diversos benefícios ao tubarão, como dano de choque, maior resistência e etc.

A segunda maneira de conseguir, é matando os Ápices. Os ápices são versões únicas e maiores do predador dominante daquela região, como uma Orca especial, um Jacaré super poderoso e etc. Os ápices trazem os mesmos benefícios que os caçadores, em geral, porém, os perks liberados são diferentes.

Evoluções gerais

Em geral, conforma você vai avançando, também aumenta de tamanho e consegue pegar presas anteriores na boca e “surrar”, utilizando o botão esquerdo do mouse e movimentando o mouse. Então, alvos difíceis vão ficando mais fáceis ao passar do tempo, conforme as evoluções, que são:

  • Jovem
  • Adolescente
  • Adulto
  • Ancião
  • Mega

Todos os updates são feitos na gruta, que é uma espécie de base/safezone para o tubarão.

Áudio

O áudio do jogo é muito bom; a diferença entre fora d’água e dentro d’água, o som das mordidas, a trilha sonora durante os especiais e etc. Mas, principalmente em sua distribuição brasileira eu devo meus parabéns a dublagem pt-br do Scaly Pete. A dublagem ficou excelente, além de trazer referências ao meme do Serjão Berranteiro na primeira cutscene, falando a famosa frase “se eu pudesse matava mil”.

Gráficos

A engine do jogo é a Unreal Engine 4, ou seja, já trás aqueles gráficos bem realistas e bonitos, porém, em Maneater também são retratados um pouco cartoonizados.

Juntamente a isso, também trás alguns easter eggs, como é o exemplo da casa do Bob Esponja, no fundo do mar. Os personagens e os ápices são muito bem desenhados, tanto pelo concept, tanto quanto dentro do game de fato.

Também tem uma ótima menção em relação ao mapa, que é muito bonito, tanto no fundo do mar quanto em terra, em relação aos cenários, locais jogáveis, tubulações, praias estruturas. Fizeram um ótimo trabalho em relação a separar cada área, fazendo com que não apenas os animais marinhos ali mudem, mas também, o cenário e as pessoas que frequentam como um todo.

Vale a pena jogar Maneater?

Com certeza vale sim. O jogo está saindo por R$75 reais na Epic Games Launcher, mas, com certeza vale o seu dinheiro. O tempo de história principal é curto, com cerca de 8-9h de campanha; mas, que aumentam bastante se você for fazer todas as missões secundárias e fazer 100% de todos os cenários. E de qualquer forma, mesmo depois de zerar tudo, é muito divertido ficar na praia matando pessoas e caçadores, hahahaha.

Geral da análise

História7.5
Gameplay9
Áudio9
Gráficos9.5
Lucas Votto
O autorLucas Votto
Redator
Estudante de Jogos Digitais e aspirante a programador. Viciado por jogos de LEGO e estratégia.