Pesquisar
Close this search box.

W7M Esports anuncia entrada para o cenário de Valorant Feminino

Em parceria com o Banco do Brasil, Bulls entram em mais uma modalidade e passam a ter quatro equipes femininas na organização

Nesta quinta-feira (06), a W7M Esports, tradicional organização de esportes eletrônicos, anunciou oficialmente sua entrada para o cenário feminino de Valorant. Em parceria com o Banco do Brasil, instituição que fomenta o universo gamer desde 2018 e é patrocinadora oficial dos Bulls, a nova line-up contará com o mesmo naming rights da equipe feminina de R6, usando o nome de BB. W7M. Com a novidade, a organização passa a ter quatro modalidades competitivas no cenário feminino, sendo elas: Valorant, Free Fire, Rainbow Six Siege e CS:GO.

Leia Também:
Aprenda a criar Histórias em Quadrinhos
62 Melhores Mods De The Sims 4
15 Melhores Aplicativos Similares Ao HappyMod
Windows 10/11: Como Ativar Sem Instalar Nada
Guia Definitivo Para Criar E Desenhar Personagens
WordPress: Tudo Sobre O Criador De Sites

Cenário de valorant feminino
Time da W7M Esports

Lideradas pelo coach Luís Gustavo “lu1sx” Boito, o time será composto por nomes conhecidos, como “Ori” Damasceno e Thalia “hanna” Fischer, que se juntam as revelações Isabela “peixinho” Souza, Marianne “anne” Abreu e Mayara “may” Prado. A estreia oficial da equipe acontecerá na Brasil Game Show, principal feira de games da América Latina, em um ShowMatch contra a equipe da TBK, nesta sexta-feira (07).

“Sempre que anunciamos a entrada em uma nova modalidade competitiva, um estudo sobre o cenário e sobre o ecossistema do novo jogo é realizado dentro da W7M, pois buscamos levar a melhor infraestrutura para todos os times se desenvolverem na organização. Por isso, ficamos muito felizes em anunciar que agora estaremos no Valorant Feminino, com o objetivo de atuar em alto nível dentro do cenário, dar todo o suporte para as jogadores e buscar, juntos, por mais títulos“, comentou Felipe Funari, CEO e diretor de operações da W7M.

Com quase de cinco anos de atuação dentro do cenário de esports, a W7M já esteve presente em diversas modalidades competitivas, esta, no entanto, é a primeira vez que a organização anuncia a entrada oficial para um jogo da Riot Games. Vale ressaltar que o cenário feminino de Valorant é aberto para todas as pessoas que não se identificam com o gênero masculino, abrangendo também jogadores do movimento LBGBTQIA+.

Para saber mais sobre a W7M esports e suas novidades, acompanhe as redes sociais da organização: Instagram, Twitter e Twitch.

Sobre W7M Esports

Formada em 2017, a W7M Esports é uma divisão da W7M Investments Group com foco no universo dos esportes eletrônicos. Atualmente a organização conta com times no CS:GO Feminino, Free Fire Feminino, Rainbow Six Siege Masculino e Feminino, Valorant Feminino e FIFA. Além da parte competitiva, a organização tem como objetivo fomentar o cenário como um todo e conta com patrocínio do Banco do Brasil, PlayCoffee e Tortuguitas.

BB nos eSports

O BB começou a apoiar o segmento de jogos eletrônicos em 2018. Desde então, patrocina e realiza grandes projetos e eventos, a exemplo da “Brasil Game Show” (BGS). Em 2021, promoveu a troca de experiências entre gamers e amantes dos eSports com a “Game Talks BB”, além de criar o “BB Game Series”, primeiro torneio de propriedade da instituição, que contou com diversas etapas, sendo as duas primeiras a Universitária e a Wild Rift. Por meio do eSports, o BB diversifica suas estratégias de transformação digital e rejuvenescimento da base de clientes.

Fale conosco nos comentários e diga se curtiu essa novidade e aproveite para ler mais notícias no nosso site.

Quer dar vida aos seus modelos 3D com texturas impressionantes? Continue lendo para aprender tudo sobre o processo de mapeamento UV do Blender!
Saiba mais sobre a espetacular memória RAM DELTA TUF RGB DDR5
Quer saber se vale a pena jogar a última obra de Akira Toryama? Então veja nossa analise de Sand Land
Conheça o robusto HD portátil SSD T-FORCE M200
Aprenda como enviar comandos aos personagens do seu jogo com o Signals no Godot
Saiba mais sobre os processos e mecanismos de Renderização no Blender