Pesquisar
Close this search box.

Unity ou GameMaker: Qual é a Melhor Engine para seus Jogos?

Unity ou GameMaker? Saiba qual escolher ao criar seu projeto

No universo do desenvolvimento de jogos, duas ferramentas se destacam pela sua capacidade de transformar ideias em realidade: Unity (site oficial) e GameMaker (site oficial). Mas qual delas é a melhor escolha para o seu projeto?

Cada uma delas oferece um conjunto único de recursos, adequados para diferentes estilos e objetivos de desenvolvimento. Aqui, vamos comparar essas ferramentas, comparando-as em vários aspectos essenciais para ajudá-lo a tomar uma decisão informada.

Vamos responder nessa questão, comparando as duas plataformas em aspectos cruciais para todo desenvolvedor. Compartilhe seus pensamentos e perguntas nos comentários – vamos adorar saber o que você pensa e ajudar a esclarecer quaisquer dúvidas.

Escolhendo entre Unity ou GameMaker para Jogos 2D e 3D

Unity ou gamemaker
Unity ou GameMaker? Qual usar?

Compreender as especificidades do seu projeto é crucial ao escolher entre Unity e GameMaker Studio. Cada engine oferece um conjunto de recursos distintos, adaptados para diferentes tipos de jogos e necessidades dos desenvolvedores.

Para jogos 2D, o GameMaker Studio é frequentemente a escolha preferida devido à sua interface intuitiva e ferramentas focadas nesse formato, permitindo uma criação rápida e eficiente.

Ele é ideal para projetos mais artísticos ou estilizados, embora possa ter limitações em termos de complexidade e flexibilidade quando comparado ao Unity.

Por outro lado, para jogos 3D, o Unity é indiscutivelmente mais poderoso e versátil. Com seu motor gráfico avançado e vasta gama de recursos, incluindo suporte a física e iluminação realista, o Unity permite a criação de mundos tridimensionais detalhados e imersivos. Ele é adequado para projetos de maior escala e oferece mais liberdade criativa, mas também exige um conhecimento mais aprofundado em programação e design de jogos.

UnityGameMaker Studio
Foco PrincipalJogos 3D e 2DJogos 2D
Facilidade para IniciantesRequer algum conhecimento em programação (C#)Mais amigável para iniciantes com sistema de arrastar e soltar e GML
Recursos de DesenvolvimentoAvançados para 3D, bons para 2DFocados em 2D, limitados para 3D
Plataformas SuportadasWindows, MacOS, Android, iOS, consoles, VRWindows, MacOS, Android, iOS, algumas consoles
LicenciamentoVersão gratuita (Personal) e planos pagosVersão de teste gratuita e planos pagos
Comunidade e SuporteExtensa comunidade e muitos recursos educacionaisComunidade solidária, ideal para desenvolvedores 2D
Integração com Outras FerramentasAlta integração com diversas ferramentas e serviçosIntegração limitada comparada ao Unity
Capacidades de ExportaçãoExportação ampla sem custos adicionais significativosAlgumas plataformas requerem licenças adicionais
Curva de AprendizadoModerada a altaRelativamente baixa
Suporte a VR/ARSimNão

Contudo, essas vantagens vêm com desvantagens inerentes. GameMaker, embora acessível, pode ser restritivo para desenvolvedores que desejam explorar funcionalidades 3D avançadas ou integrar complexas mecânicas de jogo. Unity, com sua abordagem mais abrangente, pode ser desafiador para iniciantes e demanda mais tempo para dominar, o que pode ser um obstáculo para desenvolvedores com prazos apertados ou recursos limitados.

Portanto, a escolha entre essas duas engines deve ser baseada não apenas nas necessidades técnicas do seu projeto, mas também no seu nível de experiência, recursos disponíveis e os objetivos específicos que você deseja alcançar com o seu jogo.

Interfaces Gráficas

As janelas dos programas Unity e GameMaker Studio são divididas em seções para gerenciar diferentes aspectos do processo de desenvolvimento do jogo: recursos, objetos, visualização de cena, movimento de objetos, etc. Ambos os motores possuem ótimas GUIs — interfaces gráficas de usuário — que permitem alterar o código do jogo configurando a representação visual dos elementos do código em tempo real.

Interface do Unity

É mais fácil organizar essas telas no GMS 2 do que no Unity: a interface do Unity é muito extensa. Ele tem sido considerado desajeitado e opressor por muitos desenvolvedores de jogos – tanto novatos quanto aqueles que estão tentando migrar de outros motores para o Unity. Então, em termos de interface, trabalhar com GMS2 é muito mais confortável em termos de entender o que está onde.

Linguagem de Programação

As linguagens de programação em ambos os mecanismos foram brevemente abordadas acima. GML é uma linguagem especial desenvolvida para GameMaker Studio — apesar de ser orientada a objetos, ela possui muitas nuances que outras linguagens orientadas a objetos (como JavaScript e família C) não possuem. Mas sua sintaxe é muito fácil de entender por iniciantes e o GML é muito bom para pequenos títulos 2D.

