Pesquisar
Close this search box.

Review Sonic Superstars: Se fosse 2D, Já Estaria na Lista dos Clássicos

Saiba o que achamos de Sonic Superstars

Desde que jogamos na BGS e antes de escrever esse Review Sonic Superstars, já sabíamos que esse seria um dos melhores jogos do Sonic. Mas, ao contrário de outros fãs que se apegam com todas as forças aos games da década de 90 do Mega Drive e acha que nada do que veio na era moderna do personagem (ou mesmo a fase Boom) presta, este novo jogo tem suas próprias qualidades, mantendo boa parte do que foi aprendido com o passar dos anos, mas sem perder aquele toque de clássico.

Nesta nova aventura, Sonic (site oficial) e seus voltam a fazer o que sempre fizeram de melhor: correr, pular, esmagar robôs e libertar animaizinhos presos frustrando os planos do dr. Robotnik.

Esse jogo é, certamente, uma carta aos fãs da velha guarda e, ao mesmo tempo, oferecendo algumas novidades para aqueles novos fãs que conheceram o personagem através dos filmes e séries da Netflix e precisam de algumas dicas de Sonic para começar.

Mas o jogo está mesmo valendo o valor pedido pela Sega? A aventura é assim tão emocionante quanto parece? Os famosos youtubers que detonaram o game estão com a razão? Vamos falar sobre neste Review Sonic Superstars e, se você ficar com dúvidas, é só deixar ai nos comentários.

Jogando com as Super Estrelas

Esta nova aventura tem como seu principal atrativo para os fãs mais velhos a possibilidade de se jogar com Sonic, Tails e Knuckles, ou seja, as “super estrelas” da série Sonic, mas, com a novidade de jogarmos com Amy Rose. Ela já foi jogável em games como Sonic Advance, Sonic Adventure e até em Sonic The Fighters, mas em uma aventura 2D, com seu estilo clássico, Amy vem pela primeira vez como controlável. Sim, ela está em Sonic Origins, mas como o Origins não é exatamente uma aventura inédita. Vamos considerar essa uma primeira vez da Amy Clássica como uma personagem jogável.

Cada um dos personagens tem seus pontos fortes que os destacam de outros: Sonic tem o “drop dash”, que faz com que ele caia rapidamente e acelere por alguns instantes. Tails pode voar por um curto periodo. Knuckles pode planar e escalar paredes. E, a mais roubada de todos, Amy pode dar um pulo duplo e seu giro com seu martelo, o Piko-Piko Hammer, faz com que seu alcance seja praticamente o dobro do resto do elenco. Se quiser jogar no “modo fácil”, pode usar Amy tranquilamente.

Título do jogoSonic Superstars
DesenvolvedoraSega, Arzest, Sonic Team
PublisherSega
GênerosAção, Aventura
PlataformasNintendo Switch, PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox One, Xbox Series X and Series S, Microsoft Windows
PlayersSingleplayer
Tem modo local?Não
Tem modo online?Sim
DLCsNão
Requisitos Mínimos
Sistema operacional:Windows 10 ou 11
Processador:Intel Core i5-2300 ou AMD FX-4350
Memória RAM:6 GB
Placa de vídeo:NVIDIA GeForce GTS 450, 1 GB ou AMD Radeon HD 5770, 1 GB
DirectX:12
Armazenamento:20 GB disponível
Requisitos Recomendados
Sistema operacional:Windows 10 ou 11
Processador:Intel Core i5-3470 ou AMD FX-6300
Memória RAM:6 GB
Placa de vídeo:NVIDIA GeForce GTX 560, 1 GB ou AMD Radeon HD 5870, 2 GB
DirectX:12
Armazenamento:20 GB disponível

Porém, a parte divertida de Sonic Superstars é o fato de que você irá querer fazer as fases várias vezes, com todos personagens, para encontrar todo tipo de segredo que está escondido nos leveis ou alcançar um anel gigante que te levará para a caça da Esmeralda do Caos. É divertido explorar e descobrir novas rotas para chegar ao fim da fase. Claro, você também pode acelerar e passar correndo no modo “nem me viu” e chegar ao fim da fase no menor tempo possível (sempre me lembro do glitch de Sonic 1 do Master System que faz você passar a fase em menos de 20 segundos).

Não chega a ser assim, mas se você quiser apenas correr e aproveitar o “momentum” para subir rampas ou fazer loops em alta velocidade, você pode. Essa física da corrida do ouriço sempre foi um dos pontos mais criticados e avaliados pelos fãs e, sempre que ela falha, todos caem matando no game. Como foi o caso de Sonic 4, em que o personagem podia ficar parado na horizontal em meio a um loop ou perder o “momentum” e ficar preso em uma ladeira. Aqui, por sorte, não temos esse problema. Parece que a Sonic Team fez a lição de casa e repetiu bem a física de Sonic Mania. Obrigado Sonic Team.

