Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Jogos PS3, Xbox e PC: Finalmente chegamos a uma geração mais recente. Algo um pouco mais atual, mas que já tem tempo suficiente pra se tornar nostálgico, afinal, estamos ainda nos primeiros meses de vida do PS5 e XSX. Mas sem enrolar, nessa época eu tinha um PS3 Slim e poucos jogos, mas como sempre a gente resolvia pegando emprestado dos amiguinhos.

Em compensação a isso eu tinha um Notebook Asus Vermelho que hoje em dia não roda nem campo minado, mas que na época trouxe muita felicidade jogando GTA SA, Team Fortress 2 e vários outros títulos marcantes pra se rodar em um PC merda. Sem demoras, vamos para os jogos que marcaram a nossa infância (que não é mais tão infância assim), nos famigerados Playstation 3, Xbox 360 e PC;

Jogos ps3, xbox e pc: os melhores títulos da geração
Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Confira os melhores jogos PS3, Xbox 360 e PC

Call of Duty – Black Ops 2

Jogos ps3, xbox e pc: os melhores títulos da geração | 83b9fd73 | married games dicas/guias | fps, jogos de mundo aberto, multiplayer, pc, playstation, singleplayer, xbox | jogos ps3
Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Bom, como muitos já leram no post passado, Black me iniciou aos jogos de tiro, mas alguns outros títulos também fizeram parte disso como Medal of Honor: Allied Assault, mas quem sabe esses Drops não ficam pra outro post, hehe. Voltando para o famoso COD BO2. Esse eu joguei no PS3, comprei ele com a famosa nuketown 2025 (estamos chegando perto, lá tinha carros voadores já).

O que falar desse jogo que joguei muito e considero mais ainda? Acho que em geral COD é um jogo pra se jogar no console (acaba sendo mais divertido e mais balanceado), mas se tem algo que eu amo nesse jogo em especial é o seu modo Zombies. Mapas cheios de Easter Eggs, mapas customizados, nada é mais divertido do que brigar com os seus coleguinhas pra te salvarem depois de levar um tapa de zumbi ninja.

O jogo em si é muito bem feito, tem gráficos incríveis (a não ser que você jogue em uma TV de tubo de 14 polegadas igual eu), tem uma jogabilidade muito boa, é muito balanceado e sim, da pra jogar de todas as maneiras possíveis, desde algo só pra se divertir sem pensar muito, até algo mais tático, visando ser o melhor em tudo. Eu como sempre sou do time que joga pra se divertir, falo e recomendo muito vocês tirarem proveito do modo zombies, e joguem o multiplayer quando estiverem de saco cheio dos zumbis.

-- Publicidade --
Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Garry’s MOD

Jogos ps3, xbox e pc: os melhores títulos da geração | 602684a5 5f9eef8ceb8aa | married games dicas/guias | fps, jogos de mundo aberto, multiplayer, pc, playstation, singleplayer, xbox | jogos ps3
Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Agora sim entramos no mundo da loucura insanamente bizarra da cabeça do Raul e seus amigos. Um jogo onde tudo pode acontecer e até mesmo você pode se divertir construindo um mapa, não como Minecraft, mas sim como algo que você pega uma arma de movimentar as coisas e o ragdoll effect cuida da física bizonhenta da Source deixar tudo divertido.

Mas o que eu posso recomendar para esse jogo, ele é um game em que você tem “modos de jogo” dentro, desde esconde esconde (hide n seek), algo como polícia e ladrão (TTT), o modo do assassino (murder) e de longe o meu preferido, prop hunt. Se trata de um modo em que um grupo se disfarça de coisas do cenário e o outro grupo tem que procurar, mas não é só isso, quando quem procura atira ou faz qualquer coisa e não em um player disfarçado, ele perde hp.

E pra não ser a coisa mais fácil do mundo, os players que estão disfarçados emitem um som como um assovio a cada período de tempo.

GMOD é o game pra quem tem um PC mais fraco, mas que quer tirar horas de diversão e dias de risada com os memes da vida real criados por vocês e seus amigos depois todo mundo ter uma overdose de Doritos com Coca. O jogo é mais do que recomendado, baixem, joguem e deixe a criatividade fluir!

Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Don’t Starve Together

Resultado de imagem para don't starve together
Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Continuando nos jogos de PC, temos um que exige muita sanidade para ser jogado, literalmente falando. Don’t Starve Together, é a versão multiplayer de Don’t Starve, que se trata de um game com o único intuito de sobreviver. O jogo te larga no meio de uma ilha sem muitas explicações e só te da uma regra, não morra de fome, feito isso você está liberado a explorar. Ah e a dica mais importante, não fique louco!

-- Publicidade --

O jogo é extremamente cooperativo e principalmente complexo, exige MUITO de massa cinzenta pra conseguir jogar ele, ciclos de dias, estações do ano, clima, criaturas, fome, doenças, sanidade. Um sistema complexo de criação de items e muitas dificuldades vão fazer você suar a camisa pra conseguir jogar. Até hoje não achei qual a melhor maneira de fazer os dias se tornarem mais calmos, mas sinceramente, sobreviver ao inverno e sobreviver ao verão são coisas absurdas.

Monte um grupo de amigos, jogue com o máximo de pessoas que você puder, separe bem as tarefas, tenha um plano A e um plano B pra tudo, e jogue o jogo, explore e seja um mestre! E compre a pelúcia do Chester que ela é muito fofinha.

Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Portal 2

Jogos ps3, xbox e pc: os melhores títulos da geração | d82b61e5 portal | married games dicas/guias | fps, jogos de mundo aberto, multiplayer, pc, playstation, singleplayer, xbox | jogos ps3
Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Bom, não adianta eu recomendar a continuação de um jogo sem recomendar o seu volume 1. Primeira mente Portal é um jogo levemente obscuro que sem muitas explicações te coloca em um laboratório para você cumprir testes. Com o incentivo de que no final você vai conseguir algo grandioso. Mas sabemos bem o que acontece. Partindo para Portal 2, fica tudo muito mais dark e muito mais pesado o clima, com uma cara de steampunk até. Mas isso só faz o jogo melhor.

O jogo se torna muito mais difícil, com muito mais puzzles, muito mais medo. Jogando isso de fone e numa salinha mais escura você mordisca a cadeira com muita frequência, a história do jogo é fantástica e vale a pena ser jogada, e não contada, tem que se sentir o jogo. Mas sobre o game, a jogabilidade é quase a mesma, novos elementos são adicionados para criar mais facilidade (ou dificuldade) em avançar nos mapas.

O jogo também conta com modo multiplayer e mapas da comunidade, e passar desses mapas é um parto, se jogar Don’t Starve exige muita massa cinzenta. Jogar Portal 2 exige que seu cérebro se materialize e jogue xadrez contra você mesmo. Mas a sensação de passar dos níveis e sentir o conhecimento se multiplicando em você é muito gratificante.

-- Publicidade --
Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

The last of Us

Jogos ps3, xbox e pc: os melhores títulos da geração | 9c1c6eb5 the last of us remastered screenshot full hd joel e ellie | married games dicas/guias | fps, jogos de mundo aberto, multiplayer, pc, playstation, singleplayer, xbox | jogos ps3
Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

O que dizer de um jogo tão incrível sem falar que ele é incrível a cada 4 palavras? Simples, ele é um dos melhores jogos já feitos, e na minha opinião é o top 2 melhores histórias em games, sendo a primeira dada para God of War 2018. O jogo em si é uma pintura, a cada momento que você avança no jogo você descobre um cenário mais lindo do que o outro.

A jogabilidade é muito boa, e pra quem é amante de jogos stealth, o jogo é perfeito, porquê afinal, zumbis são muito sensíveis a barulhos. Armas variadas, itens para chamar atenção dos zumbis, inimigos humanos super difíceis e muita paciência recheiam esse jogo e trazem na medida certa a dificuldade necessária para aumentar ainda mais a intensidade do jogo.

Mas a grande carta na manga desse jogo é a sua história, ao avançar no cenário e na relação com os personagens a história fica cada vez mais densa, mais impactante e cada vez mais preocupante. O jogo te faz tudo para seguir um rumo e quando tudo parece finalmente ter uma solução, temos um plot twist que causa espanto e ódio logo no começo, mas te faz pensar e ver se realmente faz sentido.