Os problemas começam quando a complexidade do projeto aumenta: é um desafio construir heranças adequadas em GML, manter métodos de classe em um só lugar, trabalhar rapidamente com estruturas de dados e, em geral, manter código claro e estruturado. O Unity usa C#, que é fortemente tipado e possui mecanismos para gerenciar todos os itens acima. Em termos de facilidade de codificação, a programação Unity vence o GameMaker.

Gráficos e Animação

Os desenvolvedores criam jogos 2D incríveis com GameMaker Studio 2 e Unity — o GMS 2 é o forte concorrente do Unity no mercado de jogos 2D. É claro que, com o Unity cobrindo gráficos e animações 3D avançados, ele tem mais a oferecer.

Trabalhar com o Unity é complexo devido à sua interface e ao número de componentes de software adicionais (como ativos da loja do Unity) que você precisa gerenciar para construir um jogo. Para um iniciante, descobrir como lidar com a UI do Unity pode ser um desafio.

Trabalhar com CMS 2 é complexo devido à forma como o GML lida com a complexidade – isso já foi mencionado antes. As versões mais recentes tentaram corrigir os problemas de estruturação de código e métodos de objeto, mas ainda há problemas para resolver. Portanto, para um iniciante, descobrir o GML e suas complexidades pode ser um desafio. A interface é fácil de entender.

Ao mesmo tempo, se uma pessoa trabalhou com C# — com Unity — será fácil acertar o GML. O inverso não funcionará devido às especificidades do GML. Ambos os motores possuem uma extensa comunidade de desenvolvedores, os desenvolvedores do Unity e do GMS 2 trabalham duro para manter a documentação técnica clara e oferecer vários tutoriais. Aprender linguagens de programação e ao mesmo tempo vinculá-las ao que está acontecendo no jogo por meio da GUI do mecanismo simplificará o processo.

Facilidade e Velocidade na Criação de Jogos

A escolha entre Unity e GameMaker Studio muitas vezes começa com a facilidade de uso. Unity, com sua interface intuitiva e suporte à linguagem de programação C#, é uma escolha popular entre desenvolvedores com alguma experiência em codificação. Apesar de uma curva de aprendizado inicialmente mais íngreme, oferece uma liberdade criativa imensa, apoiada por uma comunidade ativa e recursos educacionais abundantes.

GameMaker Studio, por outro lado, brilha na sua simplicidade, especialmente para projetos 2D. Sua interface amigável e o sistema de arrastar e soltar são perfeitos para iniciantes, além da linguagem GML (GameMaker Language) ser relativamente fácil de aprender. Para aqueles que desejam criar jogos rapidamente, sem mergulhar profundamente em programação complexa, GameMaker Studio é a escolha ideal.

Alcançando Diversas Plataformas

Quando se trata de publicar seu jogo, tanto Unity quanto GameMaker Studio oferecem suporte a múltiplas plataformas. Unity se destaca na exportação para uma variedade mais ampla de plataformas, incluindo Windows, MacOS, Android, iOS, consoles e VR, sem custos adicionais significativos de licenciamento. Essa flexibilidade o torna uma escolha robusta para desenvolvedores que visam um público amplo e diversificado.

GameMaker, embora ofereça suporte para várias plataformas, como Windows, MacOS, Android, iOS e alguns consoles, pode exigir licenças adicionais para exportação em determinadas plataformas. Isso pode ser um fator a considerar para desenvolvedores com orçamentos mais restritos.

Explorando Criações em 2D e 3D

Unity é amplamente reconhecido por sua eficácia tanto em projetos 2D quanto 3D. Seu motor robusto e recursos avançados oferecem aos desenvolvedores as ferramentas necessárias para criar mundos imersivos e detalhados em 3D, além de experiências envolventes em 2D.

GameMaker Studio, focado predominantemente em 2D, oferece um conjunto de ferramentas otimizadas para este formato. Embora possua algumas funcionalidades 3D, seu ponto forte é definitivamente no desenvolvimento de jogos 2D, sendo ideal para projetos que buscam um estilo visual clássico ou pixel art.

No que diz respeito ao preço, Unity e GameMaker Studio oferecem opções acessíveis e flexíveis. Unity disponibiliza uma versão gratuita, Unity Personal, para pequenos desenvolvedores e estúdios, além de opções pagas para projetos mais robustos. GameMaker também oferece uma versão gratuita de teste e planos pagos que se ajustam às necessidades de desenvolvedores individuais e equipes maiores.

Exemplos de Jogos e Influência no Mercado

O impacto de uma ferramenta de desenvolvimento de jogos pode ser melhor entendido através dos jogos que foram criados com ela. Unity e GameMaker Studio têm um histórico impressionante, tendo sido utilizados para desenvolver alguns dos jogos mais inovadores e bem-sucedidos do mercado.

