Pesquisar
Close this search box.

Psicologia do Personagem: Como Criar Personagens Profundos

Saiba mais sobre a Psicologia do personagem e como construir bem seus personagens

Durante o desenvolvimento de jogos, não é só com pixel art 2D ou modelagem 3D que se cria um personagem. Também não é só de truques os usados na criação do Sonic ou do Mario que se fazem personagens memoráveis. É preciso entender a Psicologia do Personagem.

Os personagens conduzem a narrativa em qualquer história em qualquer jogo. Eles são o coração e a alma de um game, o veículo através do qual o jogador percorre a paisagem da trama.

É com eles que você se conecta ao game, é através dele que você enxerga aquele novo mundo. É com eles que você cria laços, às vezes, eles são quase seus amigos.

Vai me dizer que nunca se apegou a um personagem a ponto de sofrer pela morte de um ou sentia raiva por alguma injustiça que acontece com eles?

Sério que não ficou abalado com a morte da Aerith em Final Fantasy VII ou chocado com a revelação do final de A Way Out? Tenho certeza que tem algum personagem que te fez sorrir ou chorar depois de horas acompanhando ele em sua jornada.

Mas para tornar os personagens verdadeiramente atraentes, eles devem possuir profundidade e complexidade.

E fazer isso não é fácil. E é aqui que a psicologia dos personagens entra em jogo, adicionando camadas de autenticidade e capacidade de identificação que ressoam nos jogadores. Então, como imbuímos nossos personagens de profundidade psicológica?

Vamos falar um pouco sobre a criação de personagens e a psicologia do personagem e, se você ficar com dúvidas, é só deixar nos comentários.

Eleve suas Skills de Criação de Jogos

Você ama videogames e imagina como seria criar o seu próprio, mas a ideia de aprender programação e mudar de carreira parece um desafio distante? Com o nosso curso, nós trazemos uma proposta diferente: aprender a criar jogos no seu tempo livre, sem a necessidade de se tornar um programador ou deixar seu trabalho atual.

Imagine poder criar pequenos projetos, jogos que contam histórias que você sempre quis contar, ou simplesmente experimentar suas ideias em um ambiente divertido e sem pressões. Nosso curso é desenhado para quem acha que não tem tempo ou paciência para aprender programação do zero. Através de ferramentas intuitivas e lições que cabem na sua rotina, você vai ver que é possível sim, trazer suas ideias para a vida digital.

Não é sobre mudar de carreira; é sobre adicionar mais paixão à sua vida. E quem sabe? Talvez isso se torne mais do que um hobby. Mas se não se tornar, tudo bem também! O importante é a satisfação de criar algo seu, no seu tempo e do seu jeito.

Clique aqui para começar a transformar sua paixão por jogos em criação. Afinal, por que só jogar quando você pode criar?

Compreendendo a Psicologia do Personagem

Em sua essência, a psicologia do personagem é a composição interna de um personagem. São suas motivações, desejos, medos, peculiaridades e história pessoal que ditam suas ações e reações. Não basta que um personagem seja “bom” ou “mau”; os jogadores desejam entender por que um personagem se comporta de determinada maneira. Um vilão não é assustador por causa de suas ações malignas, mas porque entendemos sua lógica distorcida e suas motivações que tornam essas ações possíveis.

Desenvolva um perfil de personagem: Comece construindo um perfil de personagem. Esta é uma visão aprofundada do passado, presente e futuro do personagem. De onde eles vieram? Que experiências moldaram sua visão de mundo? O que eles querem e o que os impede de conseguir?

Este perfil não é apenas sobre sua história de fundo. Trata-se de compreender o seu comportamento, as suas motivações e como lidam com os conflitos. Quando você entende seus personagens como se fossem pessoas reais, você pode escrevê-los de uma forma que pareça autêntica e natural.

Alcance Emocional e Consistência: Personagens, como os humanos, são criaturas emocionais. Eles devem experimentar uma ampla gama de sentimentos que sejam consistentes com sua personalidade e circunstâncias. Quando os personagens reagem emocionalmente aos eventos da sua história, isso cria uma sensação de autenticidade e aprofunda a conexão dos jogadores com eles.

Life is strange
Personagens com emoções são o ponto alto de Life is Strange

No entanto, é essencial manter a consistência emocional. Embora os personagens possam e devam mudar com o tempo, essas mudanças precisam ser graduais e lógicas. Mudanças repentinas e inexplicáveis na personalidade ou no comportamento podem alienar os jogadores e quebrar a suspensão da descrença.

Conflitos internos e externos do personagem: Os conflitos são fundamentais para revelar a psicologia de um personagem. A maneira como lidam com os obstáculos e as adversidades pode nos dizer muito sobre sua personalidade. A luta de um personagem deve resultar tanto de eventos externos quanto de seus medos, inseguranças ou desejos internos.

O conflito interno é a luta dentro da mente do personagem, muitas vezes envolvendo desejos ou emoções conflitantes. Pode ser um dilema moral, um medo que precisam superar ou um aspecto de si mesmos que estão tentando mudar. Esse tipo de conflito acrescenta profundidade aos seus personagens e os faz parecer mais reais e relacionáveis.

