Pesquisar
Close this search box.

WebGL: Entenda como o seu Navegador pode rodar jogos e programas em 3D

Saiba o que é o WebGL, uma API que permite que vocÊ jogue games 3D no navegador

As tecnologias 3D podem ser usadas no navegador para criar experiências de usuário interativas bonitas e altamente envolventes e, uma dessas tecnologias é o WebGL (site oficial).

Essa é uma API JavaScript para renderização em tempo real de gráficos 3D e 2D em um navegador baseado em OpenGL (site) ES – a API de software usada em sistemas embarcados, como smartphones e tablets.

Tradicionalmente, os navegadores da web usavam o processador para renderizar conteúdo, mas nos últimos anos os navegadores adotaram suporte para aceleração de hardware.

O que significa que os desenvolvedores da web agora podem acessar a placa de vídeo de um dispositivo para permitir a renderização de gráficos complexos (se o seu site for complexo, certifique-se sua hospedagem na web pode atender às suas necessidades).

Mas, na prática, o que é que isso faz por você e como o WebGL funciona? Vamos falar sobre essa API e, se você ficar com dúvidas, é só deixar aí nos comentários.

Entendendo a WebGL

O WebGL, sigla para “Web Graphics Library”, é uma tecnologia de programação que permite a criação e renderização de gráficos 3D interativos diretamente em navegadores da web, sem a necessidade de plugins adicionais. Ele é baseado na linguagem de programação JavaScript e utiliza a API OpenGL para gerar gráficos tridimensionais de alta qualidade, aproveitando o poder de processamento das unidades de processamento gráfico (GPUs) presentes nos computadores dos usuários.

O WebGL é amplamente utilizado para desenvolver jogos, visualizações de dados complexos, aplicativos de design e simulações interativas, proporcionando uma experiência imersiva diretamente no navegador, o que o torna uma ferramenta valiosa para desenvolvedores e criadores de conteúdo web.

O WebGL tem sido um avanço significativo na criação de conteúdo visualmente impressionante e interativo para a web. Ao permitir a exibição de gráficos 3D complexos sem a necessidade de plugins externos, ele abre portas para experiências online mais envolventes e ricas em conteúdo visual, beneficiando áreas como jogos, educação, visualização de dados e muito mais.

Para quem faz softwares e programas, o WebGL é uma linguagem difícil de entender, mas felizmente existem diversas bibliotecas JavaScript que tornam a API mais acessível, como Babylon.js e three.js. Essa tecnologia está mesclando conjuntos de habilidades entre desenvolvedores web tradicionais, desenvolvedores de jogos e artistas de efeitos visuais, onde todas essas disciplinas trabalham juntas para desenvolver experiências interativas na web.

CURTIU? QUER MAIS CONTEÚDOS COMO ESSE? DEIXE SEU NOME E EMAIL E RECEBA MAIS MATÉRIAS COMO ESSA

Ter uma compreensão dos princípios básicos de efeitos visuais é crucial – iluminação, câmeras, animação e geometria 3D entram em jogo – e é vital ter uma compreensão de estruturas JavaScript e HTML. Para recursos mais básicos de web design, experimente nosso guia para o melhor construtor de sites e esses brilhantes provedores de armazenamento em nuvem.

Ativar o WebGL no Navegador

Para ativar o WebGL no seu navegador, siga as instruções específicas para o navegador que você está usando:

Google Chrome:

  1. Abra o Google Chrome.
  2. Na barra de endereços, digite chrome://settings e pressione Enter.
  3. Role para baixo e clique em “Avançado” para expandir as opções.
  4. Na seção “Sistema”, verifique se a opção “Usar aceleração por hardware quando disponível” está ativada.
  5. Role mais para baixo e clique em “Configurações de conteúdo” na seção “Privacidade e segurança”.
  6. Selecione “Gráficos” na seção “Recursos”.
  7. Certifique-se de que a opção “Usar aceleração de hardware quando disponível” esteja ativada.
  8. Reinicie o navegador.

Mozilla Firefox:

  1. Abra o Mozilla Firefox.
  2. Na barra de endereços, digite about:config e pressione Enter.
  3. Você verá um aviso de risco. Clique em “Aceitar o risco e continuar”.
  4. Na barra de pesquisa na parte superior, digite webgl.disabled.
  5. Certifique-se de que o valor da preferência webgl.disabled seja definido como false. Se não for, clique duas vezes nela para alterar o valor.
  6. Reinicie o navegador.

Microsoft Edge:

  1. Abra o Microsoft Edge.
  2. Na barra de endereços, digite edge://settings/system e pressione Enter.
  3. Certifique-se de que a opção “Usar aceleração de hardware quando disponível” esteja ativada.
  4. Reinicie o navegador.

Safari:

  1. Abra o Safari.
  2. No menu “Safari” no canto superior esquerdo, clique em “Preferências”.
  3. Vá para a guia “Segurança”.
  4. Certifique-se de que a opção “Ativar WebGL” esteja marcada.
  5. Feche a janela de preferências e atualize a página da web.

Opera:

  1. Abra o Opera.
  2. Na barra de endereços, digite opera://settings e pressione Enter.
  3. Role para baixo até a seção “Privacidade e segurança”.
  4. Certifique-se de que a opção “Usar aceleração de hardware quando disponível” esteja ativada.
  5. Feche a guia de configurações e atualize a página da web.