Unity Versátil para Diversos Gêneros

Unity tem sido a escolha para uma variedade incrível de jogos, demonstrando sua versatilidade e capacidade de se adaptar a diferentes estilos e gêneros. Por exemplo, “Cuphead“, conhecido por seu estilo artístico único inspirado em desenhos animados dos anos 1930, mostra como Unity pode ser usado para criar visuais impressionantes e jogabilidade fluida.

Trailer de Cuphead

Outro exemplo é “Monument Valley“, que se destaca por seus quebra-cabeças baseados em ilusões ópticas e design minimalista. Esses jogos não apenas alcançaram sucesso comercial, mas também receberam elogios pela sua inovação e design criativo.

GameMaker Studio e o Mundo dos Jogos 2D

GameMaker Studio, por outro lado, tem sido um gigante no mundo dos jogos 2D. “Undertale“, um RPG que ganhou destaque por sua narrativa envolvente e mecânicas de jogo inovadoras, é um exemplo perfeito. O jogo foi amplamente elogiado por seu design inteligente e capacidade de subverter as expectativas dos jogadores.

Hyper Light Drifter“, outro título de sucesso, utiliza o GameMaker para criar um mundo vibrante e detalhado, repleto de exploração e ação. Ambos os jogos são testemunhos do poder do GameMaker Studio em trazer à vida visuais estilizados e experiências de jogo memoráveis.

Influência no Mercado de Jogos

A influência dessas ferramentas no mercado de jogos é indiscutível. Unity, com sua flexibilidade e suporte a uma ampla gama de plataformas, abriu portas para desenvolvedores independentes e estúdios de tamanho médio para produzir jogos que rivalizam com grandes produções. GameMaker Studio, focando na facilidade de uso e eficiência no desenvolvimento de jogos 2D, permitiu que criadores individuais e pequenas equipes dessem vida a ideias criativas com recursos limitados.

Esses exemplos destacam não apenas a capacidade técnica de Unity e GameMaker Studio, mas também como eles podem ser usados para impulsionar a criatividade e a inovação no desenvolvimento de jogos. Ao escolher entre essas ferramentas, os desenvolvedores não estão apenas selecionando um software, mas também se juntando a uma comunidade e uma história de sucesso no mundo dos jogos.

Unity ou GameMaker: Tomando a Decisão Certa

Escolher entre Unity e GameMaker Studio depende dos objetivos específicos do seu projeto, do seu nível de conforto com programação e do tipo de jogo que deseja criar. Para projetos mais ambiciosos ou que demandam recursos 3D complexos, Unity é a escolha acertada. Para desenvolvedores iniciantes ou focados em 2D, GameMaker Studio é uma opção mais acessível e simples.

Independente da sua escolha, aprofundar conhecimentos em desenvolvimento de jogos é essencial. Para isso, o curso pode ser um grande aliado. Acesse o site do CursoGame.Dev para mais informações e dê um passo adiante na sua jornada de desenvolvedor de jogos.

FAQ Rápido

Qual é a melhor engine para iniciantes?

Para iniciantes, especialmente aqueles focados em desenvolvimento de jogos 2D, o GameMaker Studio é frequentemente recomendado devido à sua interface amigável e ao sistema de arrastar e soltar. No entanto, para aqueles interessados em aprender e explorar mais sobre desenvolvimento 3D, Unity pode ser uma opção viável com uma ampla gama de recursos educacionais disponíveis.

Unity e GameMaker Studio são gratuitos?

Unity oferece uma versão gratuita, Unity Personal, para desenvolvedores que faturam menos de $100k por ano. GameMaker Studio também tem uma versão gratuita de teste, mas recursos adicionais e exportações para várias plataformas exigem planos pagos.

Quanto tempo leva para aprender cada uma dessas engines?

O tempo necessário para aprender cada engine varia dependendo do seu conhecimento prévio e do tipo de jogo que você deseja criar. GameMaker Studio geralmente tem uma curva de aprendizado mais rápida, enquanto Unity pode levar mais tempo devido à sua complexidade e amplitude de recursos.

Posso usar essas engines para fins comerciais?

Sim, ambas Unity e GameMaker Studio podem ser usadas para desenvolver jogos comerciais. No entanto, é importante verificar as licenças e planos de cada engine para entender as limitações e requisitos para uso comercial.

Fale conosco nos comentários e diga oque achou dessa matéria e aproveite para ler mais notícias e matérias, como por exemplo, sobre a Unreal Engine, no nosso site.

Aprenda sobre o desenvolvimento de jogos em HTML 5
Saiba como escolher os melhores e comece seu curso de Vue Js hoje mesmo
Saiba quais os melhores Curso de Desenvolvedor Web para você aprender
entenda como começar o processo de Desenvolvimento de games 3D
Saiba mais sobre o curso de desenvolvedor de games da Married Games
Os 7 melhores mais bem avaliados Cursos de Flutter para você escolher