Pesquisar
Close this search box.

Estratégias Marketing Digital para Jogos

Veja algumas estratégias de Marketing Digital para Jogos

Ao longo de quase três décadas, a indústria de jogos teve uma evolução tremenda. Dos antigos jogos 2D, como Pong, a um fenômeno global como Fortnite, esta indústria não é mais focada e vista como algo que só o público infantil consome, mas uma indústria multimilionária (rivalizando com Hollywood) que emprega milhões de pessoas.

As estatísticas comprovam isso! De acordo com um estudo divulgado pelo site Statista, a receita no mercado de jogos chegará a US$ 384,90 bilhões em 2023, e as projeções apontam para que chegue a US$ 521,60 bilhões até 2027.

Porém, milhares de jogos são lançados todos os dias e todos querem uma fatia desse bolo milionário e, poucos, muito poucos, se destacam a ponto de atrair a atenção do público.

Já demos dicas para você construir uma base de fãs e como fazer uma campanha de sucesso, mas agora vamos falar sobre o marketing digital para jogos e como promover seu game.

Todos os dias chegam as lojas como a Google Play ou Apple Store algum clone de Angry Birds ou de outro jogo famoso (você certamente viu muitos “Flappy alguma coisa” depois que Flappy Bird estourou). Porém, quantos chegam ao estrelato? Você sabe a resposta!

Então você, como um desenvolvedor de jogos, que já tem o seu game criado em engines profissionais como Unity (site oficial) e Unreal Engine (site oficial), pode fazer seu game se destacar no meio da multidão? Vamos falar sobre isso, e se ficar com dúvidas, deixe aí um comentário.

Como se Tornar um Desenvolvedor de Jogos?

Você ama videogames e imagina como seria criar o seu próprio, mas a ideia de aprender programação e mudar de carreira parece um desafio distante? Com o nosso curso, nós trazemos uma proposta diferente: aprender a criar jogos no seu tempo livre, sem a necessidade de se tornar um programador ou deixar seu trabalho atual.

Imagine poder criar pequenos projetos, jogos que contam histórias que você sempre quis contar, ou simplesmente experimentar suas ideias em um ambiente divertido e sem pressões. Nosso curso é desenhado para quem acha que não tem tempo ou paciência para aprender programação do zero. Através de ferramentas intuitivas e lições que cabem na sua rotina, você vai ver que é possível sim, trazer suas ideias para a vida digital.

Não é sobre mudar de carreira; é sobre adicionar mais paixão à sua vida. E quem sabe? Talvez isso se torne mais do que um hobby. Mas se não se tornar, tudo bem também! O importante é a satisfação de criar algo seu, no seu tempo e do seu jeito.

Clique aqui para começar a transformar sua paixão por jogos em criação. Afinal, por que só jogar quando você pode criar?

Não é o Jogo, Mas Quem o Joga!

A “QUEM” exatamente nos referimos no título acima? Bem, essa pessoa está diretamente relacionada às atuais grandes estrelas da internet: Os Influenciadores. A indústria de games tem um fator peculiar em relação à questão dos influenciadores: às vezes, as pessoas compram jogos mais por causa de quem está jogando do que pelo jogo em si.

O YouTube e o Twitch estão cheios de streamers que postam vídeos de pequenas sessões e até de gameplays inteiros na plataforma, e os seus fãs ficam assistindo uma live que pode durar até 10 horas. Se ele estiver jogando um jogo como God Of War: Ragnarok, por exemplo, pode durar até mais que isso.

Quando os fãs veem o seu influenciador se divertindo tanto com o jogo, seus seguidores são incentivados a comprá-lo para experimentá-lo por si mesmos; caso contrário, sofrem com o FOMO (Fear Of Missing Out) que se tornou tão popular nas gerações mais atuais.

Admita: você já viu ou ouviu falar de um jogo que ficou tão famoso por causa das lives e acabou comprando ele. Tem certeza que não? Não tem um Among Us largado na sua biblioteca?

Desta forma, as empresas vendem os seus produtos sem que os consumidores sintam que estão sendo atingidos por uma propaganda. Isso é uma tática de marketing quase subliminar que gera milhões de dólares para as indústrias em desenvolvimento.

Para o lançamento do seu jogo, você também pode usar essa estratégia de marketing influenciador para vender qualquer que seja o seu produto, pois, como você pode ver, as pessoas tendem a ter mais empatia por uma “estrela da internet” que acompanham de perto do que pelo seu estúdio indie desconhecido se você tentar venderem diretamente.

Além disso, é bom que esses influenciadores julguem seu produto honestamente – o bom e o ruim – já que isso faz com que seja uma avaliação mais precisa e não pareça uma publicidade. Afinal, bom ou ruim (às vezes, quanto pior melhor), seus seguidores vão querer experimentar seu produto da mesma forma pelo mesmo fenômeno, FOMO.

Porém, como você deve imaginar, grandes influencers são difíceis de atingir e eles recebem milhares de jogos para jogar todos os dias. Então, tente chegar aos que mais se identifiquem com o público que você quer atingir, para não jogar seu produto na mão de quem vai mais atrapalhar do que ajudar.

