Pesquisar
Close this search box.

O que é CMS e Por Que Você Deve Aprender Sobre Isso

Um sistema de gerenciamento de conteúdo é um software que revolucionou a forma de se criar sites, então entenda o porque você deve saber o que é CMS

Saiba o que são sistemas de gerenciamento de conteúdo, como funcionam e por que são importantes para empresas em crescimento. Existem muitas siglas no mundo da internet para quem quer quer ter um site ou blog de sucesso. SEO, CRM e CMS são apenas alguns importantes. O CMS é particularmente importante, considerando que mais de 68 milhões de sites são construídos usando ele. Então o que é o CMS (definição da Wikipedia) e por quê você deveria usar um para construir seu site?

CMS significa Sistema de Gerenciamento de Conteúdo e um sistema desses, como o WordPress, também pode ser a solução que você procura para criar rapidamente um website tendo pouco ou nenhum conhecimento técnico e com recursos limitados.

Vamos falar sobre esses sistemas, suas vantagens e o motivo para você aprender a usar um hoje mesmo. Se ficar com dúvidas, basta deixar aí nos comentários.

Entendendo o que é CMS

Neste post, vamos definir o que é um CMS e como ele funciona. Em seguida, veremos como você pode usar um CMS para lidar com a infraestrutura do seu site para que você possa se concentrar na criação de conteúdo interessante que resulte em mais conversões e leads.

Com um CMS, você pode criar, gerenciar, modificar e publicar conteúdo de um website em uma interface amigável. Você pode personalizar o design e a funcionalidade do seu site baixando ou comprando modelos e extensões, em vez de codificar. Você pode ter vários usuários trabalhando no back-end da mesma ferramenta – e muito mais. Mas, você pode estar se perguntando como um software faz tudo isso. Para responder a essa pergunta, vamos dar uma olhada em como funciona um CMS.

Como funciona um CMS

Para entender como um CMS funciona, primeiro você precisa entender como é construir um site do zero. Você começaria com o código HTML para adicionar texto, imagens, barras de navegação e outras coisas que fazem um site. Em seguida, você adicionaria CSS para estilizar esses elementos para combinar com a aparência exclusiva do seu projeto.

Você terminaria escrevendo algum JavaScript para adicionar funcionalidades mais avançadas ao seu site, como imagens e banners deslizantes. Então você teria que carregar todo este arquivo HTML para o seu servidor para ser arquivado em seu banco de dados.

Sempre que você quiser fazer alterações – mesmo as simples, como atualizar conteúdo – você precisa baixar arquivos do servidor, abri-los e alterar o código HTML manualmente. Então você terá que se certificar de que não quebrou nenhum link ou qualquer outra coisa antes de fazer o upload dos arquivos de volta para o servidor.

Parece complicado, sim? Para desenvolvedores e outros usuários avançados com experiência em desenvolvimento de sites, construir um site do zero pode ser o ideal. Mas para aqueles que não têm habilidades de codificação ou tempo e recursos para construir um site do zero e mantê-lo, aprender a como fazer um site do zero usando um CMS pode ser o ideal. Vamos falar sobre como.

Como usar um CMS

Um CMS é composto de duas partes principais: um aplicativo de gerenciamento de conteúdo (CMA) e um aplicativo de entrega de conteúdo (CDA). Combinados, esses aplicativos lidam essencialmente com todo o código, consultas de banco de dados e infraestrutura no back-end (a parte do código) para que você possa se concentrar no front-end (a parte do seu site que os usuários irão ver).

Em vez de começar com uma página HTML em branco, por exemplo, você abrirá o editor de conteúdo e poderá adicionar texto em negrito, adicionar links e CTAs e inserir imagens e tabelas arrastando e soltando alguns módulos ou clicando em alguns botões em vez de escrever toda a parte complexa do código.

Para fazer outras alterações em seu site, como alterar a estrutura de links permanentes ou instalar extensões, basta navegar até a seção apropriada em seu painel de administração. Este é o CMA em ação: todas essas alterações são feitas em uma interface intuitiva que oculta o código de você, usuário final.

Quando você terminar de fazer as alterações, o CDA pegará o conteúdo que você inseriu no CMA, montará o código, exibirá para seus visitantes front-end e o armazenará. Isso significa que quando você deseja publicar uma nova postagem no blog, por exemplo, basta clicar no botão Publicar em vez de enviar manualmente uma página para o seu servidor. Agora que entendemos o que é um CMS, como ele funciona e como usá-lo, vamos explorar os benefícios de usar um em vez de criar um site do zero ou usar outra ferramenta de criação de sites.

