CEO da Take-Two está confiante na tecnologia Blockchain

Strauss Zelnick acredita que os NFT são uma tecnologia do futuro, mas sabe que há desconfiança

O CEO da Take-Two (que detém as desenvolvedoras Rockstar Games e 2K Games), Strauss Zelnick, parece bem animado com a tecnologia de NTF (tokens não fungíveis) nos jogos. Pelo menos, mais animado do que o que ele esteve com outras novidades no mundo dos games antes. Em 2019, ele declarou que o Fortnite “nunca afetou a indústria [dos videogames]” e, um ano depois, disse que estava “muito cético” de que serviços de assinatura, como o Xbox Game Pass, se tornariam o principal método de distribuição de jogos.

Além dessas declarações, Zelnick foi ainda mais energético em relação a seus pensamentos sobre o futuro da Realidade irtualV, dizendo que estava grato pela Take-Two “não desperdiçar dinheiro com isso”. Porém, em relação aos NFT, ele parece mais otimista. Zelnick disse à GamesIndustry que ele é um “grande crente” nos NFTs – embora não necessariamente como eles existem agora.

Leia Também:
Gosta de pôquer e criptomoedas? Conheça Polker
34 melhores jogos para ganhar criptomoedas
Criptokitties, conheça os gatinhos que valem dinheiro
Guia para iniciantes de Axie Infinity
Jogos parecidos com Axie Infinity

“Se você acredita em bens físicos colecionáveis, não sei por que não acreditaria em bens digitais colecionáveis”, disse Zelnick. “E a autorização de blockchain, que é o que um NFT realmente é, é uma maneira – não a única – de autenticar o fato de que algo é singular, é raro.

Ceo da take-two
Strauss Zelnick

“Acredito muito, mas não acredito que só porque algo é digital, ou que é um NFT, de repente tem valor e/ou o valor será aumentado no futuro. E acho que esse é o problema. NFTs, porque estão relacionados ao blockchain como atualmente contemplado e porque alguns saíram por muito dinheiro, são vistos por alguns como apenas mais uma oportunidade de investir em uma especulação que alguns acham que só aumentará. Não basta subir; eles descem também.”

-- Publicidade --

Porém, o CEO da Take-Two acha que ainda não são totalmente seguros

Vários golpes recentes de NFT custaram milhões de dólares aos patrocinadores: O criador dos NFTs Evolved Apes ganhou US $ 2,7 milhões em outubro e, no início desta semana, um cripto-golpe relacionado a série da Netflix, Round 6, arrecadou mais de US $ 3,3 milhões. É óbvio que fazer negócios com a Take-Two tem menos chance de ser um golpe do que o tal Evolved Apes, mas ainda é o início de uma tecnologia complexa e arriscada – sem contar o desafio de convencer as pessoas de que uma imagem na Internet é única e vale milhares de reais.

“Para um NFT ser valioso e durável, ele deve estar naquele ponto entre a ‘raridade’ e ‘qualidade’, ‘raridade’ e ‘valor’”, disse Zelnick. “E há raridade, com certeza, em todos os NFTs, mas não tenho certeza se há valor.”

NFTs e criptomoedas também são um ponto de discórdia em toda a indústria. O Steam impôs recentemente uma proibição geral de jogos com NFTs ou criptomoedas no Steam, após o que Tim Sweeney disse que a Epic Games Store “dará as boas-vindas aos jogos que fazem uso da tecnologia blockchain”, além de alguns desenvolvedores que estão se reunindo para pedir a volta dos criptogames para a Steam, alegando que a Valve sempre foi pioneira em várias tecnologias e não poderia estar se fechando para essa.

Ceo da take-two está confiante na tecnologia blockchain | 3263d53f axie 1 |. Criptomoedas, 2k games, bitcoin. , bitcoins, criptomoeda, rockstar, take-two | ceo da take-two notícias
Axie Infinity, um popular jogo de Criptomoedas

O impacto ambiental da tecnologia blockchain que sustenta NFTs e criptomoedas também é uma grande preocupação: um relatório da MSNBC no início deste ano disse sem rodeios que “Bitcoin, NFTs e outros modismos criptográficos estão destruindo nosso planeta” por causa de seu uso extremo de energia.

Uma postagem na página oficial da ONU, as Nações Unidas, de junho teve uma visão mais positiva, porém, dizendo que a tecnologia poderia se tornar uma rede positiva para a comunidade global se “soluções de baixo consumo de energia” pudessem ser encontradas. Zelnick expressou confiança de longo prazo semelhante na tecnologia de blockchain, dizendo que “ela ainda não encontrou muitos usos fora da criptomoeda, mas encontrará”.

-- Publicidade --

Agora, deixe nos comentários, você concorda com ele? Acha que as blockchains ainda terão usos além da criptomoeda? Está confiante com as criptomoedas? Fale conosco e leia mais sobre criptomoedas no nosso site.

Fonte: GamesIndustry

Avatar of paulo fabris

Paulo Fabris é um jornalista, escritor, RPGista, gamer, cosplayer, nerd e fã de animes desde a época da TV Manchete.