O jogo é perfeito e assim como portal, merece ser sentido na sua história, joguem e sintam o que essa obra de arte tem para melhor oferecer!

Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Far Cry 3

Jogos ps3, xbox e pc: os melhores títulos da geração | 02b01f00 far cry 3 classic edition passe temporada data | married games dicas/guias | fps, jogos de mundo aberto, multiplayer, pc, playstation, singleplayer, xbox | jogos ps3
Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Far Cry 3 é um jogo do gênero tiro em primeira pessoa e mundo aberto desenvolvido pela Ubisoft Montreal em conjunto com a Ubisoft Massive, a Ubisoft Reflections, e a Ubisoft Shanghai. Foi publicado pela Ubisoft para PlayStation 3, Xbox 360 e Microsoft Windows, sendo a sequência do jogo Far Cry 2, lançado em 2008. 

-- Publicidade --

Sua data de lançamento inicial estava programada para o dia 4 de setembro de 2012 na América do Norte e para o dia 6 de setembro do mesmo ano na Europa, no entanto, o game foi adiado para o dia 29 de novembro de 2012 na Europa e 4 de dezembro na América do Norte, com o intuito de que os produtores tivessem mais tempo para melhorar o jogo. Um conteúdo adicional intitulado Far Cry 3: Blood Dragon, o qual não possui nenhuma ligação com a história do jogo, foi lançado em 30 de abril de 2013.

Os eventos de Far Cry 3 se desenvolvem em uma ilha tropical localizada no cruzamento dos oceanos Índico e Pacífico, e conta a história do americano Jason Brody, que após perder-se na ilha durante suas férias, tem de salvar os seus amigos sequestrados e escapar dos fatais piratas que lá habitam.

Far Cry 3 foi muito bem recebido pelos críticos após ser lançado. Os sites de pontuações agregadas GameRankings e Metacritic deram à versão PlayStation 3 89.68% de aprovação e uma nota 91/100, à versão Xbox 360 89.40% e 90/100 e à versão PC 87.75% e 89/100, respectivamente. Em outubro de 2014, a Ubisoft divulgou que o jogo tinha passado da marca de 10 milhões de unidades vendidas pelo mundo.

Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

God of War: Ascension

Jogos ps3, xbox e pc: os melhores títulos da geração | 6abfc494 maxresdefault 7 | married games dicas/guias | fps, jogos de mundo aberto, multiplayer, pc, playstation, singleplayer, xbox | jogos ps3
Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

God of War: Ascension é um jogo de ação-aventura, produzido pela SCE Santa Monica Studio e publicado pela Sony Computer Entertainment em exclusivo para a PlayStation 3. É o sétimo título da série God of War o primeiro da cronologia e o primeiro também a ter multijogador. God of War: Ascension foi lançado em 12 de Março de 2013 na América do Norte e Brasil, a 13 de Março de 2013 na Europa e nas regiões PAL, 14 de Março de 2013 na Austrália e Nova Zelândia e 15 de Março de 2013 no Reino Unido e Irlanda.

A jogabilidade de God of War: Ascension é similar aos seus antecessores mas com gráficos e experiência de jogo melhoradas. Foca-se em combates de combos, conseguido seja com a arma principal do jogador (as Lâminas do Caos) seja com armas secundárias adquiridas ao longo do jogo.

-- Publicidade --

O jogo irá ter eventos quick-time melhorados que requerem que o jogador complete várias ações no controle numa sequência de tempo para assim derrotar inimigos e chefes mais fortes. O jogo também tem elementos de puzzles e plataformas. Em adição à jogabilidade similar, também tem um sistema de combate e de armas melhorado, novas mecânicas de jogabilidade e conteúdo transferível. Uma beta do multijogador decorreu entre 12 de Dezembro de 2012 e 21 de Janeiro de 2013

Baseado na mitologia grega e a decorrer na Grécia Antiga, o jogador controla o personagem Kratos que tenta cortar os laços com o Deus da Guerra, Ares, – que enganou Kratos levando-o a assassinar a sua família – ao derrotar as três Fúrias. Ascension é cronologicamente o primeiro capítulo da série, fazendo parte de uma saga em que a vingança é o tema central.