“Olha, é igual antes”

Por mais que eu goste dos jogos antigos do Sonic e tenha crescido jogando meu Master System, ainda prefiro ver as coisas mais novas do que o repeteco de coisas antigas. Quer dizer, quantas vezes vamos ver os mesmos badnicks andando e voando nas mesmas fases. Nesta aventura não temos uma Green Hill Zone, mas temos boa parte dos mesmos elementos que sempre estiveram presentes nos jogos anteriores, como fase floresta, fase casino e a primeira fase como uma floresta tropical muito parecida com Green Hill.

Claro, isso não é problema, mas ver aquele mesmo estágio especial do Sonic 1, em que a tela gira e você está preso em um labirinto giratório? Esse estágio nem era tão divertido lá atrás. O corredor de Sonic 2 era muito mais interessante. Mas, dessa vez, a caça a esmeralda é um pouco diferente, lembrando a corda magnética de Sonic Boom ou o personagem personalizável de Sonic Forces.

Sonic superstars
Novo special stage

Você tem que se balançar, lançando uma corda de energia em alguns pontos presos no ar em uma corrida contra a esmeralda, tendo que alcançá-la antes do final do tempo que pode ser prolongado pegando anéis. Também há uma corrida similar para pegar medalhas. Essas medalhas (eu demorei para descobrir) são usadas para comprar itens cosméticos no modo multiplayer, onde montamos um robô que será o nosso avatar no modo competitivo do jogo.

À primeira vista, parece muito com Super Smash Bros, mas não funciona assim. Em vez disso, essas etapas curtas exigem que você compita para chegar ao topo da tabela após três rodadas, coletando o maior número de estrelas, sobrevivendo por mais tempo enquanto as plataformas desaparecem ou correndo até a linha de chegada. Com até oito jogadores, deve ser bastante divertido quando os servidores online estiverem preenchidos, embora jogar sozinho contra o computador se torne um pouco fácil se você estiver familiarizado com os controles. Definitivamente um para amigos.

Nem só de Supersonic vive um ouriço

Quando pensamos nas esmeraldas do caos, em geral, elas sempre me pareceram um mcguffin sem utilidade, principalmente em Sonic 1. Aí, em Sonic 2, elas passaram a ter a função de liberar os superpoderes para o personagem, mas, em geral, quando você tinha todas as 7, você já estava quase no final do jogo e qualquer desafio que vinha pela frente já não era tão desafiador a ponto de você precisar desses poderes. No máximo era divertido ver o Sonic destruindo tudo ao melhor estilo Super Sayajin.

Seu ápice chegou em Sonic 3 & Knuckles, quando elas passaram a, além de liberar os super poderes, também passaram a liberar o final verdadeiro do jogo (que era igual ao final falso, mas a fase Doomsday era muito legal e merecia ser jogada). Depois disso, elas se mantiveram mais ou menos na mesma situação. Só algo para coletar e liberar um poder especial de invencibilidade e um final alternativo. Mas, nesse jogo, isso mudou um pouco.

As Esmeraldas do Caos agora são mais do que apenas a chave para desbloquear o Super Sonic. Cada um vem com uma nova habilidade, como um mecanismo de desaceleração do tempo, um olho para descobrir segredos, um pé de feijão e um reforço para alcançar lugares mais altos e um ataque de área que envia duplicatas do seu personagem correndo pela tela, destruindo qualquer coisa que pode ser atingido.

Há até um power-up de bola de fogo, o que é um pouco embaraçoso porque é literalmente a flor de fogo de Mario, só que sem o traje branco. Por fim, você pode se transformar em água e escalar cachoeiras, o que é útil para explorar, mas talvez não acrescente muito que o pé de feijão e o impulso de ar ainda não lhe ofereçam.

Quer me matar de tédio?

Embora Sonic Superstar tenha um ritmo acelerado e a velocidade dos personagens seja um dos grandes atrativos do jogo, as lutas contra os chefes parecem que são o oposto disso. Quando um novo inimigo surge na tela, tudo estagna. Como uma forma de mostrar aos jogadores qual é a estratégia para vencer os chefes, eles fazem animações longas, ficam muito tempo voando fora do alcance do personagem e, se você perder aquele momento de vulnerabilidade, vai ter que esperar mais uns minutos até que ele volte a estar no seu alcance.

Sempre achei que o dr. Robotnik não estava muito a fim de vencer o Sonic, já que seus robôs parecem sempre muito ineficientes e lerdos. Quer dizer, passar pela tela com um carinho superlerdo com uma broca na frente e total espado para se pular em cima? Robotnik, se esforce mais meu amigo!