Fazendo os personagens mudarem e crescerem: O crescimento psicológico de um personagem é crucial para qualquer narrativa. Isso nem sempre significa que eles mudam para melhor. Às vezes, podem crescer numa direção negativa ou nem sequer crescer, resultando em consequências trágicas. Independentemente disso, os jogadores devem ser capazes de ver a jornada psicológica de um personagem do início ao fim da história.

O Papel da História de Fundo

Far cry
Vilões de Far Cry são um show a parte no jogo

O passado de um personagem influencia significativamente sua psicologia. Eventos traumáticos, educação, relacionamentos, sucessos e fracassos contribuem para o estado mental atual de um personagem. Embora você não precise revelar tudo sobre o passado de um personagem, dicas e revelações podem adicionar profundidade e ajudar a explicar por que um personagem é como é.

O poder dos relacionamentos: Os relacionamentos podem ser um espelho da psicologia de um personagem. A forma como os personagens interagem com os outros, como os tratam e como são afetados por eles pode dizer muito sobre sua personalidade, valores e desejos. Os personagens devem ter uma variedade de relacionamentos, cada um revelando uma faceta diferente de sua psicologia.

A importância de um antagonista bem desenvolvido: O antagonista não é apenas um obstáculo a ser superado pelo protagonista. Eles são personagens por si só, com suas próprias motivações, medos e desejos. Eles devem ser um reflexo do que seu protagonista poderia se tornar em diferentes circunstâncias.

Considere alguns dos vilões mais memoráveis da literatura. Eles são convincentes não apenas por causa de suas más ações, mas porque entendemos suas motivações, mesmo que não concordemos com elas. Essa compreensão cria tensão e conflito e torna a história mais convincente.

O Uso de Arquétipos: Os arquétipos podem servir como pontos de partida úteis no desenvolvimento da psicologia de seus personagens. Arquétipos, como o herói, o mentor ou o malandro, têm certas características comuns que podem ajudá-lo a moldar seus personagens. Porém, lembre-se que os arquétipos devem ser usados como base e não como molde. Seus personagens devem crescer além de suas raízes arquetípicas para se tornarem indivíduos únicos.

O Impacto do Cenário na Psicologia do Personagem

Considere o cenário e o ambiente em que seus personagens estão. O ambiente de um personagem pode impactar muito sua psicologia. Um personagem criado em um país devastado pela guerra terá uma perspectiva e abordagem de vida muito diferentes em comparação com um personagem de uma pacífica cidade suburbana.

Mostre, não conte: Mostrar a psicologia de um personagem é mais eficaz do que contar. Em vez de dizer “John estava com raiva”, mostre a raiva de John por meio de suas ações, diálogo e pensamentos internos. Isso proporciona uma experiência mais envolvente para o jogador e permite inferir o estado mental de um personagem, tornando-o mais realista e envolvente.

O papel do diálogo: O diálogo é uma ferramenta poderosa para revelar a psicologia de um personagem. Através do diálogo, você pode mostrar as atitudes, crenças, desejos de um personagem e até mesmo seu passado. Porém, o diálogo deve ser natural e condizente com a personalidade do personagem. Um personagem intelectual usará vocabulário e estrutura de frases diferentes de um personagem esperto.

Lembre-se da importância do subtexto: O subtexto, a mensagem ou significado não dito ou menos óbvio, pode ser uma forma poderosa de revelar a psicologia de um personagem. O que um personagem não diz muitas vezes revela mais do que o que ele diz. As ações que tomam, a forma como reagem, as coisas que evitam – tudo isso pode sugerir uma psicologia mais profunda abaixo da superfície.

FAQ Rápido

O que é a psicologia do personagem?

A psicologia do personagem é a composição interna de um personagem, incluindo suas motivações, desejos, medos, peculiaridades e história pessoal que influenciam suas ações e reações.

Por que é importante compreender a psicologia do personagem?

Entender a psicologia do personagem é crucial para criar personagens autênticos e cativantes. Os jogadores desejam compreender o porquê por trás das ações dos personagens, tornando a história mais envolvente e realista.

Como posso desenvolver um perfil de personagem eficaz?

Comece construindo um perfil detalhado do personagem, incluindo seu passado, presente e futuro. Considere suas experiências de vida, motivações, desejos e obstáculos. Isso ajudará a compreender seu comportamento e torná-lo mais autêntico na narrativa.

Como os relacionamentos dos personagens afetam sua psicologia?

Os relacionamentos dos personagens podem refletir sua psicologia, mostrando como interagem com os outros e sendo afetados por eles. Os diversos relacionamentos revelam diferentes facetas da personalidade dos personagens.

Fale conosco nos comentários e diga oque achou dessa matéria e aproveite para ler mais notícias e matérias, como por exemplo, nosso guia para criar jogos, no nosso site.

TEAMGROUP na Computex 2024 apresenta novos produtos com o lema: "Elevate Gaming . Empower AI"
Saiba se vale a pena jogar Fabledom
Quer dar vida aos seus modelos 3D com texturas impressionantes? Continue lendo para aprender tudo sobre o processo de mapeamento UV do Blender!
Saiba mais sobre a espetacular memória RAM DELTA TUF RGB DDR5
Quer saber se vale a pena jogar a última obra de Akira Toryama? Então veja nossa analise de Sand Land
Conheça o robusto HD portátil SSD T-FORCE M200