Análises

Pathologic 2 – Review

Eu tenho quase certeza de que você não jogou nada como o Pathologic 2.

Visualizações
Married Games

                Doze dias. Isso é tudo que você tem em Pathologic 2. Como Artemy Burakh, o jogador têm menos de duas semanas para curar uma praga que assola sua cidade natal. Uma tarefa dificílima, considerando que a epidemia é implacável. Todos os infectados tem pouco tempo de vida e parece que ninguém consegue evitar ser infectado.

                Pathologic 2 é um jogo de sobrevivência em uma cidade sob ataque de uma doença misteriosa, mas falando assim parece simples, porem o jogo está mais para  um sonho febril de um enfermo do que qualquer outra coisa. Um que mistura mecânica de sobrevivência brutal e temas narrativos surrealistas para criar uma experiência intransigente e opaca.

                Espere passar seus primeiros dias de jogo perambulando pela cidade, procurando comida em lixeiras e prédios abandonados ou interagindo com os habitantes locais que são BEM estranhos. Todo mundo fala em enigmas e meias-verdades, muitas vezes levantando mais perguntas e não respondendo o que queríamos saber inicialmente.

Historia

Resultado de imagem para pathologic 2

                 A princípio, a principal preocupação de Artemy é encontrar a pessoa responsável pela morte de seu pai. Você seguirá pistas diferentes por alguns dias, ajustando-se à sua nova vida em sua antiga casa. Porém tem algo seriamente errado na cidade – todos podem sentir isso.

                E então a praga ataca. Após três dias de jogo, a Peste de Areia  chega  jogando a cidade no caos. O regresso a casa de Artemy deve ser uma ocasião alegre, mas é mais como uma sentença de morte. A praga se move pelos distritos da cidade, infectando todos em seu caminho e deixando vários a beira da morte, mas estamos empenhados em encontrar uma cura.

                A cada dia que passa, a busca de Artemy para parar a Praga de Areia se torna mais difícil. Você é jogado em uma dúzia de direções diferentes ao mesmo tempo, cuidando dos infectados enquanto busca qualquer informação sobre as origens da praga, em uma corrida contra o relógio.

                Pathologic 2 mantém você ocupado e, com um relógio sempre ativo e uma mecânica de sobrevivência severa, você precisa se mover com rapidez e confiança.

                Cada dia é mais complicado e cansativo que o anterior, com o avanço da praga a comida começa a ficar cada vez mais escassa, alguns NPCS importantes adoecem e morrem enquanto a cura parece inalcançável.

                Quando mais difícil e horrível for a situação do jogo, mais Pathologic brilha com seus personagens e narrativa enigmáticos que se equilibram com o jogador buscando por formas de não morrer e ao mesmo tempo ajudar os outros. Toda decisão que você toma tem um alto custo, seja para o bem-estar de Artemy ou para a sobrevivência de outros. No final todo mundo acaba perdendo algo.

                Existem grandes chances de que você morra antes de encontrar a cura. A praga assola todos, inclusive você, mas esse não é o fim da história e sim apenas um novo começo. A metanarrativa do Pathologic 2 examina o que significa “desempenhar” um papel. Cada vez que você morre, Artemy acaba no palco, enfrentando um diretor que quer manter a produção, não importa o quê. Ele é rápido em reformular um novo Burakh, mas está interessado em tornar as performances subsequentes mais dinâmicas.

                Cada vez que você morre, o jogo fica mais difícil. Você vai se cansar mais rápido. Morrer de fome mais rápido. A morte não é a cortina final, mas é um pé no saco.

E ai?

Resultado de imagem para pathologic 2

                Pathologic 2 me conquistou muito facilmente (porque eu sou meio pancada das ideias talvez) e quando vi eu já estava morrendo na sarjeta enquanto tentava parar o imparável. O jogo tem uma grande habilidade de manter o jogador entretido durante toda a narrativa e apreensivo a todo instante.

Geral da análise

Gameplay9
Historia10
Arte8
Trilha sonora6
Falacomoflavio
O autorFalacomoflavio
Redator
Graduando de Marketing Digital, tentando ver as coisas sempre pelo maximo de lados o possível, colecionador de jogos antigos e novos

Deixe uma resposta