O que é cms
Você não precisa mais de um desenvolvedor para fazer o seu site

CMS mais populares

Vamos falar um pouco sobre oito exemplos populares de plataformas CMS. Assim, você pode descobrir qual pode ser o mais adequado para as necessidades do seu site. Se quiser mais algumas, temos uma matéria com cinco alternativas ao WordPress para você conhecer.

1. CMS Hub

Com o CMS, você pode criar sites seguros, poderosos e otimizados para mecanismos de pesquisa. Usando esta plataforma conectada, você pode criar conteúdo personalizado para visitantes com base em dados do seu HubSpot CRM, criar modelos e estilos personalizados, executar testes A/B em conteúdo multilíngue, redesenhar e relançar páginas da web com segurança, visualizar análise de desempenho e mais.

Ao combinar facilidade de uso e flexibilidade, esse CMS é ideal para empresas com diversas equipes de profissionais de marketing, desenvolvedores e profissionais de TI que desejam crescer ao longo do tempo. Saiba mais sobre as opções de personalização do CMS Hub, suporte multilíngue, painéis de relatórios e muito mais.

2. WordPress

O WordPress é uma plataforma auto-hospedada onde milhões de sites já foram feitos. Você pode criar um site WordPress de maneira fácil e rápida usando o editor Gutenberg e personalizá-lo com qualquer um dos milhares de plugins do sistema e temas para WordPress disponíveis no diretório oficial do WordPress ou em outros sites de terceiros.

Deseja adicionar formulários e chat ao vivo ao seu site? Quer um tema que vem com um construtor visual integrado e teste AB? Aproveitando plugins e temas do WordPress como esses, você pode criar uma experiência única específica para sua marca.

3. Joomla

IOs proprietários de sites que procuram mais funcionalidades incorporadas à plataforma podem tentar uma alternativa ao WordPress como o Joomla. Assim como o WordPress, o Joomla é um CMS de código aberto.

O que diferencia o Joomla é seu suporte multilíngue integrado e opções avançadas de gerenciamento de usuário e conteúdo, que o tornam ideal para sites de associação, comunidade e redes sociais. UIDAI, por exemplo, é um site multilíngue desenvolvido pelo Joomla.

4. Drupal

O Drupal é um CMS altamente flexível preferido por grandes corporações e agências governamentais, como a NASA. Embora você precise de experiência em desenvolvimento web para aproveitar totalmente o poder desta plataforma, você não precisará começar do zero.

Além de seus recursos prontos para uso, você pode escolher entre 47.000 módulos disponíveis em seu diretório e milhares de temas gratuitos em seu repositório de temas para construir um site complexo que lida com grandes volumes de dados e tráfego pesado. Recomendado para grandes empresas.

5. Magento

A versão auto-hospedada do Magento, conhecida como Magento OpenSource, é como o Drupal do mundo do comércio eletrônico. É altamente flexível e seguro, mas difícil de aprender e aproveitar todas as suas funcionalidades e extensões integradas.

Com o Magento, você pode gerenciar várias lojas, usar vários provedores de remessa em todo o mundo e realizar transações em diferentes países, idiomas e moedas – tudo no mesmo painel. Portanto, se você tiver tempo e recursos para investir em configuração e manutenção, poderá construir uma loja online com um enorme estoque de produtos e alcance global. É uma grande alternativa ao Woocommerce.

6. Webflow

O Webflow é um sistema de gerenciamento de conteúdo “visual” projetado para preencher uma lacuna de mercado para web designers que desejam se concentrar na criação e personalização de sites sem se preocupar com hospedagem, segurança ou desempenho. Com o Webflow, você pode começar com uma das centenas de modelos pré-criados ou começar do zero usando o Webflow Designer mostrado abaixo.

Você também pode estender a funcionalidade do seu site por meio de integrações de terceiros ou incorporação de código HTML. Como requer pelo menos algum conhecimento de HTML, CSS e web design, o Webflow é mais adequado para designers ou agências freelancers.

7. Ghost

Se você está procurando um CMS mais simples e leve dedicado a blogs, o Ghost é uma ótima opção. Basicamente, isso permite que você crie e gerencie conteúdo e, em seguida, entregue esse conteúdo por meio de suas APIs Node.js (ou outra ferramenta de front-end de sua preferência) para qualquer plataforma e canal, de smartwatches a headsets de realidade virtual.

Com um editor intuitivo e ferramentas de SEO integradas, o Ghost atrai blogueiros e iniciantes que desejam um site básico que seja simples de criar e gerenciar. É um CMS mais fácil de usar para iniciantes, mas ainda pode ser usado por aqueles que conhecem bem o desenvolvimento de sites e web design.