God of War: Ascension foi no geral bem recebido pela crítica especializada conseguindo uma média de 80/100 no site Metacritic e de 80.11% no GameRankings. Os elogios dirigiram-se mais para os gráficos e para a jogabilidade enquanto que a história, por falta de ideias, foi a principal fonte de críticas. O multijogador, novo na série, teve uma recepção variada nas análises.

Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Uncharted 2: Among Thieves

Jogos ps3, xbox e pc: os melhores títulos da geração | 52a29ab3 | married games dicas/guias | fps, jogos de mundo aberto, multiplayer, pc, playstation, singleplayer, xbox | jogos ps3
Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Uncharted 2: Among Thieves é um título de ação-aventura desenvolvido pela Naughty Dog e publicado pela Sony Computer Entertainment. É o segundo título principal da série Uncharted e foi lançado exclusivamente para PlayStation 3 em outubro de 2009. Na história, os jogadores controlam Nathan Drake, um caçador de tesouros que se alia à colega Chloe Frazer com o objetivo de encontrar a mitológica cidade perdida de Sambala. Among Thieves é jogado a partir de uma perspectiva em terceira pessoa e incorpora diversos elementos de plataforma na navegação pelos diferentes ambientes.

Os jogadores usam armas de fogo, combate corpo a corpo e furtividade a fim de combaterem inimigos e solucionarem quebra-cabeças. Há também um modo multijogador online em que os jogadores podem entrar em diferentes modos de partidas cooperativas ou competitivas.

-- Publicidade --

O desenvolvimento de Among Thieves começou em 2008, logo depois da finalização de Uncharted: Drake’s Fortune. A equipe se inspirou no explorador Marco Polo para poder criar sua história, especialmente os escritos de suas expedições pela Ásia. O elenco de personagens foi expandido com o objetivo de aprofundar o mundo e mostrar diferentes lados de Nathan Drake, com a história tendo sido pensada para explorar os temas de confiança e traição.

Os desenvolvedores procuraram melhorar seu motor de jogo proprietário, o que permitiu a criação de animações, ambientes e texturas de maior qualidade em relação ao jogo anterior, além da inclusão de mais sequências cinemáticas e um melhor processo de captura de movimento. O jogo também foi o primeiro da série a implementar multijogador, com a Naughty Dog contratando desenvolvedores especializados para a criação desse modo.

Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots

Jogos ps3, xbox e pc: os melhores títulos da geração | f6c991ed maxresdefault 8 | married games dicas/guias | fps, jogos de mundo aberto, multiplayer, pc, playstation, singleplayer, xbox | jogos ps3
Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Trata-se de um jogo de ação-aventura stealth desenvolvido pela Kojima Productions exclusivamente para o PlayStation 3. É o sexto título da série Metal Gear dirigido por Hideo Kojima seu lançamento mundial ocorreu no dia 12 de junho de 2008.

Metal Gear Solid 4 foi muito aclamado pela crítica especializada, recebendo várias notas perfeitas e prêmios de “Melhor do Ano”. O jogo foi um grande sucesso e vendeu mais de seis milhões de cópias.

Em Metal Gear Solid 4, o jogador deve mover-se de maneira furtiva e inteligente. O jogo usa uma visão em terceira pessoa com movimentação livre da câmera, mas também permite jogar livremente no modo em primeira pessoa, além de uma visão sobre o ombro que pode ser mudada tanto para o lado direito como para o esquerdo. O sistema de combate corpo-a-corpo foi totalmente remodelado.

-- Publicidade --

Vários utensílios foram adicionados ao jogo, os mais notáveis são a OctoCamo (camuflagem que clona a textura do ambiente) e o Solid Eye que permite usar o radar sonoro, a visão noturna e a visão tática em primeira pessoa. Alguns outros ítens são notáveis como o robô Metal Gear Mk. II que te permite usá-lo para patrulhas e um barril de metal, semelhante a caixa de papelão presente em outros jogos da franquia.

Ao receber dano, o jogador não deverá apenas se preocupar com a barra de saúde do personagem, há também uma barra chamada de “psyche” que diminui quando Snake fica estressado, sendo este outro fator importante do jogo, o estresse é medido em forma de porcentagem e aumenta quando o protagonista presencia uma situação incomoda, como frio ou sobrecarga, por exemplo. Quanto menor a barra de “psyche”, mais difícil fica correr, atirar e se recuperar.