Vídeo Curto, Escolha Certa

Se você fosse “selecionar personagem” entre todos os “personagens” das estratégias de marketing digital para jogos, então os vídeos de formato curto deveriam ser o principal, já que é o que tem melhor desempenho para marcas e criadores de conteúdo.

As redes sociais e sua rolagem infinita acostumam o público a se conectar com coisas curtas. Hoje em dia, as postagens de vídeo precisam envolver o público em questão de no máximo 30 segundos ou até menos, caso contrário, as pessoas irão ignorá-lo.

Por isso é recomendável que em qualquer anúncio em vídeo você seja o mais conciso e envolvente possível para que as pessoas queiram ficar até o final ou mesmo repeti-lo. Agora, o conteúdo de formato longo ainda pode ser usado, mas para esses vídeos de formato longo ajuda se você dividi-lo em trechos de destaque e reutilizá-los em sua estratégia. Estamos falando dos famosos “cortes” ou “shorts”.

Muitos streamers fazem sessões extremamente longas – muitas horas – e no final, aproveitam o melhor dessas sessões, editam-nas e utilizam-nas para conteúdo em qualquer uma das outras plataformas de vídeo: TikTok, YouTube e Instagram em forma de shorts ou cortes.

Isso não acontece apenas no mundo dos streamers, mas também em podcasts conhecidos como os do Flow, que reutiliza fragmentos de suas conversas, em geral, os trechos mais polêmicos ou interessantes, para envolver mais pessoas em seu podcast e fazê-las irem assistir ao conteúdo completo.

A ideia é que dentro do seu conteúdo você procure dar pedaços do seu conteúdo, de preferência audiovisuais, que agreguem valor ou transmitam a ideia básica do seu jogo no menor tempo possível. Posteriormente, se sua empresa lida com outras estratégias de conteúdo, como podcasts ou blogs, você pode readaptá-los a esses formatos para continuar reutilizando esse conteúdo valioso.

Entre no Mundo Mobile

À primeira vista, parece pouco crível que Sony, Nintendo ou Microsoft não sejam líderes neste mercado de jogos, mas se pensarmos com mais cuidado, diga: Você provavelmente conhece mais gente com um smartphone do que com consoles de última geração.

Embora o mundo dos jogos tenha um vasto público, como mencionamos, é justo dizer que, em sua maior parte, também é uma indústria de nicho. Enquanto isso, grande parte dos seres humanos do século 21 não consegue viver sem o celular nas mãos, e as longas horas de tela são prova disso.

Provavelmente, os jogos para celular e casuais estão no topo da lista dos mais jogados se não são jogos exclusivos do mobile, tem uma versão para celulares.

Pubg mobile
PUBG Mobile

Isso porque são mais fáceis de acessar para consumidores não jogadores, e até mesmo qualquer jogador pode baixá-los para se divertir enquanto seu console não está ao alcance. Portanto, se você ainda precisa de uma versão mobile do seu jogo ou de um aplicativo para ele, recomendamos desenvolver o quanto antes para aproximar seu negócio do bolso de todos os seus consumidores.

Aproveite as Vantagens das Redes Sociais

As redes sociais permitem que você tenha uma avaliação direta do desempenho do seu produto.

Essa tendência acontece muito na indústria de jogos, pois, no mínimo, quando ocorre uma falha no jogo, os usuários imediatamente acessam o Twitter para relatar o bug, e os desenvolvedores levam isso em consideração para futuros lançamentos ou atualizações. Veja por exemplo, a proximidade da Larian Studio com seu público durante todo o desenvolvimento de Baldur’s Gate 3.

Baldur’s gate 3
Baldur’s Gate 3

Da mesma forma, com o grande número de análises ou comentários sobre o jogo, os desenvolvedores podem ter uma ideia mais clara do que os jogadores esperam dos novos jogos, sejam personagens, jogabilidade ou detalhes sobre a história do videogame. Por isso é bom que você monitore continuamente como seus usuários reagem ao seu jogo nas redes sociais para continuar melhorando seu produto até entregar o que eles desejam.

Minimize O Risco No Processo De Inovação

Às vezes é melhor entregar um bom produto no prazo do que um medíocre o mais rápido possível. A indústria de jogos está repleta de jogos que falharam por causa do “crunch” em seu desenvolvimento.

Este é o pensamento de muitos jogadores e criadores da indústria de jogos, e é por isso que esses desenvolvedores são conhecidos por terem uma abordagem incrivelmente ágil e sistemática para lançar jogos em fases que eliminam os riscos de diferentes elementos do negócio. Essas fases são divididas em:

Prototipagem em papel: mesmo antes de escrever a primeira linha de código, os desenvolvedores começam com uma versão de teste para testar com membros da equipe e usuários finais selecionados. Esta primeira fase permite-lhes confirmar se a abordagem que estão a conceber é a melhor e aquela que o público pode gostar.

Lançamento Alpha: Logo depois, as empresas lançam o game para públicos específicos para ajustar ainda mais os problemas que o jogo ainda pode ter. Uma versão alpha pode ser bastante crua e, por isso, só acessível a poucos consumidores que entendem que aquele produto ainda está em desenvolvimento.