8. Sitecore

Sitecore é um CMS de nível empresarial que permite criar e entregar sites personalizados, e-mails, postagens de mídia social e experiências móveis. Você pode usar seu editor WYSIWYG com funcionalidade de arrastar e soltar, regras de personalização baseadas em sessão e dispositivo e ferramentas multilíngues para dimensionar sua criação de conteúdo e fornecer conteúdo otimizado para os interesses, idioma e dispositivo de seus usuários.

E graças à arquitetura do Sitecore, você pode dar essas experiências relevantes ao cliente em vários canais, incluindo web, social, voz, ponto de venda e muito mais. Este CMS cuida de mais de 120.000 sites em setores que vão de esportes a bancos, viagens e muito mais. Algumas de suas maiores marcas são American Express (cartões de crédito), L’Oréal (produtos de beleza) e a marca de carros Volvo.

Por que usar um CMS?

Já mencionamos alguns benefícios de usar um CMS, mas vamos ver algumas maneiras específicas que podem afetar seu processo de configuração, a produtividade da equipe e a visibilidade online. Aprender a usar um CMS, como o WordPress, pode ser uma oportunidade para que você mude de profissão e passe a atuar como um Webdesigner, criando temas para os sites ou mesmo plugins. Tudo é muito fácil e intuitivo de se fazer, e para mostrar isso, vamos listar 10 razões para você usar um CMS no seu site hoje mesmo.

1. Nenhum conhecimento de codificação necessário

Ao permitir que não desenvolvedores e outros usuários criem sites sem codificação, os sistemas CMS ajudaram a revolucionar o design da web. Já se foram os dias de depender de desenvolvedores e designers da web para estabelecer uma presença online para o seu negócio.

Você pode criar e gerenciar conteúdo, personalizar o design do seu site e instalar extensões para adicionar funcionalidade ao seu site — tudo sem codificação. (É importante saber que a maioria das plataformas permite que você adicione código personalizado para um controle mais granular sobre seu site também.) Como resultado, usuários com recursos técnicos e tempo limitados ainda podem criar um site poderoso para seus negócios.

2. Colaboração fácil

Vários usuários podem acessar e trabalhar no back-end de um CMS ao mesmo tempo. Isso significa que em qualquer dia, seus profissionais de marketing podem estar produzindo conteúdo, seus profissionais de TI implementando protocolos de segurança e seus desenvolvedores adicionando código personalizado ao seu tema.

Na verdade, todos eles podem estar trabalhando na mesma página ao mesmo tempo sem problemas. A HubSpot também oferece uma ferramenta CMS gratuita, perfeita para aqueles que procuram um sistema que possa crescer com eles à medida que seu site prospera. Em suma, um CMS pode ajudar a melhorar os fluxos de trabalho e a produtividade de sua equipe.

3. Funções e permissões do usuário

Um CMS permite que você colabore da maneira mais eficiente e segura possível, graças às funções e permissões de usuário integradas (e geralmente personalizáveis). Isso significa que os criadores de conteúdo, por exemplo, podem ter todas as permissões necessárias para escrever, publicar e gerenciar conteúdo, mas não poderão excluir plugins ou alterar significativamente a funcionalidade do site. Sem um CMS, você teria que codificar algumas condições e verificações bastante complicadas para criar funções de usuário e permissões em JavaScript.

4. Recursos e extensões de SEO

As plataformas CMS oferecem recursos integrados e complementos para ajudá-lo a otimizar seu site para os mecanismos de pesquisa. Usando ferramentas internas ou de terceiros, você pode:

  • Personalizar títulos de página e meta descrições
  • Escolher estruturas de URL compatíveis com SEO
  • Criar mapas do site XML
  • Adicionar texto alternativo da imagem
  • Criar redirecionamentos de links
  • Incluir navegação breadcrumb
  • Otimizar os tempos de carregamento da página

A implementação dessas práticas recomendadas ajudará a melhorar suas chances de classificação no Google e em outros principais mecanismos de pesquisa.

5. Recursos e extensões de segurança

As plataformas CMS também oferecem recursos e complementos integrados para ajudá-lo a proteger seu site. Alguns até oferecem uma equipe de segurança dedicada. O CMS Hub, por exemplo, fornece uma equipe de segurança dedicada 24 horas por dia, 7 dias por semana, um firewall de aplicativo da Web de classe empresarial e outros recursos prontos para uso para garantir mais segurança ao seu site.

6. Modelos pré-concebidos

A maioria das plataformas CMS vem com uma seleção de modelos predefinidos que você pode usar para personalizar rapidamente a aparência do seu site. Eles também podem afetar o comportamento do seu site.