Em Metal Gear Solid 4 também há “chefes”, que exigem uma tática mais elaborada do que atirar neles, em um deles, por exemplo, o jogador poderá usar a visão noturna para rastrear as pegadas do inimigo e usar a direção do vento em sua vantagem. As batalhas com os “chefões” geralmente são longas e exigem que você enfrente outros inimigos além de seu alvo principal.

Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Halo 3

Jogos ps3, xbox e pc: os melhores títulos da geração | 3c644edd 2590223 8539926026 23463 | married games dicas/guias | fps, jogos de mundo aberto, multiplayer, pc, playstation, singleplayer, xbox | jogos ps3
Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Halo 3 é um jogo de tiro em primeira pessoa desenvolvido pela Bungie para o Xbox 360. É o terceiro título da franquia Halo, concluindo o arco de história que começou em 2001 com Halo: Combat Evolved seguido por Halo 2, em 2004. O título foi lançado no dia 25 de setembro de 2007 na Nova Zelândia (que, por conta do fuso horário, foi o primeiro local a vender uma cópia do jogo), Áustria, Singapura, Índia, México, Canadá, Brasil, Estados Unidos e Austrália.

No dia 26 de setembro de 2007, foi lançado na Europa e, no dia seguinte, no Japão. A história de Halo 3 centra-se na guerra interestelar, no século XXVI, entre a humanidade e um conjunto de raças alienígenas conhecido como Covenant. O jogador assume o papel de Master Chief, um supersoldado ciberneticamente aprimorado, em sua batalha contra os Covenant.

-- Publicidade --

O game apresenta veículos, armas e novas formas de jogabilidade jamais vistos nos títulos anteriores da série, bem como a adição do salvamento de vídeos de jogabilidade, compartilhamento de arquivos e um editor de mapas conhecido como Fornalha – uma utilidade que permite ao jogador realizar modificações nas fases do modo multijogador.

A Bungie começou a desenvolver Halo 3 logo após o lançamento de Halo 2. O jogo foi oficialmente anunciado na E3 2006, e seu lançamento foi precedido por uma beta do modo multijogador, aberta a jogadores que compraram o título de Xbox 360 Crackdown. A Microsoft gastou US$40 milhões no marketing da obra, em uma tentativa de vender mais consoles e ampliar a atração do jogo além da base de fãs já estabelecida de Halo. O marketing incluiu promoções cruzadas e um alternate reality game.

Um dia antes do lançamento oficial, 4.2 milhões de unidades de Halo 3 estavam em lojas de varejo. Halo 3 faturou US$300 milhões em sua primeira semana. Mais de um milhão de pessoas jogaram Halo 3 na Xbox Live nas primeiras vinte horas. Até março de 2014, já tinham sido vendidas mais de 14.5 milhões de cópias, sendo o quinto título mais vendido de Xbox 360, o segundo mais vendido da franquia Halo, o exclusivo mais vendido de Xbox 360 e o jogo de tiro em primeira pessoa mais vendido, fora os videogames da franquia Call of Duty. 

O jogo também foi o mais vendido de 2007 nos Estados Unidos. Em geral, o título foi muito bem recebido pelos críticos, sendo a Fornalha e o modo multijogador apontados como fortes características; entretanto, alguns avaliadores criticaram aspectos da campanha, especialmente o enredo e seu layout. Uma prequela do jogo, intitulada Halo 3: ODST, foi lançada globalmente em 22 de setembro de 2009. Sua sequência, Halo 4, lançada em 6 de novembro de 2012, foi desenvolvida pela 343 Industries e faturou $220 milhões em seu primeiro dia.

Jogos PS3, Xbox e PC: Os melhores títulos da geração

Alguns dados retirado de Wikipédia.

-- Publicidade --
Avatar of juanxcursed

Empresário, 29 anos, fundador da Married Games, desenvolvedor, gamer, entusiasta e um completo NERD, Juan ainda gosta de pegar a sua guitarra e tirar um bom som no Rocksmith.