A maioria dos chefes se prolonga desnecessariamente com padrões de ataque cansativos que não são desafiadores ou enérgicos o suficiente para se justificarem. A maioria deles precisa ser atingida cinco vezes e parece que dois golpes são demais.

Isso é agravado pelo fato de eles demorarem muito para chegar ao alcance do ataque e, se acontecer de você errar, ficará preso em outra sequência espalhafatosa de ataque inimigo antes de conseguir outra chance.

Sonic superstars
Sonic Superstars

Muitos desses encontros tentam criar um quebra-cabeça, mas são péssimos em comunicar o que querem que você faça, já que não há texto, diálogo ou mesmo pistas de contexto. Outros são apenas uma bagunça sangrenta, como o mech com um grande martelo que pode desencadear incorretamente uma morte instantânea “esmagadora”, mesmo se você não estiver sob ele, o que é realmente horrível, já que pular no martelo é a melhor maneira de alcançar os pontos fracos. Isso se a física não ficar confusa e não conseguir registrar você acertando ele.

Outro detalhe que torna a aventura um pouco menos empolgante é a falta de vidas. Algo que veio junto com Sonic Origins e os jogos mais modernos que contam com salvamento automático, é muito raro achar um game que hoje em dia tenha um número limitado de vidas e te obrigue a começar tudo do zero caso você perca todas, mas, mesmo assim, bem que poderíamos ter um ‘modo com vidas’ para quem quiser se sentir jogando seu Mega Drive outra vez.

Afinal, é Bom ou não é?

Como sempre, o maior problema dos jogos atuais é o preço. Sonic é um jogo clássico e esta nova versão, a Superstars, certamente é um game que merece ser conferido pelos novos e velhos fãs. Você terá umas boas horas de diversão, nostalgia, descobertas e até alguns risos com os planos frustrados de Eggman, Trip e Fang. Mas, se não quiser desembolsar o valor cheio, o melhor é esperar uma boa promoção, pois o game está bem salgado de inicio. Ele é lindo de se ver, mas enquanto os jogos continuam custando a média de R$ 200, fica difícil recomendar algum jogo com certeza absoluta.

Sonic Superstars

Paulo “Doido” Fabris

Sonic superstars | aventura, mundo aberto, pc, playstation, sega, singleplayer, sonic, xbox | review sonic superstars: se fosse 2d, já estaria na lista dos clássicos | 6d66f126 sonic superstar 2 | análises
Gráficos
Música
Jogabilidade
Diversão

Ficha Técnica

Título do jogo: Sonic Superstars
Desenvolvedora: Sega, Sonic Team, Arzest
Publisher: Sega
Gênero: Ação, Aventura
Plataformas: PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox One, Xbox Series X e Series S, Microsoft Windows,

Prós
Uma volta as origens da série;
Física muito similar a era 16-bits;
Cenários deslumbrantes;

Contras
Chefes com longas animações que quebram o ritmo da aventura;
Falta de vidas deixa tudo muito fácil;

4.5

FAQ Rápido sobre Sonic Superstars

Quantas horas dura Sonic Superstars?

A campanha leva quatro horas para ser concluída como um único personagem e cerca de 15 horas como cada personagem. Ao contrário dos jogos anteriores do Sonic 2D, Superstars não tem vidas, então o jogador nunca verá um game over.

Sonic Superstars é uma sequência?

A proposta da Sega é bem simples: Sonic Superstars é uma sequência direta dos jogos do Sonic da era Mega Drive/Genesis, embora não seja especificado em qual ponto da linha do tempo.

Quantos estágios existem em Sonic Superstars?

Desde o início, existem três maneiras diferentes de aproveitar Sonic Superstars: Story Mode, Battle Mode e Time Attack. O Story Mode é uma experiência de plataforma tradicional. A história de Sonic Superstars consiste em onze zonas, cada uma apresentando um ou mais estágios (ou atos) diferentes para jogar.

Shadow está em Sonic Superstars?

Sonic Superstars não incluirá Shadow, mas ele poderá aparecer em um novo jogo. Shadow pode não estar em Sonic Superstars, mas Takashi Iizuka quer trazê-lo de volta para um jogo no futuro.

Fale conosco nos comentários e diga oque achou dessa matéria e aproveite para ler mais notícias e matérias, como por exemplo, sobre a identidade da nova personagem de Sonic Superstars, no nosso site.

BioWare abraça suas raízes narrativas em um RPG single player; Assista uma emocionante sequência de gameplay estendida que prepara a história e os desafios
TEAMGROUP na Computex 2024 apresenta novos produtos com o lema: "Elevate Gaming . Empower AI"
Saiba se vale a pena jogar Fabledom
Quer dar vida aos seus modelos 3D com texturas impressionantes? Continue lendo para aprender tudo sobre o processo de mapeamento UV do Blender!
Saiba mais sobre a espetacular memória RAM DELTA TUF RGB DDR5