Escolher um modelo responsivo, por exemplo, garantirá que seu site fique bem em qualquer dispositivo, sem exigir que você escreva um monte de código. Os modelos não apenas economizam tempo de design antes de lançar seu site, mas também podem tornar o redesenho do site muito mais rápido e simples no futuro.

7. Atualizações simples

Conforme discutido acima, um CMS permite que você faça alterações em seu site de maneira mais rápida e fácil – desde grandes atualizações, como um redesenho do site, até pequenas atualizações, como alterar a imagem em sua página inicial. Em vez de contratar um desenvolvedor freelancer ou tentar editar o código você mesmo, você pode acessar o painel do seu CMS para atualizar e editar o conteúdo do seu site. Isso permite que você mantenha seu conteúdo dinâmico e relevante.

8. Funcionalidade de blog

Os blogs oferecem uma série de benefícios, principalmente para as empresas. Ele pode ajudar a direcionar o tráfego para seu site, converter tráfego em leads, estabelecer autoridade em um setor específico, gerar backlinks e alcançar outros resultados de longo prazo. Mas construir um blog do zero é difícil, mesmo para desenvolvedores experientes.

Uma grande vantagem de usar um CMS é que a maioria fornece funcionalidade de blog (ou extensões) integrada, por isso é fácil começar a criar e publicar conteúdo de blog e colher os benefícios.

9. Agendamento de conteúdo

A programação de conteúdo é essencial para qualquer estratégia editorial. Ao criar um site do zero, você pode agendar o conteúdo, mas isso exigirá uma combinação de codificação e ferramentas como o GitHub.

Com um CMS, agendar conteúdo é tão fácil quanto clicar em um botão. A maioria das plataformas permite que você agende mais do que apenas postagens de blog. Com o CMS Hub, por exemplo, você pode agendar postagens de blog, bem como páginas do site, páginas de destino e e-mails.

10. Fácil Acesso

Com uma plataforma CMS, você pode acessar e editar seu site em praticamente qualquer dispositivo com conexão à internet. Isso é muito mais fácil do que a alternativa de construir um site do zero, que exige que você esteja em um dispositivo conectado ao servidor ou se conecte remotamente. Além disso, a maioria dos sistemas CMS tem um único painel ou painel de controle onde você pode acessar o conteúdo, tema, plug-ins, configurações e muito mais do seu site – tudo em um só lugar.

Se o seu site estiver crescendo, talvez seja necessário atualizar para um CMS para atender às suas necessidades. Aprender a mexer com um sistema de CMS, como o WordPress, pode ajudar você não somente a criar seu site, mas também desenvolver sites, temas e plugins que você pode usar para aprimorar o seu negócio ou vendê-los na internet.

FAQ Rápido

O que faz um CMS?

Um CMS é um aplicativo de software que permite aos usuários colaborar na criação, edição e produção de conteúdo digital: páginas da web, postagens em blogs, etc.

WordPress é um CMS?

O WordPress é um popular sistema de gerenciamento de conteúdo de código aberto (CMS). Embora originalmente associado principalmente a blogs pessoais, desde então passou a ser usado para uma ampla variedade de sites, incluindo publicações profissionais e plataformas de comércio eletrônico.

O CMS é melhor do que a codificação?

Você deve usar a ferramenta CMS sempre que aplicável para fazer as coisas básicas rapidamente. Então, onde o uso da ferramenta CMS termina, você deve usar a codificação manual para obter os recursos desejados. Portanto, como desenvolvedor de sites, você deve ter conhecimento de como usar ambos para criar um site de acordo com sua necessidade.

Como o CMS é útil na construção de sites?

Um sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS) é um aplicativo usado para gerenciar conteúdo, permitindo que vários colaboradores criem, editem e publiquem. O conteúdo de um CMS normalmente é armazenado em um banco de dados e exibido em uma camada de apresentação com base em um conjunto de modelos como um site.

Agora, fale conosco: qual CMS você utiliza em seu site. Tem alguma recomendação de um bom sistema? Deixe aí nos comentários e aproveite para ler mais sobre tecnologia e WordPress no nosso site.

Saiba mais sobre a Criação de Sistemas de Partículas em Jogos
Conheça as melhores mais práticas ferramentas de IA para Desenvolvimento de Jogos
Saiba como fazer uma Campanhas de Sucesso para Jogos
Torne-se um desenvolvedor de sucesso construindo Uma Base de Fãs para Jogos Indie
Já se perguntou em como Como Criar Física Realista em Jogos? Então saiba tudo o que você precisa saber para fazer isso
Veja como ter seu game com uma performance incrível com essas Técnicas de Otimização para Jogos 2D