Lançamento Beta: Esta é uma versão posterior, e sem pagamento, que as empresas lançam para detectar qualquer bug que possa existir. Em geral essa versão será mais próxima do produto final e já pode ser vista por mais gente que experimentará o jogo ou, no caso de jogos online, lotar os servidores e ver se eles aguentam o tranco.

Lançamento completo: esta fase envolve muitas relações-públicas e estratégias eficazes de marketing digital para maximizar a conscientização do usuário.

Live Ops: O lançamento de um game nunca será a última fase, pois pode continuar a ter atualizações durante o seu lançamento. Atualizações constantes de software para correção de bugs, patchs que incluem novos conteúdos e melhorias são parte do desenvolvimento e também do marketing do seu jogo, afinal, se um jogo recebe constante melhorias, significa que o estúdio tem um cuidado especial com o seu produto.

Projete Experiências Personalizadas

Hoje, os usuários querem uma experiência personalizada e os jogos são muito bons nisso.

Fortnite
Um jogo que tem a skin do Chapolim merece ser jogado

Por exemplo, em jogos mobile, eles costumam ter minijogos ou missões curtas que seus jogadores podem fazer em breves momentos de lazer, como andar de transporte público ou aguardar um compromisso.

Da mesma forma, esses jogos também tem outras missões estendidas que oferecem ao jogador uma experiência ainda mais envolvente; portanto, eles podem adaptar a experiência do jogo aos seus hábitos diários.

Tanto os jogos de console quanto os de celular podem permitir os usuários comprem roupas, acessórios, skins e outros itens adicionais para personalizar sua experiência de jogo. Seja com dinheiro real ou com dinheiro do jogo, que é adquirido após horas de jogatina.

No entanto, esta capacidade de personalização vai para outro nível no que diz respeito aos itens compráveis em jogos. E sim, quando os jogadores são fãs de um jogo, eles estão dispostos a pagar dinheiro de verdade para personalizar seus personagens.

Isso dá um prazer especial e uma novidade à sua jogabilidade, já que eles decidem que seus avatares de jogo serão os personagens icônicos como Scorpion de Mortal Kombat ou Ryu de Street Fighter. Essa personalização pode fazer seus jogadores se manterem mais tempo jogando seu game, gastar dinheiro real ou ainda divulgar seu jogo para os amigos em troca de recompensas.

Um jogo que usa muito essa estratégia é Genshin Impact que, a todo momento, tenta fazer os jogadores convidarem novos players, ou trazer de volta aqueles que largaram o game, em troca de recompensas e mimos.

Usar seus consumidores como divulgadores, como retentores ou recuperadores de público é uma estratégia que pode fazê-los se sentirem únicos e parte daquele mundo de forma mais ativa e personalizada.

FAQ Rápido sobre Marketing Digital para Jogos

Como os influencers impactam as decisões de compra dos jogadores?

Os influenciadores têm uma grande influência sobre os seguidores que assistem suas transmissões ao vivo e vídeos gravados. Quando os fãs veem seus influenciadores favoritos se divertindo com um jogo, são incentivados a comprá-lo para experimentá-lo por si mesmos, evitando assim a sensação de FOMO (Fear Of Missing Out).

Como os vídeos de formato curto impactam o marketing de jogos?

Os vídeos de formato curto, com duração de até 30 segundos, têm um desempenho excepcionalmente alto em termos de envolvimento do público. Eles são ideais para compartilhar informações concisas e envolventes sobre um jogo, atraindo a atenção dos espectadores e incentivando a interação com o conteúdo.

Qual é a importância da personalização na experiência do jogador?

A personalização na experiência do jogador aumenta o envolvimento e a satisfação dos jogadores, oferecendo experiências adaptadas às suas preferências e hábitos de jogo. Isso pode incluir a personalização de personagens, a oferta de missões personalizadas e a disponibilização de itens compráveis que permitem aos jogadores customizarem sua experiência de jogo.

Como as redes sociais podem ser utilizadas para melhorar o desenvolvimento de jogos?

As redes sociais oferecem uma plataforma para os desenvolvedores interagirem diretamente com os jogadores, obtendo feedback valioso e monitorando as reações dos usuários em relação aos jogos. Essa interação permite ajustes e melhorias contínuas, garantindo que os jogos atendam às expectativas e necessidades dos jogadores.

E aí? Curtiu a matéria? Tem alguma sugestão para os leitores? Aproveite também e fale conosco nos comentários e aproveite para ler mais sobre desenvolvimento de jogos no nosso site.

BioWare abraça suas raízes narrativas em um RPG single player; Assista uma emocionante sequência de gameplay estendida que prepara a história e os desafios
TEAMGROUP na Computex 2024 apresenta novos produtos com o lema: "Elevate Gaming . Empower AI"
Saiba se vale a pena jogar Fabledom
Quer dar vida aos seus modelos 3D com texturas impressionantes? Continue lendo para aprender tudo sobre o processo de mapeamento UV do Blender!
Saiba mais sobre a espetacular memória RAM DELTA TUF RGB DDR5