Brave:

  1. Abra o Brave.
  2. Na barra de endereços, digite brave://settings e pressione Enter.
  3. Role para baixo até a seção “Sistema”.
  4. Certifique-se de que a opção “Usar aceleração de hardware quando disponível” esteja ativada.
  5. Reinicie o navegador.

Vivaldi:

  1. Abra o Vivaldi.
  2. Na barra de endereços, digite vivaldi://settings e pressione Enter.
  3. Vá para a seção “Páginas da Web”.
  4. Verifique se a opção “Ativar aceleração de hardware” está marcada.
  5. Reinicie o navegador.

Lembre-se de que, em alguns casos, a ativação do WebGL pode depender das configurações do seu sistema e das capacidades da sua placa gráfica. Se você encontrar problemas, verifique se os drivers da sua placa gráfica estão atualizados e se o WebGL é suportado pelo seu hardware.

Testando o WebGL

Você pode testar se o WebGL está ativado em seu navegador executando um teste simples. Siga estas etapas:

  1. Para outros navegadores, você pode usar um site de teste de compatibilidade WebGL, como o “WebGL Report” em https://webglreport.com/. Quando acessar o site, ele mostrará informações detalhadas sobre o suporte do WebGL no seu navegador, incluindo as extensões e recursos suportados.
  2. Se o WebGL estiver ativado, você verá informações indicando que ele está suportado e funcionando.

Lembre-se de que, se o WebGL não estiver ativado, você pode precisar ajustar as configurações do navegador para habilitá-lo ou atualizar seus drivers de gráficos para garantir que seu hardware seja compatível com o WebGL.

Casos de uso práticos para WebGL

Como acontece com qualquer novo meio, houve uma explosão de criatividade quando o WebGL foi lançado pela primeira vez, o que resultou em uma variedade de experiências estranhas e maravilhosas à medida que desenvolvedores e artistas experimentavam a tecnologia. Só mais recentemente é que começaram a surgir aplicações práticas à medida que a taxa de adopção aumentou.

Webgl
O jogo Runner do Studio Married Games é um excelente exemplo do que o WebGL pode fazer no navegador

No passado, as instituições de ensino criaram aplicações Flash para serem utilizadas como ferramentas de aprendizagem interativas. Embora na época fossem ótimos para envolver os alunos e ensinar assuntos complexos em um formato digerível, agora estão desatualizados, não escaláveis ​​e não são suportados em navegadores modernos. WebGL substitui o Flash e, neste caso, está sendo usado para criar ferramentas de aprendizagem intuitivas que podem lidar com gráficos e interações complexas.

Grandes marcas também adotaram o WebGL para renderizar gráficos com mais eficiência. Por exemplo, a interface do PS4 é alimentada por WebGL, permitindo que seus menus e elementos funcionem perfeitamente com atraso mínimo. Quando um usuário faz login no PS4, ele está executando o código WebGL.

O setor da arquitetura também está investindo fortemente para tornar as visualizações 3D mais acessíveis, indo ainda mais longe para incorporar o WebVR para envolver os clientes na apresentação de propriedades. E no comércio eletrônico, especialmente com itens de alto valor, o WebGL está sendo usado para renderizar modelos 3D com detalhes intrincados. Ele oferece aos usuários uma camada de ferramentas de personalização interativas que permitem atualizar a visualização do produto em tempo real. Essa abordagem faz com que os produtos se tornem ainda mais realistas e tangíveis para clientes em potencial.

FAQ Rápido

O que é o WebGL?

O WebGL, ou “Web Graphics Library”, é uma tecnologia de programação que permite a criação e renderização de gráficos 3D interativos diretamente em navegadores da web, sem a necessidade de plugins adicionais.

Quais são os navegadores compatíveis com o WebGL?

A maioria dos navegadores modernos suporta o WebGL, incluindo Google Chrome, Mozilla Firefox, Microsoft Edge, Safari e Opera. Navegadores menos conhecidos ou mais antigos podem ter variações em termos de suporte e procedimentos de ativação.

Quais são os benefícios do WebGL?

O WebGL oferece a capacidade de criar experiências 3D interativas diretamente no navegador, permitindo que os desenvolvedores criem jogos, visualizações de dados complexos, simulações interativas e muito mais. Ele proporciona uma experiência imersiva sem a necessidade de instalar plugins adicionais.

O WebGL é compatível com dispositivos móveis?

Sim, muitos dispositivos móveis modernos suportam o WebGL. Isso permite que os usuários desfrutem de conteúdo 3D interativo em seus smartphones e tablets, ampliando ainda mais as possibilidades de criação de experiências envolventes.

Agora, fale conosco e diga se você curtiu as novidades e aproveite para ler mais notícias, como sobre a placa de vídeo RTX 4090 no nosso site.

Saiba como acabar de vez com o erro OpenGL no Blender
Sua carreira do sonhos é ganhar muito dinheiro Criando Jogos? Então veja como dar os primeiros passos
Jogo de ação com múltiplas batalhas superpoderosas apresenta narrativa inédita ambientada no mundo dos quadrinhos de Invincible, da Skybound Comics
Desenvolvedores independentes e artistas podem inscrever seus projetos gratuitamente para participar do BIG Festival 2024 e Artists' Alley, na gamescom latam 2024
Conheça Sites para Criar Jogos e crie seus games sem baixar ou instalar nada
Quer saber como Desenvolver Jogos no Celular? Veja esses aplicativos